Terapia de Lembranças

Recordar faz bem para a saúde

Assim que terminou o lançamento do livro Terapia de Lembranças (05.08.18), na sede da Unimed Cuiabá, Lélia Lobo, a pedido do Blog da Bárbara Fontes, abriu o livro pela primeira vez, e folheou até parar numa fotografia que lhe chamou atenção:

 

jardim da Praça Alencastro, Cuiabá/MT
Acervo MIS/Cuiabá-MT

 

 

“Aqui é a Praça Alencastro, a gente falava ‘jardim’ – ‘Vamos passear no jardim’. Na quinta, no sábado e no domingo, eram os dias em que a gente vinha no jardim. A gente se arrumava para passear como se fosse ir a uma festa, com sapato de salto, às vezes usava uma saia ou um vestido, menos calça comprida porque naquela época não aceitava muito mulher de calça comprida. Quando eu comecei a usar para dançar twist, o povo começou a me olhar (risos). ”

 

A partir dessa lembrança despertada pelo livro, Lélia lembra de outro momento da juventude:

 

 

Lélia Lobão_Easy-Resize.com
Lélia Lobo

“Tinha eu e minha irmã mais velha, Íris, a Vera (a querida cantora Vera Capilé), a Denise era menor e ia também, e nós andávamos (no Jardim Alencastro). Papai e mamãe não vinham, mas meu irmão Osmar que vinha, mais velho do que eu. Ele me acompanhava para tudo, nós éramos muito ligados. A gente ia para os bailes juntos, e a primeira peça eu dançava com ele. Então aqui (apontando no livro, a imagem da praça) ele andava conosco. Eu andava pegando no braço dele. Aqui nós encontrávamos os amigos. No domingo, a gente ia primeiro na missa da igreja Matriz, depois da missa ia para o jardim, e depois íamos para o Clube Feminino dançar, tinha a noite dançante. E entre dez, dez e meia, no máximo onze horas (da noite) a gente tinha de estar em casa. A diversão (dos jovens cuiabanos) era o jardim, ver filme no Cine Teatro Cuiabá, no Clube Feminino, e a gente também fazia ‘brincadeiras’ nas casas, que era ‘dançar’. A gente fazia a noite dançante. Não tinha bebida, não tinha nada. A água era do pote que ficava na sala, uma caneca para tirar a água e colocar no copo para tomar e dançava a noite inteira. Era twist e rock”.          

 

 

Despertar momentos gostosos que estão guardados no baú da memória, é a missão que o livro Terapia de Lembranças almeja. A fotografia tem um grande poder de destravar os mecanismos que estão no cérebro relacionados à lembranças passadas. É uma  experiência de conexão benéfica para todas as pessoas, principalmente, as que já passaram dos 60 anos, e vivem a Melhor Idade.

 

 

******

Publicidade

APRENDA INGLÊS de forma prática, barata e eficaz! Saiba mais AQUI.

*******

 

 

Uma questão de saúde

O livro foi concebido como método de exercício cognitivo por meio de recordações, eficaz para prevenção de doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer, e para o tratamento de paciente acometidos por tais enfermidades. Atualmente, estima-se que quase 44 milhões de pessoas ao redor do mundo têm Alzheimer. O presidente da Unimed Cuiabá, Rubens Carlos de Oliveira, bateu um papo com o Blog da Bárbara Fontes durante o lançamento do livro Terapia de Lembranças:

 

 

Lançamento do livro Terapia de Lembranças/
Lançamento do livro Terapia de Lembranças/Crédito Bárbara Fontes

“O Terapia de Lembranças é uma mudança de paradigma que a Unimed está tendo dentro da sua gestão, preocupando com a prevenção, e preocupado com a Melhor Idade. Hoje, nós temos mais de 28 mil usuários da Unimed Cuiabá acima dos 60 anos. Todos nós seremos idosos, e temos de nos preocupar com a saúde agora e não deixar para depois na velhice. Temos de cuidar agora com o bem estar. Conseguindo isso com nossos idosos hoje, mostramos para a juventude que tem de se cuidar, esse é o objetivo da Unimed”.

 

 

 

Dra. Waltyane

O livro faz parte de um grande projeto,  a criação de um espaço lúdico (Espaço Viver), que atenderá os idosos clientes da cooperativa. Neste momento encontra-se em construção, e a inauguração está prevista para início de 2019.

A doutora Waltyane Pinheiro Poussan, especialista em Geriatria e Gerontologia pela Associação Médica Brasileira, explicou que “o livro tem o intuito de melhorar a parte cognitiva, que é a atenção, memória, e até mesmo o convívio familiar.

 

 

 

******

Publicidade

O desenho é o primeiro aprendizado desde os tempos do ser humano que vivia nas cavernas. Qualquer pessoa pode desenhar e agora! Saiba mais, acesse AQUI  

*******

 

 

A concepção do livro

Livro Terapia de Lembranças_FotoBarbaraFontes
Crédito: Bárbara Fontes

 

O livro Terapia de Lembranças é composto de fotografias históricas, da Cuiabá de outros tempos, que permite aos idosos que viveram a mocidade na cidade, relembrar e interagir com o livro que possui espaços para anotações, colagens de fotografia, incentivando a construção de um livro próprio.  Segundo a idealizadora do projeto e diretora de Mercado da Unimed, Suzana Aparecida Rodrigues dos Santos Palma, “é para a pessoa também participar do livro. Cada um recebe o livro, mas o livro não é uma obra fechada. Esse livro é uma obra aberta, então, a pessoa pode acrescentar dados da sua história neste local, um evento, ou uma história. E  o livro dela se torna único”.

 

 

 

Suzana com a senhora Lélia_Easy-Resize.com
Suzana com Lélia Lobo

 

O sonho de produzir um livro, começou a ser concretizado há dois anos atrás, Susana queria que os cuiabanos contassem histórias de Cuiabá e por meio da Unimed Cuiabá esse sonho começou a ganhar contornos, ao unir uma questão cultural com a questão de saúde: o livro é ao mesmo tempo um importante registro histórico, e um método terapêutico. É uma bela e valorosa forma de cuidar da saúde dos idosos.

 

 

 

 

 

Suzana explicou que a seleção de fotos foi feita pela agência Pau e Prosa, “a partir de algumas lembranças que eu tinha da minha infância”. As fotografias são de acervos que foram disponibilizados para o livro. O sonho casou muito bem com o projeto chamado Viver bem, da cooperativa, que trabalha com o idoso. E Suzana completa sobre o Viver Bem: “É um trabalho maravilhoso. Esse projeto contribuiu enormemente para aquilo que era um sonho meu de antigamente”.

 

 

 

Livros_créditoBárbaraFontes_Easy-Resize.com
Crédito: Bárbara Fontes

 

Saiba mais sobre o Terapia de Lembranças AQUI.

 

*Reportagem Especial publicada em 08 de abril de 2018. Atualizada em 14 de setembro de 2019.

 

**Esta matéria também contém informações da Pau e Prosa Comunicação.

 

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios e doações dos leitores. Saiba mais:

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

 

 

 

BBF nas redes sociais:

Página no Facebook, acesse AQUI.

Grupo no Facebook, acesse AQUI.

Instagram: @barbarafontes2018

LinkedLn, acesse AQUI.

Twitter: @BarbaraFontesBR

 

Site do BBF: http://www.blogdabarbarafontes.com

 

 

 

 ATENÇÃO

As matérias, reportagens e qualquer outro conteúdo produzido possuem direitos autorais, isto é, exclusivo do Blog da Bárbara Fontes e foi pesquisada, apurada, escrita e publicada por sua editora, Bárbara Fontes. Cada pauta tem um custo e exige muito trabalho para fazer! O plágio é uma atitude covarde e que não deve ser tolerada. Portanto a autora NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em outros sites, blogs e plataformas (qualquer uso na internet). Também NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em veículos de comunicação (TV, emissoras de rádio e qualquer meio impresso). Plágio é crime!

 

 

 

 

Anúncios

Defensoria Pública

“Como da Defensoria Pública pode ajudar as mulheres vítimas de violência?”

 

TÂNIA MATOS, defensora pública, responde:

A Defensoria pública acompanha às mulheres em situação de violência nas audiências junto ao fórum. Pode requerer medidas protetivas quando ocasionalmente não são pedidas na Delegacia. Se por ventura ocorrer da Delegacia não querer registrar algum Boletim de Ocorrência (B.O.), alegando que não é crime (isso é muito difícil acontecer) oficiamos à Delegacia relatando pormenorizadamente o fato, pedindo providências.

 

Quando a mulher vítima de violência não quer registrar ocorrência, mas deseja sair da casa, a Polícia Civil não pode acompanhar a mulher até a casa dela para retirar seus pertences, então, nesse particular, a Defensoria age em parceria com a Guarda Municipal para que ela possa retirar seus pertences e se sinta protegida.

 

A Defensoria pública promove ações de divórcio, dissolução de sociedade de fato, regularização de guarda e pensão. Encaminha para outros órgãos da Rede de Proteção à Mulher. Além disso, a Defensoria compõe junto com outras entidades a Rede de Enfrentamento à violência doméstica contra à Mulher cujo lançamento aconteceu no dia 08 de março.

 

 

TâniaMatos_DefensoraPública

Tânia Regina de Matos, formou-se em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso, é especialista em Psicanálise e em Ciências Penais, autora do livro: “As detentas do presídio feminino, crônicas das execuções penais”. É palestrante, membro da comissão da mulher da OAB, seccional Várzea Grande, da BPW, Mulheres Profissionais e de Negócios de Várzea Grande, do Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Racial, da Associação de Mulheres de Carreiras Jurídicas de Mato Grosso. É uma das associadas e fundadoras da LÍRIOS (Organização da Sociedade Civil que assiste mulheres em situação de violência).  É Defensora Pública do Estado há 17 anos, atua na vara da violência doméstica e familiar em Várzea Grande.

 

 

Saiba mais:

“Cinco tipos de Medo”, acesse aqui.

“Feminicídio”, acesse aqui.

 

*Esta matéria é uma republicação de 20 de março de 2018. O Blog da Bárbara Fontes entende que é uma questão atual e de informação urgente, por isso a sua republicação.

 

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios e doações dos leitores. Saiba mais:

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

 

 

 ATENÇÃO

As matérias, reportagens e qualquer outro conteúdo produzido possuem direitos autorais, isto é, exclusivo do Blog da Bárbara Fontes e foi pesquisada, apurada, escrita e publicada por sua editora, Bárbara Fontes. Cada pauta tem um custo e exige muito trabalho para fazer! O plágio é uma atitude covarde e que não deve ser tolerada. Portanto a autora NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em outros sites, blogs e plataformas (qualquer uso na internet). Também NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em veículos de comunicação (TV, emissoras de rádio e qualquer meio impresso). Plágio é crime!

Gastronomia

Especialista em carnes, hamburgueria lança happy hour diferenciado

 

 

Barba Grelha e Bigode-32 (1)_Easy-Resize.com
Foto: Helder Faria

Com nome criativo, a hamburgueria Barba, Grelha e Bigode está localizado na avenida Getúlio Vargas, point disputadíssimo das noites quentes cuiabanas. Recentemente lançou o Happy Hour do Barba com cardápio que oferece porções gourmet e preços acessíveis.

 

Inspirado nos estabelecimentos estadunidenses BBQ House (siga de barbecue, churrasco em inglês), o Barba, Grelha e Bigode, do proprietário Thiago Suíço, churrasqueiro profissional, traz para Cuiabá carnes, sanduíches e pratos que a maioria das pessoas só conhecem por meio de séries e filmes americanos. Além das carnes preparadas nos pontos certos, também oferece alguns rótulos de cervejas artesanais e vinhos selecionados para quem deseja harmonizar os pratos.

 

 

Cardápio diferenciado

Baseado em petiscos a base de carne feito na churrasqueira, como o Trio de Linguiças com pão e chimichurri, bananinha grill com requeijão cremoso e alho frito; e a famosa Porpoca. Os clientes também podem pedir o Torresmo Gigante, feito de carne defumada, assada e frita por imersão. É semelhante a uma porchetta, porém, fica crocante por inteira e não apenas na casquinha. Este prato gourmet é cortado na mesa do cliente. Os preços do cardápio cardápio do Happy Hour do Barba variam de R$ 15 a R$ 32, e a cerveja Budweiser (long neck) é vendida a R$ 5,99 (somente durante o happ hour).

 

 

Do Youtube para a vida real

 

Barba Grelha e Bigode-67_Easy-Resize.com
Thiago Suíço é fotógrafo de alimentos, cozinheiro pelo Senac/MT, churrasqueiro profissional e proprietário do Barba, Grelha e Bigode. Foto: Helder Faria.

Em 2015, o churrasqueiro Thiago Suiço criou o canal Barba, Grelha e Bigode, onde ensinava a fazer na churrasqueira vários tipos de proteínas. Um dia decidiu gravar um episódio onde fazia um brisket (peito bovino) que demora 12 horas para ficar pronto.  A receita fez tanto sucesso que Thiago começou a vender a carne pronta em eventos pela cidade, e o que era um prazer virou um negócio lucrativo com a aquisição de um Food Truck. Em 2018, o Barba, Grelha e Bigode ganha um ponto fixo.

 

 

 

Bate-papo com o Blog

Thiago Suíço conversou com o Blog da Bárbara Fontes durante o lançamento para a imprensa do cardápio Happy Hour do Barba, realizado em 18 de julho:

Blog da Bárbara Fontes = Thiago, fale um pouco sobre o seu empreendimento

Thiago Suíço = o Barba, Grelha e Bigode é uma Hamburgueria Steak House.  Fomos pioneiros em Mato Grosso a trabalhar com carnes defumadas, conhecido como churrasco americano, que ainda é pouco difundido no Brasil. A gente transforma carnes. A gente não pega só a carne e grelha, o trabalho que a gente faz é de pegar uma carne dura e entrega na mesa do cliente com sabor totalmente diferente e extremamente macia e suculenta.

BBG_BarbaraFontes06

 

 

BBF = Você aprendeu nos Estados Unidos?

TS = Sim. É uma técnica americana. Eu já morei fora do país e aprendi um pouco lá, mas acabei aperfeiçoando aqui mesmo no Brasil. Estive em alguns eventos em São Paulo, chamado Churrascada, que é o maior festival de churrasco no país e um dos maiores da América Latina, geralmente acontece duas vezes ao ano e reúne os maiores chefes churrasqueiros. Você paga para entrar e come à vontade.

 

BBF =  Quando o Barba, Grelha e Bigode foi inaugurado?

TS = Esta casa foi inaugurada em 19 de novembro de 2018, mas a gente estava há 200 metros daqui e era apenas uma hamburgueria pequena com 30 lugares. Era uma casa bem simples que a gente abriu com a cara e a coragem, sem muito planejamento e muito no impulso. Era um restaurante de pintura branca e preta, móveis de madeira e cadeiras vermelhas e comida boa. Não tinha outro atrativo a não ser a comida.

 

 

BBF = E como está agora?

TS = A gente resolveu abrir aqui porque já estávamos com problema de capacidade, o que afastava clientes que não iam à casa porque achavam que sempre estava lotada e o ambiente muito pequeno. Aqui a gente preferiu abrir um espaço muito maior e com quase o triplo da capacidade. A decoração da casa foi pensada para um ambiente mais confortável. A gente contratou um escritório de Arquitetura, a Total Varejo,  especializada em Varejo e Restaurantes. Este prédio era uma casa cuiabana muito antiga que teve a sua primeira utilização comercial, Garagem 86, e a gente preservou alguns aspectos deste bar  como as portas e o portão, também reaproveitamos algumas coisas antigas da casa como as janelas e uma grade. No Barba, Grelha e Bigode tudo foi feito em madeira e não possui nada em MDF para não soar um ambiente falso, e aqui a gente quer trazer a verdade. Até a nossa cozinha é aberta e sem vidro, do lado de fora do restaurante se enxerga a equipe trabalhando, e de dentro, o cliente senta na banqueta do balcão em frente à cozinha, toma um chopp, come uns petiscos e conversa com a gente.

 

 

 

BBF = Você trouxe um novo conceito de gastronomia para Cuiabá?

TS = Sim. Todo mundo comenta: Barba é uma hamburgueria? Sim, a gente é porque a vendemos o produto, mas eu acredito que a gente é mais do que isso e vai ser injusto falar que a gente é somente uma hamburgueria. Eu gosto de falar que a gente é uma casa especializada em carnes. A gente tem o cardápio de carnes, o cardápio de hambúrgueres e o cardápio de carnes defumadas, então tudo tem carne. A gente não trabalha com nada que não seja carne, ou é bovina ou é suína. A gente tem alguns com uma base de peixes, a gente faz o salmão defumado porque a gente não compra defumado. Noventa por cento das coisas que vendemos, nós fazemos e não compramos.

BBG_BarbaraFontes01
Foto: Bárbara Fontes

 

 

 

BBF = Para uma pessoa que vem pela primeira vez aqui, o que você sugere de cardápio?

TS = Eu sugiro algo que não tem em outros lugares, apesar de que há hambúrgueres em outros lugares, lógico, mas o nosso tem um diferencial porque é feito numa churrasqueira à lenha e carvão, com carne de alta qualidade, porém, a especialidade da casa são os sanduíches feitos com carnes defumadas, que a gente defuma e assa por quase dez horas. A gente desfia a carne e põe no sanduíche seguindo um padrão americano, não vai alface e tomate, e sim uma salada americana, que é a base de repolho, gelada e levemente doce que é para combinar com o defumado. Tem o pastrame, que é muito usado nos Estados Unidos mas é de origem judaica. Como os judeus não comem carne suína, o pastrame é considerado o bacon  bovino. É uma ponta de peito, curada durante 14 dias, com várias especiarias e pouquíssimo sal, depois a gente defuma e assa até a carne desmanchar e é uma explosão de sabores. Essa carne fica com a cor vermelha por dentro como se fosse o charque, aquela carne que a gente usa na feijoada.

 

 

BBF = O que você pode dizer a respeito do Happy Hour do Barba?

TS = Geralmente a casa abre as 19h e vai até meia-noite, de quarta a segunda e sempre fecha às terças-feiras. Com o Happy Hour, ela vai abrir às 18h. A gente quis trazer petiscos diferenciados, somente com carnes, tirando a nossa Porpoca.

 

 

BBF = O que é Porpoca?

TS = O chef Jefferson Rueda, que é um dos maiores chefs do Brasil especializado em carne suína, quem faz a Porpoca. É uma pipoquinha feita de carne suína, só que em vez de usar milho se usa a pele do porco, o torresmo sem gordura e sem carne. É só é um crocantizinho extremamente leve para comer e tomar com cerveja.

 

IMG-20190805-WA0015
Olha a Porpoca feita por Thiago Suíço!! (acervo pessoal)

 

 

BBF = Quem vem aqui para o happ hour vai ouvir qual estilo de música?

TS = Geralmente a gente toca rock pop a rock clássico. Não é o rock moderno, da garotada dos dias atuais. Aqui se toca o rock mais antigo, da década de 1990 para baixo. Com o happy hour nós vamos fazer o calendário das músicas ao vivo.

BBG_BarbaraFontes05

 

 

 

BBF =  Thiago, como nasceu o nome Barba, Grelha e Bigode?

TS = A gente começou como um Blog no Youtube. A gente ensinava a fazer carne em churrasqueira profissional que faz churrasco em espeto, e o nosso foco eram os homens. A gente ensinava a fazer todos os tipos de proteínas na grelha e no espeto, algo parecido  como a ida de um homem ao salão e o barbeiro pergunta: O que vai ser hoje? E a resposta é barba, cabelo e bigode – serviço completo. O Barba, Grelha e Bigode é completo, a gente trabalha com todos os tipos de proteínas na grelha. A produção de conteúdo do canal está parada, mas tem conteúdo lá onde a gente faz frutos do mar, peixe, frango, carne bovina, carne suína. Qualquer tipo de proteína, a gente faz na churrasqueira.      

 

 

SERVIÇO

Restaurante Barba, Grelha e Bigode

Funcionamento: de quarta a segunda-feira

Horário: das 18h às 23h

Endereço: Avenida Getúlio Vargas, nº 1319. Bairro Popular. Cuiabá-MT

*Esta matéria também tem informações da assessoria de imprensa (Pau e Prosa Comunicação)

 

 

Saiba mais:

Canal no Youtube, acesse aqui.

 

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

Agenda do Blog – Julho 2019

O Blog da Bárbara Fontes preparou uma agenda bem bacana do que rola no mês de julho em Chapada dos Guimarães, Poconé e Cuiabá. O Blog agradece as assessorias de imprensa que enviaram releases.

 

 

*CHAPADA DOS GUIMARÃES*

 ARTES:

Artista plástica expõe obras que permeiam várias fases da carreira:

Nívea Castro, 43 anos, nasceu no estado do Maranhão, e ainda bem pequena mudou com a família para Fortaleza. Na capital cearense, ela teve uma experiência com Teatro de Rua, é cantora, compositora e dançaria, e participou de muitas peças publicitárias e de programas de TV. Passou uma temporada na Europa onde teve contato com artistas e cineastas. Apesar de atuar como artista plástica há poucos anos, sua relação com a pintura existe desde que se entende por gente, “Eu não sei se era um sonho pintar, mas era a primeira coisa que eu me lembro de ter feito sempre. Eu sempre desenhei, rascunhei em parede e papel, isso bem criança mesmo. Eu me lembro de ter pego os esmaltes da minha mãe porque eu queria mais cor, e só com o lápis de cor ou canetinha não ficava satisfeita”, recorda a artista que atualmente vive em Chapada dos Guimarães com o marido André e a filha Iuanne, de dois anos. “Eu vejo nessa coisa de pintar a missão do artista que é libertar, porque capta o momento, uma história ou conta sobre si mesmo; nas minhas obras eu conto muito de mim. Quando você mostra alguma coisa e alguém se identifica é uma maneira de se libertar”, conclui Nívea.

 

ExposiçãoNíveaCastro_BárbaraFontes
Nívea Castro é clicada pelo fotógrafo Geraldo, na abertura da exposição. Foto: Bárbara Fontes

 

Exposição das Obras de Nívea Castro

Período: até 29 de julho de 2019 (de quinta a domingo)

Horário: a partir das 18h

Local: Hamburgueria Cawii Classic Burger. Chapada dos Guimarães/MT

Classificação etária: Livre

Gratuito  

 

 &&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

 

*POCONÉ/MT*

PROGRAMAÇÃO DE FÉRIAS

A programação gratuita inclui atividades recreativas, mediação de leitura, cinema com pipoca e brincadeira de casinha.

 

Férias Sesc Poconé Foto Jhenifer_Heinrich_.JPG

 

Férias no Sesc Poconé/MT

Período: até o dia 28/07

Horários: das 9h às 11h e das 13h às 19h

Local: Avenida Generoso Ponce, entrada da Rodovia Transpantaneira, Centro de Poconé.

Saiba mais:

Site, acesse aqui.

Programação (Facebook), acesse aqui.

 

 ****************************************************************

 Literaciência

A Literaciência surge da vontade da artista cientista, podemos assim dizer, de unir arte com ciência, tendo em sua formação graduação em física licenciatura e ensino superior de teatro com ênfase em direção, além de trabalhar com teatro a um bom tempo, vislumbrou uma maneira de juntar as suas duas paixões. Ampliando assim tanto o olhar para arte quanto para ciência, proporcionando assim momentos lúdicos ao ouvir histórias ao mesmo tempo que se faz experimentos de ciência.

literaciência
Divulgação

 

 

Teatro de sombras

 

WhatsApp Image 2019-07-12 at 10.42.49 PM.jpeg

 

 &&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

 

Vila Bela da Santíssima Trindade

FESTA DO CONGO 

 

WhatsApp Image 2019-07-17 at 3.23.28 PM

 

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

 

*CUIABÁ (MT)*

 

Degustação de Feijoada

O Fort Atacadista da Miguel Sutil realiza uma degustação de feijoada com produtos exclusivos para preparar um dos grandes símbolos da identidade da culinária brasileira. O ambiente será animado pela banda Papo de Samba. Na oportunidade, os clientes serão convidados a provar a iguaria feita com feijão Tio Lino e produtos selecionados da Aurora Alimentos, como linguiças calabresa defumada e paio, costelinha de porco, lombo, rabo e outros ingredientes típicos de uma boa feijoada, acompanhada da cerveja Cacildis, uma Premium Lager de baixa fermentação e puro malte. A degustação da feijoada integra uma série de eventos promovidos pela rede Fort Atacadista para aguçar o apetite do consumidor durante os meses do inverno. Todos os itens da feijoada estarão disponíveis para compra na loja.

 

 

feijoada1
Divulgação

 

 

Serviço

Degustação de Feijoada

Data: 20.07.19 (sábado)

Local: Fort Atacadista da Miguel Sutil, em Cuiabá

Horário: das 11h30 às 16h

 

*************************************************

TEATRO INFANTIL

Apresentações das peças de Teatro, “Pinóquio” e “O Mágico de Oz”.  A peça “Pinóquio”, conta a história de um velho marceneiro que, cansado da solidão, cria um boneco de madeira para lhe fazer companhia. Em uma noite, ao ouvir seu pedido, uma bela fada entra em seu quarto e da vida a Pinóquio, que começa a viver experiências e aventuras de um garoto comum, dando alegria e muito trabalho a Gepeto. Já o “O Mágico de OZ”, conta a história da menina Dorothy Gale, que vive em uma fazendo com a família e seu cãozinho Totó, mas que sonha estar num lugar melhor. Um dia, ao sair de casa, a pequena é carregada por um furacão que a leva para um mundo desconhecido. Nesse mundo, vive muitas aventuras, ao lado de seus novos amigos: o Homem de Lata, o Espantalho e o Leão Covarde, em busca daquele que pode fazê-la retornar ao seu lar, o Mágico de Oz. As apresentações terão duração de 40 minutos cada, com classificação livre.

 

Teatro infantil Pantanal Shopping (1)
Divulgação

 

SERVIÇO

Teatros Infantis no Pantanal Shopping

20/07 – Pinóquio

21/07 – O Mágico de Oz

Local: Praça de Alimentação

Horário: 17h

Duração: 40 min

Classificação Livre

Evento Gratuito

 

******************************************************************

 

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA

 Entidade internacional “Médicos Sem Fronteiras” realiza exposição fotográfica que registra as ações humanitárias pelo mundo:

Médicos Sem Fronteiras (MSF) é uma organização humanitária internacional que leva cuidados de saúde a pessoas afetadas por graves crises humanitárias. Também é missão de MSF chamar a atenção para as dificuldades enfrentadas pelos pacientes atendidos em seus projetos. Está presente em mais de 70 países e atua há quase 50 anos, possuindo uma longa vida humanitária sendo até mesmo reconhecida pelo Prêmio Nobel da Paz em 1997.

 

08185516072019_Exposicao_MSF_1
Divulgação

 

Exposição “Da Ação à Palavra”

Local: Shopping Estação Cuiabá, Avenida Miguel Sutil, 9300, Santa Rosa – Cuiabá.

Data: de 28/06 a 30/07

Horário: Segunda a sábado, das 10h às 22h e domingos e Feriados, das 14h às 20h (horário de funcionamento do shopping)

 

 ******************************************************************

 

CONCURSO DE BELEZA

Miss Beleza de Mato Grosso concorre em concurso nacional

A biomédica Natália Maíne, de 22 anos, vencedora do Miss Beleza de Mato Grosso, disputará com outras 30 participantes, o concurso Belezas do Brasil 2019. O tema deste ano é “Empoderamento Feminino “ e a vencedora irá representar o país em concurso internacional.

 “Não será avaliada somente a beleza, os jurados procuram mulheres fortes, inteligentes e completas. Por isso, a nossa preparação vai desde aulas de inglês, espanhol, oratória, passarela, cultura, entre outras”, revela a modelo.

 

12283415072019_2aaf0c4f_85f4_456a_a9de_b8c7f0b2df8c
Divulgação

 

 Belezas do Brasil

Período: de 17 a 20 de julho de 2019

Horário: a partir das 18h

Local: São Bernardo do Campo/SP

Classificação etária: Livre

 Saiba mais, acesse aqui

 

 

MÚSICA

Instituto Flauta Mágica realiza show que celebra 21 anos de atuação

 O Show Aplausos reúne no palco quarenta alunos de flauta doce, canto coral e balé, do Instituto Flauta Mágica, que apresentarão um repertório inédito. A entidade realiza há mais de duas décadas, ações sociais e de educação musical gratuitas para crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social. “Trata-se pura e simplesmente de uma ação em que a educação é associada ao respeito mútuo entre educador e educando, onde todos se envolvem profundamente na busca do conhecimento, do desenvolvimento da técnica e do detalhe que faz toda a diferença no palco e na vida de cada um”, declara o idealizador do projeto, maestro Gilberto Mendes.

 

18191312072019_Post_Show_Aplausos1

 

Show Aplausos – Comemoração de 21 anos do Flauta Mágica

Data: Sexta-feira, 19 de julho

Horário: 20h

Local: Cine Teatro de Cuiabá

Ingressos: R$30,00 mais 1 kg de alimento não perecível (antecipados – bilheteria do Cine Teatro)

 

 *********************************************************************

 

CORAL DA UFMT 

O espetáculo que celebra e homenageia músicas, artistas, autores e compositores mato-grossenses retorna aos palcos de Cuiabá para ganhar vida nas vozes do Coral UFMT. Inicialmente o espetáculo foi roteirizado e dirigido cenicamente pelo músico cuiabano, hoje residente em São Paulo, Maurício Detoni. Essas novas apresentações ganharam novas cenas e coreografias elaboradas por Danielle Batista e Watila Fernando. A direção geral está a cargo da maestrina Dorit Kolling.  O concerto é uma realização da UFMT/PROCEV, Agenda Tricentenária e Coral UFMT, com apoio cultural da Bellsom Iluminação e Sonorização.

 

coralufmt_divulgaçãoevento

 

Coral UFMT apresenta “Claro Canto Cuiabá”

Quando: 19 e 20 de julho de 2019
Horário: 20h
Onde: Teatro UFMT
Entrada: 01 livro de literatura infantil ou infantojuvenil
Trocas dos ingressos: de 15 a 18/07 (segunda a quinta-feira), das 14h às 19h30 na sala do Coral UFMT (próximo ao Centro Cultural); dias 19 e 20/07, dias do espetáculo, a partir das 18h na bilheteria do Teatro UFMT.

Informações: (65) 3615-8307

Saiba mais, acesse aqui.

 

 ***********************************************************************

 

Picnic de férias no shopping

Oficinas gratuitas de areia cinética, slime, pizzaiolo e chocolate, os finais de semana vão ser ainda mais animados no Picnic de Férias do Goiabeiras Shopping. A areia cinética, experiência mágica e hipnotizante, novidade entre as oficinas, acontecerá somente neste sábado e domingo (13 e 14.07).  O espaço vai ter ainda brinquedoteca e feirinha de slime com ambiente decorado e monitoria. “Temos atividades para crianças e adolescentes e a família também pode vir se divertir durante as férias. Aqui, os pequenos descansam brincando”, diz a gerente de Marketing do Goiabeiras Shopping, Fabiana Totti.

 

d0e17c96-a947-4bdc-954a-1a3117b9c37a

 

Picnic de Férias Goiabeiras Shopping

Datas: 13, 14, 20, 21, 27 e 28 de julho (sábados e domingos)

Horários: As sessões das oficinas acontecem às 14h, 15h, 16h, 17h, 18h e 19h

Local: 1º piso (próximo à loja Siberian)

Evento Gratuito – Vagas Limitadas

 

******************************************************************

  

GASTRONOMIA

Festival do Chocolate

A quarta edição do festival gastronômico vai ter muito chocolate, artesanato, moda e um evento solidário. Desde sua primeira edição, comenta a idealizadora e organizadora do Festival, Zilda Castanho, o evento abre espaço para entidades beneficentes e filantrópicas no sentido de contribuir com a responsabilidade social: “As entidades são convidadas a participar, sem qualquer custo, justamente para otimizar a comercialização de seus produtos, além claro, de divulgar as iniciativas que fazem a diferença em nossa cidade e transformam realidades”. Neste ano, participam a Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer de Mato Grosso, Amor em Retalhos, Luxo sem Lixo, Apam, Lions Clube Cuiabá Norte, Pastoral Familiar São João Paulo II, Clichês na rua e projeto Verde Novo. Idealizado para toda a família, o Festival contará com espaço kids e espaço pet para deixar os animais de estimação, que também terão doces especialmente para eles.

 

WhatsApp Image 2019-07-13 at 7.56.58 PM

 

4º Festival de Chocolate de MT

Data: 26, 27 e 28 de julho, das 16h às 00h

Local: Sesi Papa, Av. Oátomo Canavarros, S/N, bairro Morada do Ouro, Cuiabá

Entrada gratuita

Contato: (65) 98412-9090

 

****************************************************************

 

TEATRO

V Mostra de Cenas

 

A Quinta Mostra de Cenas da MT Escola de Teatro da Unemat vai apresentar três peças com duração de vinte minutos cada, no palco principal do Cine Teatro Cuiabá.  A primeira peça a ser apresentada é “Lugar Nenhum”, que conta duas histórias paralelas, a de Pitágoras, um matemático que, apesar de muito respeitado, por uma imprecisão de coordenadas, falha terrivelmente no envio de um navio com ajuda humanitária a crianças africanas; e a de Pito, um inofensivo e ingênuo homem que cruza o alto-mar em uma pequena embarcação. As duas histórias se encontram quando Pito tem sua jornada interrompida por quatro figuras que o envolvem como réu em um julgamento sobre o erro de Pitágoras.

O segundo espetáculo da noite é “In-Cômodos”, uma comédia dramática envolvendo Klaus, o palhaço sem graça; General, o militar fanático religioso; Drª Luana, a primeira astronauta mulher a pisar na Lua; Couro, um corcunda com dificuldades em se articular verbalmente e Margot, uma menina introspectiva. Os personagens encontram-se enclausurados em estranhos cômodos e se veem obrigados a compartilhar seus íntimos incômodos.

Encerrando a Mostra, em “Urubus in Cena” um velório fictício é encenado para uma suposta reunião familiar, composta por três irmãos e duas sobrinhas, com idades variadas. A reunião dispara uma série de conflitos familiares, questiona o símbolo paterno, que representa toda regra, moral ou atitude castradora e revela atrocidades de todos os personagens. Uma tormenta emocional varre a sala, ninguém é poupado. Tudo caminha para uma catástrofe, não existem atenuantes, todos são sempre culpados.

A MT Escola de Teatro é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Cultura (SEC-MT) em parceria com a Associação Cultural Cena Onze, a Associação dos Artistas Amigos da Praça e Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT).

 

 

13165405072019_Convite_1

 

Quinta Mostra de Cenas da MT Escola de Teatro da Unemat

Data: 22 e 23 de julho

Horário: 19h30

Local: Cine Teatro Cuiabá

Valor: Acesso Gratuito. Proposta de contribuição R$5,00.

 

 

CINE TEATRO CUIABÁ

 

 

WhatsApp Image 2019-07-14 at 8.02.23 PM

Bárbara Pergunta

“Cuiabá está preparada para receber a ferrovia”.

 

Após a visita do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, ao Terminal Ferroviário de Rondonópolis (14.06), o presidente da Pró-Ferrovia Cuiabá, Francisco Vuolo, conversou com o Blog da Bárbara Fontes. A Pró Ferrovia Cuiabá reúne diversas entidades que defendem o fortalecimento do modal ferroviário no país e querem garantir o avanço dos trilhos no Estado de Mato Grosso até Cuiabá. Vuolo é filho caçula do ex-senador Vicente Vuolo, considerado o Pai da Ferrovia em Mato Grosso.

 

Blog da Bárbara Fontes: Francisco Vuolo, o que representou para o Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá e também para o senhor, a visita do ministro Tarcísio Freitas?

Francisco Vuolo: Foi muito importante a presença de integrantes do Fórum nessa visita histórica do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, para que todos nós tenhamos noção do quanto é impactante e positivo o terminal ferroviário para uma região, e especificamente nesse caso, para o município de Rondonópolis, que hoje ocupa a segunda posição econômica no estado de Mato Grosso. É uma cidade que fomenta a economia e que cresce com números acima dos outros municípios, e deve-se muito à vinda do terminal ferroviário, um grande eixo de infraestrutura e daí a importância que representa como indutor do desenvolvimento. Além de ser uma grande produtora de grãos da região Sul de Mato Grosso. Para o Fórum foi muito significativa a participação das entidades, além das lideranças comunitárias que puderam ter uma noção da importância do evento, e a vinda do ministro junto com a bancada federal, junto com o governador, junto com representantes da prefeitura de Cuiabá e diversas prefeituras, e da Assembleia Legislativa demonstram claramente os projetos futuros para o Estado, e nesse prisma o avanço da ferrovia. Não há como nós pensarmos no estado de Mato Grosso, no desenho que é feito com ferrovias ligando o escoamento do norte do estado, de Sinop à Miritituba (Pará); ao leste, de Lucas do Rio Verde até a região Goiás, sem pensar na ferrovia avançar até a capital para poder produzir um novo modelo de crescimento de desenvolvimento da região porque a ferrovia não é só para levar a produção, a ferrovia é também para trazer e com isso reduz o preço do frete. Cuiabá está preparada para receber esse eixo porque tem abundância de energia, nós temos a usina de Manso, nós temos a termoelétrica, nós temos o gasoduto, nós temos um porto seco que é uma estação aduaneira para importar e exportar dentro da cidade. Nós temos as principais faculdades e tem um mercado consumidor. É a maior região arrecadadora de impostos do estado de Mato Grosso. Então com a chegada da ferrovia até a capital vai permitir que novas indústrias e novos empreendimentos sejam instalados e agreguem valor na produção primária que nós temos dentro do Estado, gerando emprego, gerando mais divisas e por isso, a importância de nós termos a ferrovia na capital e, obviamente, não só em Cuiabá, depois do terminal ferroviário na capital, a ferrovia vai subir até o Médio-Norte e Norte do estado, na região de Sorriso. Por isso trouxemos esse lema para o evento com o ministro da infraestrutura em Rondonópolis: “Integrar Cuiabá e Mato Grosso” rumo à essa missão da Rumo porque se nós pensamos no Estado uno, se pensamos no Estado onde todas as regiões que devem ser contempladas, no momento quem mais precisa desse eixo é, sem dúvida, a Baixada Cuiabana e daí a importância da ferrovia. Então para nós tem um significado importante, além do aspecto histórico, do aspecto emocional de estar em Rondonópolis e ver a ferrovia que é uma luta de muitos e muitos anos de uma pessoa que foi taxada de louco, de sonhador, e quando se falava de ferrovia todo mundo debochava do nome dele (Francisco se refere ao seu pai, Vicente Vuolo), e hoje a ferrovia (a Ferronorte) já representa isso dentro do estado. Para mim, particularmente, para a nossa família é motivo de muito orgulho e nos anima com mais responsabilidade conduzir o Fórum Pró-Ferrovia, para que isso que foi sonhado e idealizado durante muitos anos e hoje é uma realidade, possa ser um divisor de águas no futuro, principalmente para região da Baixada Cuiabana.

 

ColetivaImprensaRoo_creditoFerreira
Francisco Vuolo com autoridades durante evento no Terminal Ferroviário de Rondonópolis (MT), em 14.06.19. Crédito: Ferreirinha

BBF: Depois do evento em Rondonópolis, como fica o posicionamento político e estratégico do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá?  

FV: O Fórum Pró-Ferrovia fez questão de trazer as lideranças comunitárias justamente para podermos pensar a cidade. Há uma vontade política do governo federal em avançar a ferrovia até a capital, a manifestação da empresa Rumo nesse sentido, assim como dos nossos senadores e deputados. O avanço da ferrovia até Cuiabá é uma questão de tempo e nós não podemos ser pegos de surpresa, nós temos de preparar as pessoas para esse impacto que vai ocorrer, planejar a cidade para que ela cresça de forma ordenada, no sentido que ao absorver esse eixo estruturante, ela possa crescer e fazer com que o cidadão seja o maior beneficiado com a chegada da ferrovia. Para nós é um divisor de águas em relação a isso. Existem alguns passos que ainda serão trabalhados para que isso ocorra, entre eles, a renovação da malha ferroviária paulista. É uma situação que ainda se vive no estado de São Paulo, que se renove o prazo dessa malha para que a empresa Rumo possa investir no avanço da ferrovia em Mato Grosso. É necessário que seja aprovado pelo TCU e nós estamos acompanhando isso de perto. E o mais importante, em termos de capital e de investimentos e recursos, o grupo Cosan/Rumo tem capital suficiente para fazer o que está previsto por ela, que é um investimento de 7 bilhões de reais para estender a ferrovia até o município de Sorriso passando por Cuiabá.

 

Ministro, Autoridades e Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá_Bárbara Fontes_Easy-Resize.com
Representantes do Fórum Pró-Ferrovia com autoridades durante a visita do ministro da Infraestrutura. Foto: Bárbara Fontes

 

BBF: No governo Fernando Henrique Cardoso foi inaugurado a Ferronorte, em Alto Taquari/MT (07.08.1999), que contou com a presença do presidente da República, Do governador Dante de Oliveira e autoridades da época. O senhor e o seu pai, Vicente Vuolo, também estiveram presentes. Eu também estava lá e pude presenciar o momento histórico para Mato Grosso. Uma coisa que me marcou muito foi ver o seu pai muito feliz. E aqui estamos, 20 anos depois, no Terminal Ferroviário de Rondonópolis e é impossível falar de ferrovia em Mato Grosso, sem lembrar de seu pai. Qual é o maior legado que ele deixou?

FV: O maior legado, sem dúvida alguma, é acreditar que sonhos são possíveis de serem realizados. Para quem atravessou o rio Paraná, eu com o meu pai, um rio com quase quatro quilômetros de largura. Atravessamos de balsa que demorava quase uma hora para atravessar de um lado para outro. Eu ainda pequeno não entendia a grandiosidade daquilo e meu pai me falava: “meu filho, um dia vai ter uma ponte aqui e vai passar caminhão e vai passar trem levando a produção nossa de Mato Grosso para São Paulo”. Eu olhava para ele, pequenininho do jeito que ele era, e olhava para o tamanho do rio e via aquela grandiosidade do que deveria ser a ponte, e hoje essa ponte é uma realidade. É a ponte rodoferroviária do rio Paraná, que fica entre Aparecida do Taboado, em Mato Grosso do Sul e Rubinéia, em São Paulo. Na parte ferroviária essa ponte tem o nome dele, Vicente Vuolo. Para mim que vi isso acontecer e hoje a ferrovia estando aqui em Mato Grosso. Eu que via os muros pichados com o nome dele sendo debochado, eu que atendia o telefone e na outra linha o chamava de “Louco”, “Cadê a ferrovia, Vuolo?” , e hoje vê a ferrovia aqui como uma realidade. Todos nós e toda a sociedade clamando pela ferrovia, e naquela época, ele completamente sozinho fazendo isso, sem dúvida é um legado que ele deixou é de acreditar que um sonho pode ser realizado. É isso que nos inspira e nos aumenta a condição de poder lutar para que um dia os meus filhos, os nossos netos, as futuras gerações também possam acreditar em seus sonhos que muitas vezes parece ser impossível. Então é sem dúvida, esse é o ponto primordial que levamos como mensagem e deixando para a sociedade.

 

PonteRodoferroviariarioParana_acervoVuolo
ponte rodoferroviária do rio Paraná. Acervo da família Vuolo.

 

 

Saiba mais no Blog da Bárbara Fontes:

Visita do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, no Terminal Ferroviário de Rondonópolis, acesse aqui.

Bárbara Pergunta

Em coletiva de imprensa realizada, em Rondonópolis, (14.06), ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, responde pergunta do Blog da Bárbara Fontes.

Com uma agenda de compromissos em dois municípios de Mato Grosso, Tarcísio Freitas iniciou a manhã no Terminal Ferroviário de Rondonópolis (218 km de Cuiabá), operada pela concessionária Rumo; e visitou um trecho da BR-364. À tarde, o ministro da Infraestrutura viajou para o município de Água Boa, onde participou da audiência pública “Ferrovia de Integração do Centro-Oeste”, e da inauguração da iluminação da Travessia Urbana, na BR 158 (km 564/569). Toda programação do ministro foi acompanhada pelo governador, Mauro Mendes; pelo prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio; pelo CEO da Rumo, Marcos Lutz; e autoridades políticas do Congresso Nacional e da Assembleia Legislativa.

 

Segundo o ministro, o governo federal vê o estado de Mato Grosso como uma prioridade, “pela pujança e pelo potencial. Muitas coisas estão sendo planejadas. É o Estado que seguramente vai receber maior quantidade de investimentos”, disse na coletiva de imprensa realizada na sede da concessionária. Além da malha ferroviária, estão previstas melhorias de infraestrutura nas principais rodovias que cortam o Estado.

 

 

Vuolo entrega camiseta para ministro_BárbaraFontes_Easy-Resize.com
Francisco Vuolo, presidente da Pró-Ferrovia Cuiabá entrega camiseta da entidade para o ministro Tarcísio Freitas. Foto: Bárbara Fontes

Freitas elogiou a participação ativa da bancada parlamentar em Brasília que busca formas para agilizar questões legais para que a Ferrovia da Integração Centro-Oeste (Fico) e a Ferrogrão se concretizem o mais rápido possível, inclusive tornar viável o traçado até Cuiabá, desejo do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá que esteve presente em Rondonópolis. O ministro também elogiou o governador Mauro Mendes por estar sempre em Brasília defendendo os interesses do Estado, porém, fez uma observação:

 

 

A gente vem para cá e vê o Brasil que dá certo. O Estado precisa fazer a sua obrigação também e proporcionar os meios de fazer com que os produtores possam continuar crescendo e continuar produzindo riquezas.”

 

 

Bárbara Pergunta

Durante a coletiva de imprensa, Tarcísio Freitas respondeu uma pergunta do Blog:

Blog da Bárbara Fontes: Ministro, efetivamente, quais são os trâmites para que chegue a malha ferroviária até Cuiabá e ao Médio-Norte?

Tarcísio Freitas: Talvez fique muito simples. Tem dois caminhos para a ferrovia chegar até Cuiabá, agora isto obviamente depende da vontade do investidor, da percepção do investidor que tem carga lá. O primeiro caminho é demonstrar inviabilidade de ter uma concessão autônoma indo para Cuiabá. E a partir do momento em que se demonstra inviabilidade, atribui esse trecho à própria concessionária que já opera até Rondonópolis, que é a Rumo, faria essa atribuição do trecho, a empresa poderia fazer investimentos, tomar o risco de engenharia e fazer a operação. E o segundo caminho é o caminho que a gente está tentando trabalhar juntamente com o Congresso, e eu agradeço aqui o apoio dos parlamentares da bancada federal, em particular aqui o nosso senador Wellington Fagundes, o senador Jayme Campos, o deputado Zé Medeiros, o deputado Neri Geller, que têm sempre nos ajudado nas demandas do Ministério da Infraestrutura, eles têm uma ligação forte com a infra e se preocupam muito com a logística de Mato Grosso, que é um projeto de lei que cria um regime de autorização do nosso ordenamento jurídico, e aí a coisa fica melhor porque havendo a manifestação de vontade da concessionária, a gente autoriza aquele trecho. Precisa de uma alteração legal que está em curso e está andando bem no Congresso. Hoje está no Senado, na Comissão de Serviços de Infraestrutura. A vantagem da autorização é que a gente começa a aproximar o nosso modelo com o modelo norte-americano. Então, o investidor tem interesse, toma o risco de engenharia, faz a ferrovia e a grande vantagem é perpetuidade, isso traz uma percepção de segurança jurídica muito grande para o investidor porque ele não tem a questão da reversibilidade do bem, ele não tem de devolver no final do período de amortização de capital daquele ativo para o Estado. Ele passa a ser proprietário daquele ativo e passa a ter uma liberdade maior do que diz respeito a regulação de tarifa e também a perpetuidade do bem. E a tarifa, no final das contas, tem de ser regulada pelo próprio mercado. O que o Ministério da Infraestrutura tem de fazer é a oferta. Mais oferta de infraestrutura menor a tarifa e mais o preço do frete vai abaixando.

 

Ministro, Autoridades e Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá_Bárbara Fontes_Easy-Resize.com
Foto: Bárbara Fontes

           

Coletiva de Imprensa

A sensação era de estar dentro de uma lata de sardinha, ao ter de ficar de prontidão em uma pequena sala da empresa Rumo, concessionária da ferrovia em Mato Grosso. Eu estava na companhia de dezenas de jornalistas, fotógrafos, cinegrafistas e convidados, onde aguardávamos o início da coletiva de imprensa do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas e autoridades do Estado. A maioria dos profissionais que estavam presentes, incluindo o Blog da Bárbara Fontes, viajou por mais de cinco horas (a convite do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá) e todos queriam fazer o melhor para cumprir a pauta do dia. Eu testemunhei algumas grosseiras de funcionários da Rumo com jornalistas. Faltou melhor atendimento à imprensa por parte da empresa que deveria ter a compreensão do momento importante para Mato Grosso e de que a imprensa faz a parte que lhe cabe ao reportar para a população os fatos.

 

Para mim foi uma experiência um pouco frustrante porque a viagem para Rondonópolis tinha um aspecto especial: há cerca de 20 anos, eu havia participado da inauguração da Ferronorte, em Alto Taquari, numa caravana de jornalistas que também viajaram por muitas horas, porém, fomos muito bem recebidos. O evento histórico para Mato Grosso contou com a participação do então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, de Dante de Oliveira (era o governador e faleceu em julho de 2006, em Cuiabá ), de autoridades, e também de Vicente Vuolo, considerado o Pai de Ferrovia no Estado. Vuolo faleceu em maio de 2001, em Brasília, sem ver concretizado o seu maior sonho: a ferrovia passar por Cuiabá.

 

Ferrovia em Mato Grosso: Entenda

Atualmente em Mato Grosso está em funcionamento a Ferrovia Vicente Vuolo – a Ferronorte, que interliga Alto Taquari, Itiquira e Rondonópolis. Há dois projetos de malhas ferroviárias que passam pelo o Estado: a Ferrovia da Integração Centro-Oeste (Fico) e a Ferrogrão.

 

Segundo o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do governo federal, a Fico (EF-354) tem uma extensão de 1.641 km, com inicio em Campinorte (GO) e final em Vilhena (RO). Um dos objetivos para construção da ferrovia é estabelecer alternativas mais econômicas para os fluxos de cargas de longa distância. Em Mato Grosso, a Fico tem um trecho de 383 km de extensão que começa da Ferrovia Norte-Sul, em Campinorte e vai até Água Boa. Com o seu funcionamento, Mato Grosso escoará a produção de soja e milho em direção a São Paulo (porto de Santos), Maranhão (porto de Itaqui) e ao Pará (porto Vila do Conde).

 

Outra é a Ferrogrão (EF-170), com previsão de construção, por meio de capital privado, ainda neste ano. O novo corredor ferroviário de exportação do país contempla os municípios de Sinop e Lucas do Rio Verde (177 km de extensão) – importantes polos do agronegócio -, até o porto de Miritituba, no Pará. Esta ferrovia que tem uma extensão de 933 km, trará uma redução de 30% do custo do escoamento de grãos em Mato Grosso.

 

Ferrograo
Malha da Ferrogrão. Reprodução. PPI/governo federal.

Segundo o PPI, quando a Ferrogrão estiver finalizada terá alta capacidade de transporte e competitividade (hoje, desempenhado pela rodovia BR-163), também aliviará as condições de tráfego nessa rodovia, com o objetivo de diminuir o fluxo de caminhões pesados e os custos com a conservação e a manutenção. A Ferrogrão faz parte do plano de expansão da fronteira agrícola brasileira e à demanda por uma infraestrutura integrada de transportes de carga.

 

 

 

Saiba mais:

Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal, acesse aqui.

Programa de Parcerias de Investimentos, acesse aqui.

Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá, acesse aqui.

 

 

*Foto de capa: Christiano Antonucci – SECOM/MT

Bárbara Pergunta

O Blog da Bárbara Fontes conversa com João Carlos Sborchia, presidente da Amad, sobre a Expo-Ecos MT 2019.

 

Faltavam poucas horas para o encerramento da feira de negócios do Encontro Centro-Oeste dos Supermercadistas, Atacadistas, Distribuidores, Indústria e Food Service (Expo-Ecos MT 2019), quando o presidente da Associação Mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores (AMAD), João Carlos Sborchia conversou com o Blog da Bárbara Fontes. Momentos antes, ele havia recepcionado o governador Mauro Mendes, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, e comitiva por toda a feira.

 

Blog da Bárbara Fontes: Presidente, qual é o balanço que o senhor faz destes três dias da Expo-Ecos MT 2019?

João Carlos Sborchia: Nós fizemos uma programação bastante voltada para treinamentos e que foi um sucesso. Vimos aqui todas as oficinas cheias e palestras bastante animadas. Com relação aos expositores, são 80 empresas, 70 estandes e 60 expositores. Fizemos agora uma pesquisa junto a esses expositores e constatamos que mais de 90%, querem voltar no ano que vem. Nós que organizamos o evento estávamos muito preocupados porque é uma responsabilidade muito grande e estamos, de certa forma, aliviados, empolgados, motivados a fazer outra Expo-Ecos MT no ano que vem. Essa é a função das entidades, das associações AMAD, SINCAD, SINCOVAG e da ASMAT como entidades representativas de uma categoria de classe, promovendo essas feiras e essas realizações de negócios. Temos a expectativa de ter atingido mais de 10 mil visitantes e temos a expectativa de ultrapassar a marca de R$ 35 milhões, que nós prevíamos inicialmente. Foi um sucesso total!

BBF: Qual é o maior ensinamento que este evento trouxe para o senhor?

JCS: Como representante de entidade, nós temos uma responsabilidade muito grande perante ao nosso associado e uma feira dessa aqui o que a gente faz? A gente faz um movimento, uma motivação com o intuito de aproximar os varejistas com os atacadistas e a gente aumenta o volume de vendas. Eu estou muito feliz como presidente da AMAD poder proporcionar isso para os nossos atacadistas. Então, eu estou muito feliz como presidente em poder proporcionar essa feira para os nossos associados.

JCS_presAmad_cafemanhajornalistasExpoEcoslançamento
João Carlos Sborchia, fala ao microfone durante o lançamento para a imprensa da Expo-Ecos MT 2019. Foto: Cafeína Conteúdos Inteligentes.

BBF: Em relação à alta carga tributária que atinge o setor, há alguma conversa com o governo estadual?

JCS: A nossa pauta com o governo é com a questão das bebidas quentes (uísque, vinho, vodca, pinga, cachaça etc) onde os impostos de Mato Grosso são muito altos e o setor atacadista não está vendendo mais, e a gente não sabe como estas bebidas estão entrando no Estado.

BBF: O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, disse na abertura da Expo-Ecos MT 2019 que as lideranças do setor devem levar reivindicações para o governo. O que já foi pensado a respeito disso?  

JCS: Nós teremos uma reunião nesta quarta-feira (12/06), no palácio Paiaguás, com o governador Mauro Mendes, e com Mauro Carvalho.

~BBF~

 

Expo-Ecos MT 2019

O Encontro Centro-Oeste dos Supermercadistas, Atacadistas, Distribuidores, Indústria e Food Service (Expo-Ecos MT 2019) aconteceu entre os dias 04 a 06 de junho, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá-MT. É considerada a maior feira de negócios da região central do país. Na abertura do evento estiveram presentes, o presidente da Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), João Tarcício Falqueto; o vice-presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas), Omar Abdul Assaf; os representantes da Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados (Asmad e Amas), além do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, representando o governador Mauro Mendes; da secretária Extraordinária dos 300 anos de Cuiabá, Celly Almeida, representando o prefeito Emanuel Pinheiro; o deputado estadual Dilmar Dal Bosco; o presidente do Sincad/MT, Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli; o presidente do Sincovaga, Kassio Catena; e o presidente da Fecomércio, José Wenceslau Jr.

Na ocasião, os organizadores do evento homenagearam o empresário Antônio Domingos, sócio fundador da Casa Domingos – empresa atacadista que possui o CNPJ mais antigo de Mato Grosso. Na noite do último dia de evento (06/06), o governador Mauro Mendes e o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho conheceram a feira, degustaram alguns alimentos e bebidas, e conversaram com expositores e visitantes.

O evento reuniu mais de 60 expositores que além de trazerem os seus produtos já conhecidos, também lançaram novos e apresentaram tendências do atacado, varejo, distribuição, indústria, food service e mercado consumidor, englobando toda a cadeia de abastecimento, com a geração de 1500 empregos diretos e indiretos. A programação foi extensa e produtiva com palestras, talk show, oficinas, distribuição de brindes, kits promocionais, sorteios e degustações de alimentos, sorvetes e bebidas. A feira de negócios funcionou das 14h às 22h e com entrada gratuita.

 

Realização e Patrocínios

A Expo-Ecos MT 2019 é uma parceria de quatro entidades: Associação Matogrossense de Atacadistas e Distribuidores (Amad), Associação de Supermercados de Mato Grosso (Asmat), Sindicato do Comércio Atacadista Distribuidor de Mato Grosso (Sincad-MT) e Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Estado de Mato Grosso (Sincovaga).

 

O evento é patrocinado pela SE Distribuidora, DAC Distribuidora, DM Card, Senac Mato Grosso – Fecomércio, GS1 Brasil e Aurora, e conta com o apoio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

 

 Saiba mais no Blog da Bárbara Fontes:

*Bárbara Pergunta: Dilmar Dal Bosco, acesse aqui.

*Bárbara Pergunta: Mauro Carvalho, acesse aqui.

*Abertura da Expo-Ecos MT 2019, acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (divulgação da abertura), acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (café da manhã para imprensa), acesse aqui.

**Esta matéria também possui informações da Assessoria de Imprensa da Expo-Ecos MT 2019: Cafeína Conteúdos Inteligentes.

***Fotos da matéria: Cafeína Conteúdos Inteligentes