E o Oscar foi para…

Matéria publicada em 25/02/19

Confira os vencedores da maior festa do cinema mundial que também lembrou do cineasta brasileiro Nelson Pereira dos Santos.

O Blog da Bárbara Fontes acompanhou pelo canal por assinatura, TNT, a noite glamourosa do Oscar que ocorreu neste domingo, 24. Uma coisa é fato: precisa gostar muito de cinema ou fazer parte deste universo para aguentar as três horas de premiação (mas valeu a pena!), que neste ano não teve um apresentador fixo – o que deixou o evento mais leve e descontraído.

Um momento especial para nós brasileiros foi durante o “In Memorian”, que lembrou o cineasta brasileiro Nelson Pereira dos Santos, um dos mais geniais do mundo. Em 2014, Eduardo Coutinho, cineasta brasileiro falecido em fevereiro do mesmo ano, também foi homenageado. Nelson e Eduardo foram meus professores de Cinema, em momentos e lugares distintos, e eu tenho imensa gratidão pela generosidade deles em compartilhar saberes e conselhos.

O Oscar deste ano teve grandes filmes e momento épicos como o discurso do diretor Spike Lee, que pregou “o amor vence o ódio”. Foi maravilhoso também ver o filme Pantera Negra ganhando prêmios importantes.

A performance da música Shallow, do filme “Nasce uma estrela”, com Lady Gaga e Bradley Cooper foi um dos momentos mais bonitos de se ver.

Justiça seja feita, a Netflix foi a grande vencedora da noite, que acreditou na história de infância do cineasta mexicano Alfonso Cuarón. Roma (nome do bairro onde Cuarón viveu) é um filme falado em espanhol e feito em preto e branco. Nenhuma grande indústria cinematográfica quis bancar o filme. Roma ganhou três Oscar, inclusive de Melhor Diretor para Alfonso que foi recebido no palco pelo grande amigo, o cineasta Guilhermo Del Toro.

Confira abaixo, por ordem de premiação, os vencedores do Oscar 2019:

1- Atriz Coadjuvante = Regina King (Se a rua Beale falasse).

2- Melhor Documentário (longa-metragem) = Free Solo

3- Melhor Maquiagem/Penteado = Vice

4- Melhor Figurino = Pantera Negra

5- Direção de Arte = Pantera Negra

6- Direção de Fotografia = Roma

7- Melhor Edição de Som = Bohemian Rhapsody

8- Melhor Som/Mixagem =  Bohemian Rhapsody

9- Melhor Filme Estrangeiro = Roma

10 – Melhor Edição = Bohemian Rhapsody

11- Ator Coadjuvante = Mahershala Ali (Green Book)

12- Animação (longa-metragem) = Aranhaverso

13 – Animação (curta-metragem) = Bao

14 – Melhor Documentário (curta-metragem) = Absorvendo o tabu

15 – Efeitos visuais = Primeiro Homem

16 – Filme Curta-metragem = Skin

17 – Melhor Roteiro = Green Book

18 – Melhor Roteiro Adaptado = Spike Lee

19 – Trilha Sonora Original = Pantera Negra

20 – Melhor Canção Original = Lady Gaga (Nasce uma Estrela)

21 – Melhor Ator = Rami Malek (Bohemian Rhapsody)

22 – Melhor Atriz = Olivia Colman (A Favorita)

23- Melhor Diretor = Alfonso Cuarón (Roma)

24- Melhor Filme = Green Book

Memória Afetiva

Babi_Oscar

Eu, Bárbara Fontes, na casa de Arne Sucksdorff, em Estocolmo/Suécia (2000). Acervo Pessoal

No ano 2000, eu tive a honra de segurar um Oscar! Foi emocionante olhar aquele cara sem expressão mas que tocou o meu coração. É uma estatueta linda, grande e pesada – feita de cobre e banhado a ouro. Atualmente é mais leve e menor.

A estatueta do Oscar que eu segurei pertenceu ao cineasta sueco Arne Sucksdorff. Ele ganhou de Melhor Filme Estrangeiro (com o belíssimo Ritmos de uma Cidade), no final da década de 1040. Arne foi o meu mestre que ensinou sobre a Fotografia e o Cinema. Em 2014, eu lancei mundialmente, o filme documentário “Arne Sucksdorff: Uma Vida Documentando a Vida”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s