Perfídia 2019

Estão abertas até 5 de abril, as inscrições para a 2° edição do Festival de Performance e Novas Mídias.

 

Perfídia é uma plataforma de arte, produção cultural, tecnologia e educação.

 

A segunda edição da mostra de multilinguagem Perfídia tem o objetivo principal a intersecção entre performatividade do corpo – como o teatro, performance, imersão e interatividade, e novas mídias como as tecnologias de imagem, aparelhos eletrônicos e digitais, sensores, internet e softwares.

 

O evento aposta no hibridismo e na interdisciplinaridade como motor de inovações estéticas.

 

Segundo a organização, o Perfídia 2019 contempla as seguintes ações:

Espetáculos de teatro e dança;

Vídeoperformance;

Àudio/Vídeo instalações;

Projeções de vídeo;

Mapping;

Intervenções urbanas;

Audiovisual ao vivo;

Apresentações musicais;

Vjings;

Djings;

Arte digital interativa.

 

19238193_836628833182302_6959368197970539462_o.png.jpg

 

 

Festival PERFÍDIA é realizado por meio da Plataforma Perfídia e articulada pelos artistas e produtores Luciana Ramin e Otávio Oscar. Sua viabilidade financeira acontece com o apoio do Proac Editais (Secretaria Estadual de Cultura e do Governo do Estado de São Paulo). Também conta com as parcerias da Cia. Pessoal do Faroeste e Casa da Luz.

 

Inscrições

O Festival Perfídia 2019 possui três tipos de inscrições:

*Inscrições para o Perfídia COLAB (residência artística colaborativa);

*Inscrições para o Perfídia LAB (ações presenciais + laboratórios criativos)

*Inscrições para a Mostra VideoperformVídeoperformance

 

Segundo a organização do evento, serão aceitas inscrições internacionais e o formulário pode ser respondido em português, espanhol e inglês. O regulamento e os formulários de inscrição estão somente em português

 

Saiba mais sobre a 2° edição do Perfídia 2019, acesse aqui.

 

 

 

 

 

Anúncios

#ForçaAndréDLucca

O ator André D’Lucca recebe homenagem em evento a ser realizado pela classe artística mato-grossense.

 

Reportagem publicada em 13/03:

Artistas mato-grossenses se reuniram para ajudar o amigo André D’Lucca, que interpreta uma das personagens mais queridas do país, a Almerinda. Desde o dia 05 de março, o ator se encontra hospitalizado. Segundo a assessoria, familiares informaram que André teve uma melhora significativa nos últimos dias, porém, ainda necessita de cuidados médicos e deve seguir em tratamento. O Blog apurou que o ator, que saiu da UTI do PS, se encontra internado no hospital Júlio Müller, com quadro evolutivo estável.

 

O espetáculo #ForçaAndréDLucca acontece no domingo, 24 de março, a partir das 18h30, no Cine Teatro Cuiabá (CTC). A programação conta com apresentações de músicos, dançarinos, humoristas, intervenções teatrais, recitação de poesia e grafite. Também haverá uma exposição de obras que foram doadas por artistas plásticos que serão leiloadas. Segundo a assessoria, toda a renda arrecadada, tanto da bilheteria como em vendas de obras e camisetas, será revertida para custear o tratamento do ator.

 

O evento solidário conta com o apoio do grupo de teatro Cena Onze (que tem a direção de Flávio Ferreira), da equipe do Cine Teatro Cuiabá e da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (SECEL-MT), responsável pelo CTC.

 

A idealização

A ideia de realizar um evento em prol do ator surgiu após o encontro de amigos, familiares e fãs em frente ao Pronto Socorro de Cuiabá, onde André se encontrava na UTI. Eles oraram e prestaram homenagens durante toda a tarde de domingo (10). O músico Henrique Maluf, o idealizador e produtor do espetáculo #ForçaAndréDLucca, contou para o Blog da Bárbara Fontes sobre a sua amizade e parceria com André D’Lucca:

Eu conheci o André através do espetáculo chamado Foi um Liu que passou por nossas vidas. Eu fiz a direção musical para ele nessa peça há seis anos atrás. Foi quando a gente foi trabalhar junto e não paramos mais. Sempre que tenho apresentações com ele. Já montei várias direções musicais, já compus várias paródias e tem clipes nossos na internet. Já fiz muito produção musical para ele”

 

IMG-20190314-WA0000
André D’Lucca, como Almerinda, e o músico Henrique Maluf: amizade para toda a vida.

 

Sobre a importância de André D’Lucca para as Culturas Mato-grossense e nacional, Henrique Maluf disse:

André é a voz de muitas pessoas que não tem coragem de se posicionar em relação à política. Ele é a voz no mundo dos artistas. E são coisas que fecham portas quando se posiciona. André é uma pessoa que não trabalha com dinheiro público. Nesses últimos anos, eu desconheço o uso de dinheiro público nos trabalhos de André. Todas as produções dele são independentes. Ele tem uma produtora chamada D’Lucca Produções. André foi dirigido pelas atrizes Ingrid Guimarães e Heloísa Perissé, na peça Segredos de Almerinda, e Almerinda se tornou uma personagem icônica. Depois que ele postou nas redes sociais, antes de passar mal, que estava triste e que não iria mais falar de política, eu comentei com o pessoal que a voz que André vai ecoar por muito, muito tempo, mesmo que nunca mais ele fale sobre política. O que ele plantou até hoje é uma onda que vai ecoar por muito, muito tempo. O meu telefone não para de tocar, são muitos artistas querendo participar do evento, e infelizmente não dá para colocar todo mundo. Não dá para fazer um espetáculo de 10 horas dentro de um teatro, né? Mas já estamos pensando que teremos de fazer outro espetáculo em breve com os artistas que não puderam se apresentar no primeiro evento. Muita gente quer somar. Isso mostra a representatividade que André tem na Cultura. Ele me representa. Eu sempre falei isso.”

 

O Blog também conversou com Fabrício Carvalho, maestro da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT):

Minha participação será bem pontual no início do show. Fui convidado pelo Flávio Ferreira e pelo Henrique Maluf. Eles imaginaram que no Foyer, eu pudesse fazer algumas canções ao piano e que as pessoas cantassem juntas numa entrada no espetáculo. Vai ser simples mas feito com muito amor. Vai ser uma alegria. Vai ser uma surpresa boa para quem estiver chegando no espetáculo.”

 

Sobre a importância do evento no cenário cultural mato-grossense, Fabrício comenta que,

A importância desse espetáculo é tamanha de reunir todos esses nomes importantes da Cultura de Mato Grosso. Lembro do evento que fizemos em prol do Flor Ribeirinha, quando eles tiveram aquele acidente trágico indo para Diamantino. Então, eu acho muito rico essa oportunidade de colocar tanta gente importante no palco em prol de uma ação tão importante para o André. A importância para a Cultura nem se fala! Reunir toda essa galera num mesmo dia, não é todo dia!  É fundamental que as pessoas participem, que reconheçam a ação e que estejam lá para prestigiar os seus artistas favoritos. E ver todos esses artistas juntos. Isso é muito bacana. Não é todo dia que isto acontece! Então é importante que as pessoas participem e que comprem os ingressos, que contribuam financeiramente neste momento complexo do André. O André precisa disso porque ele trabalha com o corpo e com a energia vital dele, que agora precisa se recuperar. Ele não pode trabalhar e a gente precisa ajudar. Então é fundamental que as pessoas participem, partilhem, comprem os ingressos e que ajudem a divulgar. E que ajudem nesse momento importante da vida dele.”

 

Sobre a sua amizade com André D’Lucca, o maestro relembra:

Eu conheci André há muito tempo atrás. Sempre fui fã do trabalho dele e sempre acompanhei as obras dele, dede quando estreou ‘Segredos de Almerinda’, no Teatro da UFMT. Quando eu estava Pró-reitor de Cultura da UFMT, a gente se falou. Ele me atendeu num momento em que eu fiz uma ação para o Dia do Servidor. O André fez um espetáculo para os servidores da UFMT. A gente já partilhou o Teatro da universidade. Então a gente tem uma amizade e admiração recíproca muito forte. Eu me sinto muito honrado em ser amigo de André e poder participar desse momento muito bacana, de reconstrução deste momento dele. Estou muito feliz que ele está se recuperando e a gente vai fazer um super espetáculo, no dia 24. É importante que as pessoas estejam juntas para contribuir, colaborar e enaltecer tanto o trabalho de André quanto da Cultura de Mato Grosso.

 

97fb17b212e945ee4d0ec24d35bc20db
André D’Lucca fez os servidores da UFMT rirem muito na fesa do Dia do Servidor (outubro/2015).

 

Programação

O espetáculo irá reunir grandes nomes da classe artística que ocuparão espaços do Cine Teatro Cuiabá. No foyer do teatro, a premiada poetisa e imortal da Academia Mato-grossense de Letras, Luciene Carvalho, recitará poemas acompanhada do percursionista Mano Raul. Em seguida, no mesmo local, o maestro e gestor cultural Fabrício Carvalho fará uma apresentação ao piano.

 

O jornalista Elias Neto e o ator Thyago Mourão (premiado recentemente num festival de cinema na Índia, ao lado do ator Eduardo Butakka) serão os Mestres de Cerimônia das apresentações que acontecerão no palco principal do CTC.

 

Considerado o melhor grupo folclórico do mundo, Flor Ribeirinha será o primeiro a se apresentar. Em seguida, apresentam Penélope (personagem do ator Eduardo Butakka que está esta semana no Jogo de Panelas, do programa Mais Você, apresentado pela Ana Maria Braga, na Rede Globo), Sarah Mitch (que arrasou no programa Amor & Sexo, apresentado pela Fernanda Lima), Henrique Maluf, Ana Rafaela, Totó Bodega (personagem do ator Romeu Benedicto), Pescuma, Estela Ceregatti e John Stuart, Nico e Lau, Vera Capilé e Habel Dy Anjos. Para encerrar o espetáculo #ForçaAndréDLucca, uma apresentação de um coral de cantores de Cuiabá, sob a regência da maestrina Dorit Kolling, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

 

 

Leilão do Bem

Os artistas Babu 78, Adriano Ferreira, Jean Siqueira e a dupla Vera e Zuleika doaram obras que estarão expostas no dia do evento e que serão leiloadas posteriormente. Além do espetáculo e do leilão, fãs e admiradores do ator André D’Lucca também podem realizar doações por meio da vaquinha virtual que ajudará pagar as despesas médicas e dar suporte a André durante a sua recuperação. O ator é profissional autônomo e vive somente de sua arte. Toda ajuda é importante.

 

 

Serviço

Espetáculo #ForçaAndréDLucca

Data: 24 de março (domingo)

Horário: a partir das 18h30

Local: Cine Teatro Cuiabá (Av. Getúlio Vargas, 247 – Centro, Cuiabá)

Ingressos: R$ 40 inteira e R$ 20 meia

Contatos: (65) 2129-3848 ou (065) 9 8133-4559

 

Saiba mais:

Matéria do Blog ‘Viva André D’Lucca’ aqui.

Ria em Chapecó

Está aberta a convocatória para a seleção de Espetáculos que irão compor a segunda edição do RIA – Festival de Palhaçaria de Chapecó, em Santa Catarina.

 

Matéria publicada em 10/03:

A arte da Palhaçaria não pode acabar! Todas as iniciativas que fomentam e preservam os grupos que desenvolvem projetos voltados à comicidade e a propagação do ofício de Palhaço devem ser contemplados nas Políticas Públicas para a Cultura Popular nos governos federal, estadual e municipal. Uma boa risada sempre será o melhor remédio para suportar as vicissitudes da vida. Um grande VIVA para todos os PALHAÇOS!

 

12027283_530177483802991_2563118203980460713_o.jpg

 

O RIA deste ano vai reunir seis grupos profissionais, sendo dois grupos locais/regionais, e quatro grupos nacionais ou internacionais.

 

O evento foi idealizado e realizado pela Cia de La Curva. Os recursos financeiros vieram por meio da Lei de Incentivo Cultural Rouanet; pelo edital das Linguagens Artísticas de Chapecó 2018; e parceria do Sesc Chapecó.

 

A primeira edição do festival de palhaçaria ocorreu em 2017, e contou com a participação de sete grupos profissionais e atingiu um público de cerca de 2.000 pessoas.

 

Cia de la Curva

19642574_840444779442925_6597544564132764349_n

Criada em 2009, pelo casal de artistas Fernando Perri, argentino que adotou o Brasil, e a brasileira Manon Alves.

A Cia de la Curva é um companhia artística, sediada em Chapecó, que desenvolve e executa projetos nas áreas do circo, teatro, audiovisual e narração de histórias.

 

Saiba mais:

Convocatória para o II RIA aqui.

Ficha de inscrição aqui.

Para mais informações: riachapeco@gmail.com

 

*As fotos que ilustram esta matéria são da Cia de La Curva.

Sesc na Estrada

Já começou o primeiro circuito do Sesc na Estrada!

 

Matéria publicada em 12/03:

Entre os meses de março a abril, 27 municípios do interior de Mato Grosso receberão orientações de saúde, oficinas de Cultura e Arte, Atividades Recreativas e Esportivas, Apresentações Artísticas e Exibições de Filmes. No total serão 300 atrações e a estimatva é atingir um público de cerca de 30 mil pessoas.

 

É uma ótima iniciativa do Sesc Mato Grosso e parceiros para levar uma programação diversificada para a população que vive distante de Cuiabá ou das unidades do Sesc.

 

Cidades contempladas 

Confira as datas em que o Sesc na Estrada estará nos municípios (por ordem alfabética):

  • Alta Floresta – 16 de abril

  • Alto Garças – 10 de abril

  • Barão de Melgaço – 13 de abril

  • Campo Verde – 07 de abril

  • Chapada dos Guimarães – 08 de abril

  • Colíder – 19 de abril

  • Diamantino – 15 de março

  • Distrito da Guia – 12 de março

  • Guarantã do Norte – 22 de abril

  • Jaciara – 27 de março

  • Juscimeira – 26 de março

  • Lucas do Rio Verde – 27 de março

  • Matupá – 21 de abril

  • Nobres – 14 de março

  • Nortelândia – 16 de março

  • Nossa Senhora do Livramento – 11 de abril

  • Nova Canaã do Norte – 18 de abril

  • Nova Mutum – 26 de março

  • Paranaíta – 17 de abril

  • Pedra Preta – 09 de abril

  • Peixoto de Azevedo – 20 de abril

  • Poxoréu – 19 de março

  • Primavera do Leste – 20 de março

  • Rosário Oeste – 13 de março

  • Santo Antônio do Leverger – 12 de abril

  • Sinop – 29 de março

  • Sorriso – 28 de março

 

Programação de MARÇO:

53528451_2061330770582785_8021856555001446400_o.jpg

 

Saiba mais:

Acesse a programação completa em cada cidade que receberá o Sesc na Estrada aqui.

Viva André D’Lucca!

Ator tem melhora no quadro clínico após orações realizadas no domingo.

A oração move montanhas! E será sempre a melhor forma de se conectar com Deus. Não importa a crença religiosa, tudo é válido quando as pessoas se unem para desejar o Bem. Assim foi no domingo, 10 de março, em frente ao Pronto Socorro de Cuiabá, o encontro que reuniu familiares, amigos e fãs do ator mato-grossense, André D’Lucca, 42 anos, que se encontrava em estado grave na UTI do PS, consequência de uma depressão profunda e desnutrição. Quem não pode estar presente, também tirou um tempinho para orar ou enviar boas vibrações ao criador da icônica personagem Almerinda.

10441354_552916274818125_5100199956606305144_n
Almerinda é a voz da população cuiabana

 

André foi avisado pela família do ato de amor fraterno que acontecia bem próximo dele. O ator que até então não reagia, sorriu e chorou. A partir daquele momento, renasceu. André voltou a conversar e a lutar pela vida. Os seus rins que seguiam para uma falência, voltam a funcionar. O fígado que também estava conprometido dá sinais de melhora.

 

Apesar da melhora no quadro clínico (está estável) André deve permancer na UTI, sem data para a sua transferência para um quarto.

 

 

Vaquinha Online

Antes de conseguir a transferência para o Pronto Socorro da capital de Mato Grosso, o ator André D’Lucca, que não possui plano de saúde, estava internado em um hospital particular.

 

A família se encarregou  de pagar as desespesas hospitalares, porém,  os amigos, sensíveis aos altos custos da internação e de medicação no hospital particular, e também preocupados com André, profissional autônomo, que irá precisar de um bom tempo para se recuperar e poder voltar aos palcos, criaram uma vaquinha online para arrecadar dinheiro para pagar todas as despesas. Qualquer valor é bem vindo. No final desta matéria tem o link para fazer a doação.

 

Meu amigo, meu irmão

30762920_1481547558621654_6893877591929782272_o
André no jardim de casa. Foto: acervo pessoal

Eu conheci André D’Lucca no início da década de 1990, quando participamos de uma oficina do grupo teatral Ânima, que era realizada no anfiteatro da antiga Escola Técnica Federal (hoje IFMT). Tanto eu quanto ele tivemos uma breve passagem por lá, porém, o suficiente para eu ter certeza absoluta de que ele seria um grande ator.

 

O anos se passaram e sempre nos reencontramos em momentos importantes por quais passávamos, seja na vida pessoal ou profissional. Lembro de quando ele me falou que iria morar em Portugal. Quando se mudou para o Rio de Janeiro e da sua alegria com o nascimento da única filha. Ele viu a minha filha Bianca crescer. Nós dois somos testemunhas dos altos e baixos das nossas carreiras e as alegrias e dissabores em nossas vidas pessoais.

 

André é uma pessoa generosa, e se colocou à disposição para fazer um espetáculo em prol de Jejé de Oyá, que também precisava de ajuda para custear o tratamento de saúde – infelizmente não deu tempo.

 

Era comum eu encontrar André nas ruas de Cuiabá e era tanta conversa gostosa que até nos esquecíamos das horas. Teve uma vez em que fui ver uma peça dele em São Paulo e foi uma festa o nosso reencontro, e até batemos pernas no Centrão da maior cidade da América Latina. Nossas conversas sempre eram profundas, sinceras e sempre a palavra ORAÇÃO aparecia. André é um homem sensível, verdadeiro e que acredita no poder da oração.

 

É um amigo e irmão que faz parte da minha vida. A nossa vida corrida do dia-a-dia nos afasta das pessoas que gostamos, porém, elas não saem dos nossos pensamentos. André é uma dessas pessoas em minha vida e sempre estará em minhas orações. Desejo que em breve tenhamos mais um  reencontro alegre, cheio de amor fraterno e com muitas novidades. Volte logo André! Sua família, amigos, fãs e suas plantinhas estão com saudades.

11040598_723899644386453_2108038572984096484_n

 

Saiba mais:

Vaquinha virtual em prol do ator André D’Lucca. Acesse aqui.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E o Oscar foi para…

Matéria publicada em 25/02/19

Confira os vencedores da maior festa do cinema mundial que também lembrou do cineasta brasileiro Nelson Pereira dos Santos.

O Blog da Bárbara Fontes acompanhou pelo canal por assinatura, TNT, a noite glamourosa do Oscar que ocorreu neste domingo, 24. Uma coisa é fato: precisa gostar muito de cinema ou fazer parte deste universo para aguentar as três horas de premiação (mas valeu a pena!), que neste ano não teve um apresentador fixo – o que deixou o evento mais leve e descontraído.

Um momento especial para nós brasileiros foi durante o “In Memorian”, que lembrou o cineasta brasileiro Nelson Pereira dos Santos, um dos mais geniais do mundo. Em 2014, Eduardo Coutinho, cineasta brasileiro falecido em fevereiro do mesmo ano, também foi homenageado. Nelson e Eduardo foram meus professores de Cinema, em momentos e lugares distintos, e eu tenho imensa gratidão pela generosidade deles em compartilhar saberes e conselhos.

O Oscar deste ano teve grandes filmes e momento épicos como o discurso do diretor Spike Lee, que pregou “o amor vence o ódio”. Foi maravilhoso também ver o filme Pantera Negra ganhando prêmios importantes.

A performance da música Shallow, do filme “Nasce uma estrela”, com Lady Gaga e Bradley Cooper foi um dos momentos mais bonitos de se ver.

Justiça seja feita, a Netflix foi a grande vencedora da noite, que acreditou na história de infância do cineasta mexicano Alfonso Cuarón. Roma (nome do bairro onde Cuarón viveu) é um filme falado em espanhol e feito em preto e branco. Nenhuma grande indústria cinematográfica quis bancar o filme. Roma ganhou três Oscar, inclusive de Melhor Diretor para Alfonso que foi recebido no palco pelo grande amigo, o cineasta Guilhermo Del Toro.

Confira abaixo, por ordem de premiação, os vencedores do Oscar 2019:

1- Atriz Coadjuvante = Regina King (Se a rua Beale falasse).

2- Melhor Documentário (longa-metragem) = Free Solo

3- Melhor Maquiagem/Penteado = Vice

4- Melhor Figurino = Pantera Negra

5- Direção de Arte = Pantera Negra

6- Direção de Fotografia = Roma

7- Melhor Edição de Som = Bohemian Rhapsody

8- Melhor Som/Mixagem =  Bohemian Rhapsody

9- Melhor Filme Estrangeiro = Roma

10 – Melhor Edição = Bohemian Rhapsody

11- Ator Coadjuvante = Mahershala Ali (Green Book)

12- Animação (longa-metragem) = Aranhaverso

13 – Animação (curta-metragem) = Bao

14 – Melhor Documentário (curta-metragem) = Absorvendo o tabu

15 – Efeitos visuais = Primeiro Homem

16 – Filme Curta-metragem = Skin

17 – Melhor Roteiro = Green Book

18 – Melhor Roteiro Adaptado = Spike Lee

19 – Trilha Sonora Original = Pantera Negra

20 – Melhor Canção Original = Lady Gaga (Nasce uma Estrela)

21 – Melhor Ator = Rami Malek (Bohemian Rhapsody)

22 – Melhor Atriz = Olivia Colman (A Favorita)

23- Melhor Diretor = Alfonso Cuarón (Roma)

24- Melhor Filme = Green Book

Memória Afetiva

Babi_Oscar
Eu, Bárbara Fontes, na casa de Arne Sucksdorff, em Estocolmo/Suécia (2000). Acervo Pessoal

No ano 2000, eu tive a honra de segurar um Oscar! Foi emocionante olhar aquele cara sem expressão mas que tocou o meu coração. É uma estatueta linda, grande e pesada – feita de cobre e banhado a ouro. Atualmente é mais leve e menor.

A estatueta do Oscar que eu segurei pertenceu ao cineasta sueco Arne Sucksdorff. Ele ganhou de Melhor Filme Estrangeiro (com o belíssimo Ritmos de uma Cidade), no final da década de 1040. Arne foi o meu mestre que ensinou sobre a Fotografia e o Cinema. Em 2014, eu lancei mundialmente, o filme documentário “Arne Sucksdorff: Uma Vida Documentando a Vida”.

O carnaval sob o olhar da Arte

Conheça algumas obras de artistas que conseguiram passar para a tela, a alma do carnaval brasileiro.

 

1- Di Cavalcanti (1897-1976)

O carioca Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo é o idealizador e principal organizador da Semana de Arte Moderna de 1922.

011561001019
Di Cavalcanti Obra: Carnaval (1965)

 

 2- Carybé (1911-1997)

Héctor Julio Páride Bernabó foi o argentino mais baiano do mundo. Ele ja vivia em Salvador quando decide se naturalizar brasileiro. Viveu na capital baiana até morrer em 1997.

large_carnaval-hector-bernabo-carybe
Carybé Obra: Carnaval (1986)

 

3- Cândido Portinari

O paulista de Brodósqui deixou a sua marca no mundo, ao pintar os painéis Guerra e Paz na sede da Organização das Nações Unidas, em Nova York, no ano de 1956. Portinari retratou o carnaval em muitas obras. Faleceu no Rio de Janeiro em 1962.

candidoportinari_1956_frevo
Cândido Portinari Obra: Frevo (1956)

 

4- Heitor dos Prazeres (1898-1966)

Além de artista plástico, o carioca Heitor dos Prazeres também foi um importante compositor de sambas de carnaval. Compôs com  amigo Noel Rosa, a marchinha ‘Pierrô Apaixonado’.

carnaval-nos-arcos-heitor-dos-prazeres
Heitor dos Prazeres Obra: Carnaval nos Arcos (1961

 

5- Gonçalo Arruda (1969)

O jovem pantaneiro (nasceu em Barão de Melgaço/MT) que tem nome do santo que chegou com os bandeirantes à terra que seria Cuiabá (Cuiabrasa para o íntimos), é um dos artistas mais talentosos da sua geração. Seu ateleiê fica na capital de Mato Grosso. A primeira vez em que eu vi de perto uma obra de Gonçalo Arruda, há alguns anos atrás,  eu me emocionei e nem sabia que era dele, a Nossa Senhora cheia de cores vivas e que parecia estar viva. Abaixo segue duas obras com o tema Carnaval que refletem bem a Arte Contemporânea.

52995495_2310986719156275_6952277258685906944_o
Gonçalo Arruda Obra: Frida Kahlo e Van Gogh (2019)

 

53003723_2310984365823177_4248624401307664384_o
Gonçalo Arruda Obra: Carnaval Cuiabano (2019)