Arraiá da Serra

Tangará da Serra realiza todos os anos uma grande festa junina

 

Materia_Easy-Resize.com
Crédito: Bárbara Fontes

 

O Blog da Bárbara Fontes saiu de Cuiabá-MT e viajou 242 quilômetros (aproximadamente 3 horas e 43 minutos) para conhecer o famoso Arraiá da Serra, que movimenta por três dias a cidade de Tangará da Serra com animação, cores, comidinhas típicas e muito forró.

 

 

 

20180614_204457 (2)_Easy-Resize.com
Crédito: Bárbara Fontes

Eu estava ansiosa por este evento porque já fazia alguns anos que não ia a uma boa Festa Junina com quadrilha, quermesse, sanfona etc e tal. A última vez foi numa fazenda localizada na estrada de Chapada dos Guimarães-MT (ôoo festança boa de se lembrar!!!).  Eu passei a minha infância em Mogi das Cruzes-SP e todos os anos, a minha vó Alzira fazia a tradicional festa, que começava com uma reza e depois o levantamento do mastro de São João; tinha fogueira, quentão (nessa época, eu detestava até o cheiro!) e um monte de coisas gostosas.  Era tudo decorado (lembro da Capelinha de Melão onde ficava a imagem de São João)  e com muita música típica. Na verdade, a cidade ficava decorada, haviam os arraiás com as quadrilhas das escolas públicas (cortei muito papel de seda pra fazer bandeirolas e todos os anos, eu dançava a quadrilha) e víamos no céu um monte de balões iluminados (eu sei que é crime soltar balões, mas naquela época podia e era a coisa mais linda do mundo!!!). Minha mãe enfeitava eu e minha irmã Denise com roupas caipiras e chapéus. O meu cabelo era bem comprido e ela fazia longas tranças com lindos laços. Era a única época em que podíamos nos maquiar de verdade (e com a pintinhas pretas no rosto).  Lembranças boas de uma época que não volta mais!!!

 

ArraiádaSerra_Easy-Resize.com
Crédito: BárbaraFontes

 

Eu tinha lembranças e muitas saudades, fui para Tangará da Serra cheia de expectativas, porém, nada é como antes! A Cultura tem o infinito poder de se reinventar, e eu que esperava aquela festa junina da minha infância, levei – metaforicamente falando – um balde de água gelada na cabeça! E olha que estava frio pra caramba! Fazia anos que não vivenciava um frio tão intenso em Mato Grosso.

 

 

Chapeu_Easy-Resize.com
Crédito: Bárbara Fontes

As referências juninas estavam lá: as bandeirolas, os chapéus de palha, as barracas e uma fogueira bonita (era falsa, acredito que seja por questão de segurança), mas não senti, o espírito junino dos meus tempos de criança. E não é culpa do evento que foi bem organizado e estava lindo. E nem é minha culpa por querer trazer a todo custo um dos momentos mais felizes da minha infância de volta. A verdade é que o passado passou e deve ficar guardadinho na minha memória e no meu coração. O Arraiá da Serra é uma festa junina que busca manter uma tradição genuinamente brasileira, porém, sem esquecer de que estamos no século XXI, e o multiculturalismo faz parte e a vida segue adiante.

Três noites bacanas!

 

Quadrilha BichodaGoiaba_Easy-Resize.com
Quadrilha Bicho da Goiaba. Crédito: Bárbara Fontes

O Arraiá da Serra é um dos eventos mais aguardados da cidade, é gratuito e também conta com o Concurso de Quadrilhas Viva São João, que segue em sua 19º edição. O Módulo Esportivo se tornou palco de uma grande festa. É realizado pela Prefeitura Municipal de Tangará da Serra, por meio das Secretarias Municipais  Turismo (Setur), e a de Educação e Cultura (Semec) e aconteceu entre 14 a 16 de junho.

 

 

Quadrilha OsdeFora_Easy-Resize.com
Quadrilha Os De Fora. Crédito: Bárbara Fontes

Foi um show à parte as apresentações de quadrilhas! Lindo de se ver e de sentir porque passou pra mim muita emoção. Os trajes são ricos em detalhes e as coreografias são harmônicas e vibrantes. Eu ainda não tinha tido a oportunidade de ver um Concurso de Quadrilha e me surpreendi. Apesar de não tocado as músicas típicas de quadrilha (eu fiquei esperando o “Anarriê….anarriê…”), as apresentações tinham como trilha, o delicioso forró nordestino que alegrou a plateia que torcia muito.

 

Forró Beat_Easy-Resize.com
Frio? Olha o Forró Beat se apresentando sob forte sereno!!!

No primeiro dia não havia muita gente e os que estavam lá, firmes e fortes, merecem todos os aplausos porque estava muito, muito e muito frio!!! Ao contrário da Bárbara menina que detestava quentão, a minha versão adulta estava muito agradecida pela existência dessa bebida quente e forte que me ajudou a não querer sair correndo para o hotel e ficar debaixo do cobertor! Valeu a pena ter ficado e ver os grupos dançando quadrilha, e depois curtir um bom forró pé de serra. Os shows foram dos grupos Forró Beat (para a minha surpresa, é de Cuiabá!) e da banda Tá Fervendo. No segundo dia também estava frio, porém, menos intenso, e com a mesma programação da noite anterior.

 

FrangonoRolete_Easy-Resize.com
Frango no Rolete! Crédito: Bárbara Fontes

 

 

No terceiro e último dia, o clima estava delicioso e trouxe muitas pessoas para o evento.  Eu deixei para esta noite, comer pela primeira vez o “frango no rolete”: foi uma experiência gastronômica incrível! Difícil foi parar de comer.

 

 

 

 

ForróAmorPerfeito_Easy-Resize.com (3)
Banda Forró Perfeito. Crédito: Bárbara Fontes

 

Os shows foram do Forró Beat e do Forró Perfeito, que cantou o sucesso “Samara”. Antes de começar o último show, alguns CDs foram dados ao público, até eu ganhei um!

 

 

 

 

FogueiraArraiádaSerra_Easy-Resize.com
Crédito: Bárbara Fontes

Valeu a pena ter viajado até Tangará da Serra e relembrar o quanto é gostoso uma festa junina. Estava tudo bem organizado, equipe de segurança atenta, muitas famílias se divertindo e pessoas de todas as idades e classes sociais. Foram noites incríveis e apesar de não ser exatamente como nos meus tempos de infância, conseguiu acalentar a minha alma saudosa de uma boa festa junina. Eu recomendo a todos que amam as festividades que celebram Santo Antonio, São João e São Pedro, venham conhecer o Arraiá da Serra!!

Anúncios

Publicado por

barbarafontes

Bárbara Fontes é formada em Comunicação Social pela UFMT. Especialista em Educação (Cinema e Educação). É cineasta, jornalista, roteirista, fotógrafa e poetisa. Seu primeiro trabalho em Assessoria de Comunicação foi em 1995. Iniciou no Cinema/Audiovisual/TV em 1994. Passou temporadas em vários países como Uruguai, Argentina, Bolívia, Panamá. Morou em Estocolmo, capital da Suécia, entre os anos de 2000 a 2002. Sua primeira entrevista para a televisão foi aos 12 anos, no programa de variedades, Vitrine, da TV Centro América. Aos 13 anos, escreveu seu primeiro artigo, publicado no jornal impresso, Correio Várzea-grandense. Desde que se conhece por gente, escreveu histórias, composições musicais, roteiros e poemas.

4 comentários em “Arraiá da Serra

  1. Que legal Bárbara! Tenho um irmão que mora em Tangará. Fiquei com vontade de conhecer a festança da cidade. Parabéns à prefeitura que resolveu patrocinar essa tradição. Acho muito importante que as nossas raízes sejam preservadas. Nada de ficar cultivando Festa das Bruxas e outras, tipicamente estrangeiras. Enquanto estamos exportando o nosso folclore através de grupos de danças regionais, algumas pessoas não totalmente indiferentes a isso. Uma pena!

    Curtir

  2. Que bom poder relembrar a infância, mesmo que não seja as festas de outrora sempre uma nova experiência! O que é aquele frango no rolete? Fiquei aguada!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s