Esportes

Goleiro Bruno assina contrato de um ano com Operário Várzea-grandense

Em meio às polêmicas, o time de futebol considera o atleta como importante força para os campeonatos que disputará este ano

Está confirmado, o goleiro Bruno Fernandes, 35 anos, que já foi um dos maiores ídolos do Flamengo, já faz parte da equipe de jogadores do Operário (CEOV), localizado na cidade de Várzea Grande (cidade-irmã de Cuiabá, capital de Mato Grosso). A contratação foi assinada na última sexta-feira (17). A chegada do jogador a Mato Grosso depende ainda da autorização da justiça de Mato Grosso.

Atualmente Bruno cumpre pena em regime semiaberto, após condenação de 22 anos e três meses pelo sequestro e morte da modelo Eliza Samúdio, com quem o goleiro teve um affair e um filho, que este ano completa 10 anos de idade. A contratação só foi possível por meio de autorização do Ministério Público e da justiça de Varginha (MG). No final desta reportagem, há um link do TJMG sobre a mudança para o semiaberto.

Operário inicia a temporada de jogos no campeonato Mato-grossense, contra Poconé, nesta terça-feira (21), às 20h10, no estádio municipal Dito Souza, em Várzea Grande, e sem a participação do goleiro Bruno. Também conhecido como Chicote da Fronteira, a diretoria do time tem acompanhado as movimentações contra a contratação do atleta, porém tem evitado discussões. Na página oficial do time, na rede social Facebook, não há referências ao goleiro reeducando.

 

 

BBF Memória: Entenda o caso Eliza Samúdio

 

 

 

Persona Non Grata

A insatisfação de muitos mato-grossenses, em especial de boa parte dos torcedores do Operário Várzea-grandense, com a contratação do goleiro Bruno, levou a uma série de manifestações, como a do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso (CEDM/MT).

 

Glaucia Amaral, presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, conversou com o Blog da Bárbara Fontes (BBF):

 

Não estamos discutindo ressocialização. Eu e o Conselho da Mulher somos favoráveis à ressocialização. O que nós dizemos é que  um feminicida não pode ser ídolo. A gente não pode premiar um feminicida com aplausos da torcida. Essa discussão já existiu em outros times de outras cidades do Brasil. E esses times ouviram a suas torcidas e ouviram a sociedade, e acabaram recuando da contratação [do goleiro Bruno]. E o Operário não fez isso. Um jogador de futebol tem influência na sociedade e com as crianças. As crianças se inspiram nos jogadores de futebol. Mato Grosso bate recorde de Feminicídio, bate recorde de violência contra mulher, e este homem está sendo importado, vindo de jatinho particular para não ter de passar no saguão do aeroporto. Veja bem, ao troco de quê vem essa contratação? Nós temos centenas de goleiros esperando uma chance no futebol, e o time que recebe incentivo fiscal, time que joga na Arena Pantanal que custou centenas de milhões de reais pagos pelos contribuintes mato-grossenses, vai levar como ídolo, um feminicida. Não questionamos o direito do senhor Bruno de ser ressocializado, mas não queremos que ele se torne ídolo na nossa sociedade.

 

 

Leia na íntegra a Nota de Repúdio do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso.

 

 

 

Também pelas redes sociais, o Núcleo Feminino da Força Jovem Operário se manifestou por meio de nota. Uma representante, o nome foi preservado para evitar perseguições, conversou com o BBF sobre a vinda do goleiro Bruno para atuar no time mais antigo da cidade:

 

A notícia foi recebida com muito choque por nós mulheres e, em momento algum a diretoria do Operário quis saber do torcedor estava achando de tudo isso [da contratação de Bruno].”

 

 

 

Leia na íntegra o manifesto do Núcleo Feminino da Força Jovem

 

 

 

WhatsApp Image 2020-01-20 at 17.32.23

 

Um Ato de Repúdio pela contratação do goleiro Bruno ocorrerá no dia 21, a partir dàs 19h (concentração), no estádio Dito Souza (Várzea Grande). Segundo a organização, o Bloco das Mulheres, o objetivo é manifestar contra o feminicídio e outras violências sofridas pelas mulheres.

 

 

 

 

Já o grupo criado no WhatsApp, supra-partidário e com propagandas políticas proibidas, conta com mais de 200 participantes. O objetivo é realizar ações contra a presença do goleiro Bruno no Operário de Várzea Grande. (link para participar no final desta reportagem).

 

 

Operário Várzea-grandense quebra o silêncio

 André Xela, Supervisor de Futebol do Operário Várzea-grandense, conversou com exclusividade com o Blog da Bárbara Fontes (BBF):

 

Está havendo muitas fake news, o Operário não perdeu patrocínios. A informação do Sicredi que saiu hoje na mídia, não era patrocinador do Clube, é patrocinador da Federação, e apenas nos pediu para não colocar a marca da cooperativa no nosso uniforme, mas nunca foi patrocinador do Operário. O Bruno já é um atleta do Operário. A gente ainda está vendo a data para ele vir, porque depende da justiça de Mato Grosso acatar o pedido da justiça mineira de transferência. A gente fez um contrato de um ano com ele. O Operário pensa nele como um atleta para poder galgar os títulos que a gente precisa. A gente disputa quatro campeonatos este ano, que são o Estadual, Copa do Brasil, Copa Verde, e a série D do Campeonato Brasileiro, então a gente está trazendo o atleta Bruno, um goleiro que pode ser muito útil para nós durante este ano. Se a justiça progrediu ele, onde pode trabalhar, a gente só está oferecendo um contrato de trabalho para ele. Sei do protesto que foi organizado [do dia 21,01], porém, tem bastante gente a favor da ressocialização dele. Dar uma segunda chance para ele. E o Clube Operário pensa nele somente como atleta.

 

 

 

Saiba mais:

Acesso ao grupo de WhatsApp #BRUNONAO: https://chat.whatsapp.com/Clm1baHFybC1NUoLG9glIr

Matéria do TJMG: Juiz concede semiaberto para o ex-goleiro Bruno, AQUI.

Foto de capa: Renata Caldeira/TJMG

 

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES (BBF) é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios, parcerias e doações dos leitores. Saiba mais:

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

 

 

ATENÇÃO

As matérias, reportagens e qualquer outro conteúdo produzido possuem direitos autorais, isto é, exclusivo do Blog da Bárbara Fontes e foi pesquisada, apurada, escrita e publicada por sua editora, Bárbara Fontes. Cada pauta tem um custo e exige muito trabalho para fazer! O plágio é uma atitude covarde e que não deve ser tolerada. Portanto a autora NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em outros sites, blogs e plataformas (qualquer uso na internet). Também NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em veículos de comunicação (TV, emissoras de rádio e qualquer meio impresso). Plágio é crime!

 

 

BBF nas redes sociais:

Página no Facebook, acesse AQUI.

Grupo no Facebook, acesse AQUI.

Instagram: @barbarafontes2018

LinkedLn, acesse AQUI.

Twitter: @BarbaraFontesBR

Site do BBF: http://www.blogdabarbarafontes.com

E-mail: blogdabarbarafontes@gmail.com

 

 

******

 

 

3 respostas »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s