Empregos e Concursos

Emprego: Mensagens na hora certa

Uso do WhatsApp fora do horário de expediente pode causar reclamações trabalhistas, alerta CDL

Desde que foi lançado, em 2010, o WhatsApp tem sido um fenômeno que mudou a maneira como as pessoas se comunicam, seja para contato social ou empresarial. No aplicativo, é possível criar grupos de bate-papo com qualquer pessoa que tenha o número vinculado ao seu celular. É a febre do momento, grupo de família, grupo de escola, grupo de amigos e também, cada vez mais comum, o grupo de trabalho.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá) chama a atenção dos empresários para a utilização desses grupos fora do horário de expediente.

O empregador deve ficar atento ao uso do WhatsApp fora do horário de trabalho, pois, caso haja abuso, pode-se gerar condenações ao pagamento de horas extras além de dano moral”. (Dr. Otacílio Peron, assessor jurídico da CDL Cuiabá)

Peron explica que “para a jurisprudência, não basta o colaborador apenas usar o aplicativo para já ter direito ao recebimento de horas extras, os casos precisam ser analisados e estar implícito que o colaborador trabalhou por várias horas ou ficou à disposição da empresa após sua jornada de trabalho”.

Orientação jurídica

Para prevenir este passivo trabalhista a orientação é a implementação de normas e políticas internas determinando que os funcionários não enviem ou respondam mensagens recebidas fora do horário de trabalho. É o que diz o superintendente da CDL Cuiabá Fábio Granja, ao contar que tem adotado essa política para a entidade.

Whatsapp com parcimônia

Devido à ausência de legislação especifica, a CDL Cuiabá aconselha a utilização do “bom senso” na relação de trabalho através de mensagens enviadas pelo Whatsapp aos empregados durante e após o expediente de trabalho.

Entretanto, a empresa pode adotar estratégias para a blindagem trabalhista, por meio da definição de normas objetivas. O mais seguro, sem dúvidas, seria proibir o uso de comunicação por meio do WhatAspp para tratar assuntos relacionados ao trabalho, vedando, inclusive, a criação de grupos da empresa, por meio do aplicativo. Contudo, diante da facilidade que a tecnologia oferece, proporcionando dinamismo e simples acesso, na maioria das vezes o aplicativo se mostra como um valoroso instrumento de trabalho, que não pode ser ignorado”. (Fábio Granja,    superintendente da CDL Cuiabá)

(Com informações da assessoria de imprensa CDL Cuiabá)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s