Compras com desconto

Segue até sábado, a 13 edição do “Liquida Centro 2019” em Cuiabá

Calçados novos e descontos é uma dupla muito bem-vinda em qualquer época do ano!  De 8 até 13 de julho, 200 empresas de comércio e serviços da região central de Cuiabá (MT) oferecem descontos que vão de 20% a 70%. O Sindicato do Comércio Varejista de Calçados e Couros do Estado de Mato Grosso (Sinalco/MT) é um dos parceiros que ajudaram a viabilizar o evento. A entidade aposta que o tradicional e aguardado “Liquida Centro 2019” vai aquecer as vendas, e o clima mais frio que atinge a capital de Mato Grosso pode ser um incentivo a mais para que as pessoas saíam às compras.

Segundo o presidente do Sinalco, Junior Macagnam,

Dependendo do lojista, ele ainda poderá ter um ganho a mais nas vendas por conta das noites e inícios das manhãs com baixas temperaturas, pois têm em seu estoque roupas e calçados de frio, que devem ser bastante procuradas pelos clientes. Essa já é a 13ª edição do evento e a cada ano com mais adesão por parte dos empresários, o que faz com que os produtos fiquem com preços ainda mais atrativos para a população”.

 

Crédito foto Evelyn Leite
Crédito: Evelyn Leite

 

Se a população é a maior beneficiada com o “Liquida Centro 2019”, o setor do comércio comemora porque pode continuar a gerar emprego e renda, pagar os impostos, renovar os estoques e promover a circulação de pessoas no centro da cidade.

 

 

Nossa expectativa é vender 20% a mais que na edição anterior, pois trabalhamos com roupas infantis e adultas para o inverno e essa queda de temperatura no fim e início do dia pode ter pego alguns pais de surpresa. Outra estratégia que deve atrair clientes é a possibilidade de parcelar as compras, mesmo os produtos em promoção, poderão ser pagos em até seis vezes sem juros”

(Ademar Vidotti, sócio-proprietário da rede de lojas Moda Verão)

 

O empresário conta também que conseguiu incluir suas lojas de outras regiões de Cuiabá e Várzea Grande na promoção, segundo ele, uma forma de aumentar ainda mais as vendas e atender uma maior quantidade de clientes. “Além de conseguir levar essas promoções para as lojas de bairro, também haverá produtos com até 80% de desconto, um pouco acima do que prevê o evento”, explica.

 

13º “Liquida Centro 2019”

São parceiros do evento a o Sincalco, Fecomércio, Sindiotca, FCDL, CDL, Polícia Militar, Sesc, Senac, Corpo de Bombeiros, Prefeitura de Cuiabá, Secretaria Municipal de Cultura e Câmara de Cuiabá.

 

Serviço

“Liquida Centro 2019” (com participação de 200 empresas de comércios e serviços)

Período: 08 e 13 julho (segunda a sábado)

Horário: 8h às 18h

Local: Ruas e avenidas do Centro Histórico de Cuiabá, dentre elas Av. Generoso Ponce, Getúlio Vargas, Calçadão da Galdino Pimental, da Ricardo Franco, dentre outras.

 

 

*Esta matéria do Blog da Bárbara Fontes tem informações da assessoria de imprensa Ícone Press (Luis Rodrigues)

**Foto de capa: reprodução/Sinalco

Anúncios

Bárbara Pergunta

“Cuiabá está preparada para receber a ferrovia”.

 

Após a visita do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, ao Terminal Ferroviário de Rondonópolis (14.06), o presidente da Pró-Ferrovia Cuiabá, Francisco Vuolo, conversou com o Blog da Bárbara Fontes. A Pró Ferrovia Cuiabá reúne diversas entidades que defendem o fortalecimento do modal ferroviário no país e querem garantir o avanço dos trilhos no Estado de Mato Grosso até Cuiabá. Vuolo é filho caçula do ex-senador Vicente Vuolo, considerado o Pai da Ferrovia em Mato Grosso.

 

Blog da Bárbara Fontes: Francisco Vuolo, o que representou para o Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá e também para o senhor, a visita do ministro Tarcísio Freitas?

Francisco Vuolo: Foi muito importante a presença de integrantes do Fórum nessa visita histórica do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, para que todos nós tenhamos noção do quanto é impactante e positivo o terminal ferroviário para uma região, e especificamente nesse caso, para o município de Rondonópolis, que hoje ocupa a segunda posição econômica no estado de Mato Grosso. É uma cidade que fomenta a economia e que cresce com números acima dos outros municípios, e deve-se muito à vinda do terminal ferroviário, um grande eixo de infraestrutura e daí a importância que representa como indutor do desenvolvimento. Além de ser uma grande produtora de grãos da região Sul de Mato Grosso. Para o Fórum foi muito significativa a participação das entidades, além das lideranças comunitárias que puderam ter uma noção da importância do evento, e a vinda do ministro junto com a bancada federal, junto com o governador, junto com representantes da prefeitura de Cuiabá e diversas prefeituras, e da Assembleia Legislativa demonstram claramente os projetos futuros para o Estado, e nesse prisma o avanço da ferrovia. Não há como nós pensarmos no estado de Mato Grosso, no desenho que é feito com ferrovias ligando o escoamento do norte do estado, de Sinop à Miritituba (Pará); ao leste, de Lucas do Rio Verde até a região Goiás, sem pensar na ferrovia avançar até a capital para poder produzir um novo modelo de crescimento de desenvolvimento da região porque a ferrovia não é só para levar a produção, a ferrovia é também para trazer e com isso reduz o preço do frete. Cuiabá está preparada para receber esse eixo porque tem abundância de energia, nós temos a usina de Manso, nós temos a termoelétrica, nós temos o gasoduto, nós temos um porto seco que é uma estação aduaneira para importar e exportar dentro da cidade. Nós temos as principais faculdades e tem um mercado consumidor. É a maior região arrecadadora de impostos do estado de Mato Grosso. Então com a chegada da ferrovia até a capital vai permitir que novas indústrias e novos empreendimentos sejam instalados e agreguem valor na produção primária que nós temos dentro do Estado, gerando emprego, gerando mais divisas e por isso, a importância de nós termos a ferrovia na capital e, obviamente, não só em Cuiabá, depois do terminal ferroviário na capital, a ferrovia vai subir até o Médio-Norte e Norte do estado, na região de Sorriso. Por isso trouxemos esse lema para o evento com o ministro da infraestrutura em Rondonópolis: “Integrar Cuiabá e Mato Grosso” rumo à essa missão da Rumo porque se nós pensamos no Estado uno, se pensamos no Estado onde todas as regiões que devem ser contempladas, no momento quem mais precisa desse eixo é, sem dúvida, a Baixada Cuiabana e daí a importância da ferrovia. Então para nós tem um significado importante, além do aspecto histórico, do aspecto emocional de estar em Rondonópolis e ver a ferrovia que é uma luta de muitos e muitos anos de uma pessoa que foi taxada de louco, de sonhador, e quando se falava de ferrovia todo mundo debochava do nome dele (Francisco se refere ao seu pai, Vicente Vuolo), e hoje a ferrovia (a Ferronorte) já representa isso dentro do estado. Para mim, particularmente, para a nossa família é motivo de muito orgulho e nos anima com mais responsabilidade conduzir o Fórum Pró-Ferrovia, para que isso que foi sonhado e idealizado durante muitos anos e hoje é uma realidade, possa ser um divisor de águas no futuro, principalmente para região da Baixada Cuiabana.

 

ColetivaImprensaRoo_creditoFerreira
Francisco Vuolo com autoridades durante evento no Terminal Ferroviário de Rondonópolis (MT), em 14.06.19. Crédito: Ferreirinha

BBF: Depois do evento em Rondonópolis, como fica o posicionamento político e estratégico do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá?  

FV: O Fórum Pró-Ferrovia fez questão de trazer as lideranças comunitárias justamente para podermos pensar a cidade. Há uma vontade política do governo federal em avançar a ferrovia até a capital, a manifestação da empresa Rumo nesse sentido, assim como dos nossos senadores e deputados. O avanço da ferrovia até Cuiabá é uma questão de tempo e nós não podemos ser pegos de surpresa, nós temos de preparar as pessoas para esse impacto que vai ocorrer, planejar a cidade para que ela cresça de forma ordenada, no sentido que ao absorver esse eixo estruturante, ela possa crescer e fazer com que o cidadão seja o maior beneficiado com a chegada da ferrovia. Para nós é um divisor de águas em relação a isso. Existem alguns passos que ainda serão trabalhados para que isso ocorra, entre eles, a renovação da malha ferroviária paulista. É uma situação que ainda se vive no estado de São Paulo, que se renove o prazo dessa malha para que a empresa Rumo possa investir no avanço da ferrovia em Mato Grosso. É necessário que seja aprovado pelo TCU e nós estamos acompanhando isso de perto. E o mais importante, em termos de capital e de investimentos e recursos, o grupo Cosan/Rumo tem capital suficiente para fazer o que está previsto por ela, que é um investimento de 7 bilhões de reais para estender a ferrovia até o município de Sorriso passando por Cuiabá.

 

Ministro, Autoridades e Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá_Bárbara Fontes_Easy-Resize.com
Representantes do Fórum Pró-Ferrovia com autoridades durante a visita do ministro da Infraestrutura. Foto: Bárbara Fontes

 

BBF: No governo Fernando Henrique Cardoso foi inaugurado a Ferronorte, em Alto Taquari/MT (07.08.1999), que contou com a presença do presidente da República, Do governador Dante de Oliveira e autoridades da época. O senhor e o seu pai, Vicente Vuolo, também estiveram presentes. Eu também estava lá e pude presenciar o momento histórico para Mato Grosso. Uma coisa que me marcou muito foi ver o seu pai muito feliz. E aqui estamos, 20 anos depois, no Terminal Ferroviário de Rondonópolis e é impossível falar de ferrovia em Mato Grosso, sem lembrar de seu pai. Qual é o maior legado que ele deixou?

FV: O maior legado, sem dúvida alguma, é acreditar que sonhos são possíveis de serem realizados. Para quem atravessou o rio Paraná, eu com o meu pai, um rio com quase quatro quilômetros de largura. Atravessamos de balsa que demorava quase uma hora para atravessar de um lado para outro. Eu ainda pequeno não entendia a grandiosidade daquilo e meu pai me falava: “meu filho, um dia vai ter uma ponte aqui e vai passar caminhão e vai passar trem levando a produção nossa de Mato Grosso para São Paulo”. Eu olhava para ele, pequenininho do jeito que ele era, e olhava para o tamanho do rio e via aquela grandiosidade do que deveria ser a ponte, e hoje essa ponte é uma realidade. É a ponte rodoferroviária do rio Paraná, que fica entre Aparecida do Taboado, em Mato Grosso do Sul e Rubinéia, em São Paulo. Na parte ferroviária essa ponte tem o nome dele, Vicente Vuolo. Para mim que vi isso acontecer e hoje a ferrovia estando aqui em Mato Grosso. Eu que via os muros pichados com o nome dele sendo debochado, eu que atendia o telefone e na outra linha o chamava de “Louco”, “Cadê a ferrovia, Vuolo?” , e hoje vê a ferrovia aqui como uma realidade. Todos nós e toda a sociedade clamando pela ferrovia, e naquela época, ele completamente sozinho fazendo isso, sem dúvida é um legado que ele deixou é de acreditar que um sonho pode ser realizado. É isso que nos inspira e nos aumenta a condição de poder lutar para que um dia os meus filhos, os nossos netos, as futuras gerações também possam acreditar em seus sonhos que muitas vezes parece ser impossível. Então é sem dúvida, esse é o ponto primordial que levamos como mensagem e deixando para a sociedade.

 

PonteRodoferroviariarioParana_acervoVuolo
ponte rodoferroviária do rio Paraná. Acervo da família Vuolo.

 

 

Saiba mais no Blog da Bárbara Fontes:

Visita do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, no Terminal Ferroviário de Rondonópolis, acesse aqui.

Bárbara Pergunta

Em coletiva de imprensa realizada, em Rondonópolis, (14.06), ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, responde pergunta do Blog da Bárbara Fontes.

Com uma agenda de compromissos em dois municípios de Mato Grosso, Tarcísio Freitas iniciou a manhã no Terminal Ferroviário de Rondonópolis (218 km de Cuiabá), operada pela concessionária Rumo; e visitou um trecho da BR-364. À tarde, o ministro da Infraestrutura viajou para o município de Água Boa, onde participou da audiência pública “Ferrovia de Integração do Centro-Oeste”, e da inauguração da iluminação da Travessia Urbana, na BR 158 (km 564/569). Toda programação do ministro foi acompanhada pelo governador, Mauro Mendes; pelo prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio; pelo CEO da Rumo, Marcos Lutz; e autoridades políticas do Congresso Nacional e da Assembleia Legislativa.

 

Segundo o ministro, o governo federal vê o estado de Mato Grosso como uma prioridade, “pela pujança e pelo potencial. Muitas coisas estão sendo planejadas. É o Estado que seguramente vai receber maior quantidade de investimentos”, disse na coletiva de imprensa realizada na sede da concessionária. Além da malha ferroviária, estão previstas melhorias de infraestrutura nas principais rodovias que cortam o Estado.

 

 

Vuolo entrega camiseta para ministro_BárbaraFontes_Easy-Resize.com
Francisco Vuolo, presidente da Pró-Ferrovia Cuiabá entrega camiseta da entidade para o ministro Tarcísio Freitas. Foto: Bárbara Fontes

Freitas elogiou a participação ativa da bancada parlamentar em Brasília que busca formas para agilizar questões legais para que a Ferrovia da Integração Centro-Oeste (Fico) e a Ferrogrão se concretizem o mais rápido possível, inclusive tornar viável o traçado até Cuiabá, desejo do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá que esteve presente em Rondonópolis. O ministro também elogiou o governador Mauro Mendes por estar sempre em Brasília defendendo os interesses do Estado, porém, fez uma observação:

 

 

A gente vem para cá e vê o Brasil que dá certo. O Estado precisa fazer a sua obrigação também e proporcionar os meios de fazer com que os produtores possam continuar crescendo e continuar produzindo riquezas.”

 

 

Bárbara Pergunta

Durante a coletiva de imprensa, Tarcísio Freitas respondeu uma pergunta do Blog:

Blog da Bárbara Fontes: Ministro, efetivamente, quais são os trâmites para que chegue a malha ferroviária até Cuiabá e ao Médio-Norte?

Tarcísio Freitas: Talvez fique muito simples. Tem dois caminhos para a ferrovia chegar até Cuiabá, agora isto obviamente depende da vontade do investidor, da percepção do investidor que tem carga lá. O primeiro caminho é demonstrar inviabilidade de ter uma concessão autônoma indo para Cuiabá. E a partir do momento em que se demonstra inviabilidade, atribui esse trecho à própria concessionária que já opera até Rondonópolis, que é a Rumo, faria essa atribuição do trecho, a empresa poderia fazer investimentos, tomar o risco de engenharia e fazer a operação. E o segundo caminho é o caminho que a gente está tentando trabalhar juntamente com o Congresso, e eu agradeço aqui o apoio dos parlamentares da bancada federal, em particular aqui o nosso senador Wellington Fagundes, o senador Jayme Campos, o deputado Zé Medeiros, o deputado Neri Geller, que têm sempre nos ajudado nas demandas do Ministério da Infraestrutura, eles têm uma ligação forte com a infra e se preocupam muito com a logística de Mato Grosso, que é um projeto de lei que cria um regime de autorização do nosso ordenamento jurídico, e aí a coisa fica melhor porque havendo a manifestação de vontade da concessionária, a gente autoriza aquele trecho. Precisa de uma alteração legal que está em curso e está andando bem no Congresso. Hoje está no Senado, na Comissão de Serviços de Infraestrutura. A vantagem da autorização é que a gente começa a aproximar o nosso modelo com o modelo norte-americano. Então, o investidor tem interesse, toma o risco de engenharia, faz a ferrovia e a grande vantagem é perpetuidade, isso traz uma percepção de segurança jurídica muito grande para o investidor porque ele não tem a questão da reversibilidade do bem, ele não tem de devolver no final do período de amortização de capital daquele ativo para o Estado. Ele passa a ser proprietário daquele ativo e passa a ter uma liberdade maior do que diz respeito a regulação de tarifa e também a perpetuidade do bem. E a tarifa, no final das contas, tem de ser regulada pelo próprio mercado. O que o Ministério da Infraestrutura tem de fazer é a oferta. Mais oferta de infraestrutura menor a tarifa e mais o preço do frete vai abaixando.

 

Ministro, Autoridades e Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá_Bárbara Fontes_Easy-Resize.com
Foto: Bárbara Fontes

           

Coletiva de Imprensa

A sensação era de estar dentro de uma lata de sardinha, ao ter de ficar de prontidão em uma pequena sala da empresa Rumo, concessionária da ferrovia em Mato Grosso. Eu estava na companhia de dezenas de jornalistas, fotógrafos, cinegrafistas e convidados, onde aguardávamos o início da coletiva de imprensa do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas e autoridades do Estado. A maioria dos profissionais que estavam presentes, incluindo o Blog da Bárbara Fontes, viajou por mais de cinco horas (a convite do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá) e todos queriam fazer o melhor para cumprir a pauta do dia. Eu testemunhei algumas grosseiras de funcionários da Rumo com jornalistas. Faltou melhor atendimento à imprensa por parte da empresa que deveria ter a compreensão do momento importante para Mato Grosso e de que a imprensa faz a parte que lhe cabe ao reportar para a população os fatos.

 

Para mim foi uma experiência um pouco frustrante porque a viagem para Rondonópolis tinha um aspecto especial: há cerca de 20 anos, eu havia participado da inauguração da Ferronorte, em Alto Taquari, numa caravana de jornalistas que também viajaram por muitas horas, porém, fomos muito bem recebidos. O evento histórico para Mato Grosso contou com a participação do então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, de Dante de Oliveira (era o governador e faleceu em julho de 2006, em Cuiabá ), de autoridades, e também de Vicente Vuolo, considerado o Pai de Ferrovia no Estado. Vuolo faleceu em maio de 2001, em Brasília, sem ver concretizado o seu maior sonho: a ferrovia passar por Cuiabá.

 

Ferrovia em Mato Grosso: Entenda

Atualmente em Mato Grosso está em funcionamento a Ferrovia Vicente Vuolo – a Ferronorte, que interliga Alto Taquari, Itiquira e Rondonópolis. Há dois projetos de malhas ferroviárias que passam pelo o Estado: a Ferrovia da Integração Centro-Oeste (Fico) e a Ferrogrão.

 

Segundo o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do governo federal, a Fico (EF-354) tem uma extensão de 1.641 km, com inicio em Campinorte (GO) e final em Vilhena (RO). Um dos objetivos para construção da ferrovia é estabelecer alternativas mais econômicas para os fluxos de cargas de longa distância. Em Mato Grosso, a Fico tem um trecho de 383 km de extensão que começa da Ferrovia Norte-Sul, em Campinorte e vai até Água Boa. Com o seu funcionamento, Mato Grosso escoará a produção de soja e milho em direção a São Paulo (porto de Santos), Maranhão (porto de Itaqui) e ao Pará (porto Vila do Conde).

 

Outra é a Ferrogrão (EF-170), com previsão de construção, por meio de capital privado, ainda neste ano. O novo corredor ferroviário de exportação do país contempla os municípios de Sinop e Lucas do Rio Verde (177 km de extensão) – importantes polos do agronegócio -, até o porto de Miritituba, no Pará. Esta ferrovia que tem uma extensão de 933 km, trará uma redução de 30% do custo do escoamento de grãos em Mato Grosso.

 

Ferrograo
Malha da Ferrogrão. Reprodução. PPI/governo federal.

Segundo o PPI, quando a Ferrogrão estiver finalizada terá alta capacidade de transporte e competitividade (hoje, desempenhado pela rodovia BR-163), também aliviará as condições de tráfego nessa rodovia, com o objetivo de diminuir o fluxo de caminhões pesados e os custos com a conservação e a manutenção. A Ferrogrão faz parte do plano de expansão da fronteira agrícola brasileira e à demanda por uma infraestrutura integrada de transportes de carga.

 

 

 

Saiba mais:

Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal, acesse aqui.

Programa de Parcerias de Investimentos, acesse aqui.

Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá, acesse aqui.

 

 

*Foto de capa: Christiano Antonucci – SECOM/MT

Fórum Pró Ferrovia

Acontece nesta sexta-feira (14.06), em Rondonópolis (MT), o evento “Diálogos Sobre Infraestrutura”, com a presença do ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas e autoridades mato-grossenses. Realizado por meio do Fórum Pró Ferrovia Cuiabá, o objetivo do encontro é debater modais de transporte ferroviário e o avanço da Ferrovia até a capital de Mato Grosso.

Com uma agenda cheia de compromissos, o ministro visitará o Terminal Ferroviário da operadora Rumo, na companhia do senador Wellington Fagundes, do deputado federal José Medeiros e de uma comitiva de deputados estaduais e autoridades.  Será concedida uma coletiva de imprensa e, em seguida, um almoço com o ministro, jornalistas e integrantes do Fórum Pró-Ferrovia. No período da tarde, o ministro e autoridades seguem para Água Boa onde participarão da Audiência Pública “Ferrovia de Integração do Centro-Oeste”, e da inauguração da iluminação da Travessia Urbana, na BR 158. (km 564/569).

 

Programação

WhatsApp Image 2019-06-12 at 09.49.30

 

 

 

Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá

logoForumProFerroviaSegundo informações do site do Fórum, a entidade suprapartidária defende o fortalecimento do modal ferroviário no país e tem como objetivo principal garantir o avanço dos trilhos no Estado de Mato Grosso até a capital Cuiabá, que recentemente celebrou 300 anos de fundação e nunca recebeu uma estação ferroviária. Entidades organizadas que atuam em diversas áreas participam do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá.

 

 

 

 

Serviço

O que: “Diálogos Sobre Infra-estrutura” com a presença do Ministro Tarcísio Freitas

Quando: 14/06 (Sexta-feira)

Horário: 9h

 

 

Saiba mais:

 Site do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá, acesse aqui.

Foto de capa: Operadora Rumo

Encerramento da Expo-Ecos MT 2019

Com meta de negócios atingida, sucesso de público e injeção de ânimo para o setor, a maior feira de negócios do Centro-Oeste encerra otimista e com planos para 2020.

“Foi um sucesso total”, disse João Carlos Sborchia, presidente da Associação Mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores (AMAD), para o Blog da Bárbara Fontes. Segundo Sborchia, a programação do do Encontro Centro-Oeste dos Supermercadistas, Atacadistas, Distribuidores, Indústria e Food Service (Expo-Ecos MT 2019) foi voltada para treinamentos, geração de negócios e troca de conhecimentos. A programação contou com 10 palestras e 12 oficinas ministradas por especialistas. “Nós que organizamos estávamos muito preocupados porque é uma responsabilidade muito grande, estamos, de certa forma, aliviados, empolgados, motivados, a fazer outra Expo-Ecos MT no ano que vem. Essa é a função das entidades, das associações Amad, Sincad, Sincovag e da Asmat, como entidades representativas de uma categoria de classe estão promovendo essas feiras e essas realizações de negócios”, conclui o presidente da Amad. (galeria de fotos no final desta matéria)

 

ExpoEcos_MarcioDavid
Foto: Márcio David

A Expo-Ecos MT 2019 contou com a participação de 60 empresas expositoras e atingiu a meta de R$ 35 milhões de negócios realizados. Além do intercâmbio entre profissionais e visitantes, o evento também fomenta o turismo e a cultura de Mato Grosso. Segundo dados da organização, em três dias (04 a 06.06), aproximadamente 12 mil pessoas, de 24 municípios e oito estados do país, visitaram a feira de negócios.

 

 

Abertura

A Expo-Ecos MT 2019 aconteceu entre os dias 04 a 06 de junho, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá-MT. É considerada a maior feira de negócios da região central do país. Na abertura do evento estiveram presentes, o presidente da Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), João Tarcício Falqueto; o vice-presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas), Omar Abdul Assaf; os representantes da Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados (Asmad e Amas), além do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, representando o governador Mauro Mendes; da secretária Extraordinária dos 300 anos de Cuiabá, Celly Almeida, representando o prefeito Emanuel Pinheiro; o deputado estadual Dilmar Dal Bosco; o presidente do Sincad/MT, Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli; o presidente do Sincovaga, Kassio Catena; e o presidente da Fecomércio, José Wenceslau Jr.

 

6c13624f-55ec-4b04-8efa-2960878b077a
Foto: Márcio David

 

Na ocasião, os organizadores do evento homenagearam o empresário Antônio Domingos, sócio fundador da Casa Domingos – empresa atacadista que possui o CNPJ mais antigo de Mato Grosso. A palestra magna “Perspectivas na Economia Brasileira e Impactos no Setor”, com o economista Ricardo Amorim, foi a única com ingresso pago e reuniu mais de mil pessoas.

 

Foto_RobsonPolidoro
Foto: Robson Polidoro

 

 

Encerramento

Na noite do último dia de evento (06.06), o governador Mauro Mendes e o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho conheceram a feira, degustaram alguns produtos e conversaram com expositores e visitantes. “São setores com grande representatividade e abrangência em todas as cidades de Mato Grosso e que têm contribuído muito para nossa economia. Este evento é extremamente importante e todos estão de parabéns”, disse o governador Mauro Mendes para os organizadores do evento e demais presentes.

 

ExpoEcos_Encerramento_MárcioDavid
Foto: Márcio David

Até 2020!

O sucesso da Expo-Ecos foi tamanho, que vai entrar novamente para o calendário de eventos do estado, inclusive já confirmado para 2020. “Lançamos pesquisa com todos os expositores para ver o interesse de ocorrer a feira em 2020, fazer anualmente, e tivemos 98% de aprovação. Praticamente todos demonstraram interesse que a feira retorne no próximo ano e assim vamos fazer”, citou o presidente da Associação de Supermercados de Mato Grosso (Asmat), Alessandro Morbeck.

 

Segundo Kassio Catena, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Estado de Mato Grosso (Sincovaga), nesse novo momento da Expo-Ecos, depois de 10 anos, a organização teve todo um cuidado em mudar o foco da feira. “A Expo-Ecos sempre foi vista como uma feira de relacionamento e nós estamos transformando em uma feira de negócios, fazendo o expositor vir e fazer negócio, vender, que é o que paga nossas contas”, ressaltou.

 

De acordo com Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli, presidente Sindicato do Comércio Atacadista Distribuidor de Mato Grosso (Sincad-MT), a feira superou as expectativas. “Nós vimos quem participou, e estão todos contentes com o resultado, por isso em 2020 estaremos aqui novamente”, reiterou. (texto da Assessoria de Imprensa da Expo-Ecos MT 2019)

 

ExpoEcos_gov_MarcioDavid
Foto: Márcio David

Realização e Patrocínios

A Expo-Ecos MT 2019 é uma parceria de quatro entidades: Associação Matogrossense de Atacadistas e Distribuidores (Amad), Associação de Supermercados de Mato Grosso (Asmat), Sindicato do Comércio Atacadista Distribuidor de Mato Grosso (Sincad-MT) e Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Estado de Mato Grosso (Sincovaga).

O evento é patrocinado pela SE Distribuidora, DAC Distribuidora, DM Card, Senac Mato Grosso – Fecomércio, GS1 Brasil e Aurora, e conta com o apoio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

 

d23da216-5402-41e6-a7fb-8a09fa76c1fd
Foto: Cafeína Conteúdos Inteligentes

 

 

Saiba mais no Blog da Bárbara Fontes:

*Bárbara Pergunta: João Carlos Sborchia, acesse aqui.

*Bárbara Pergunta: Dilmar Dal Bosco, acesse aqui.

*Bárbara Pergunta: Mauro Carvalho, acesse aqui.

*Abertura da Expo-Ecos MT 2019, acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (divulgação da abertura), acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (café da manhã para imprensa), acesse aqui.

**Esta matéria também possui informações da Assessoria de Imprensa da Expo-Ecos MT 2019: Cafeína Conteúdos Inteligentes.

***Foto de Capa: Cafeína Conteúdos Inteligentes // Fotos das Galerias: Bárbara Fontes

 

 

O Blog da Bárbara Fontes visitou a Expo-Ecos e preparou uma galeria de fotos (crédito: Bárbara/Bianca Fontes) bem bacanas. Parabéns a todos os envolvidos que tornaram o evento um momento de aprendizagem, fortalecimento da rede de contatos, possibilidades de parceiras e proporcionaram aos empresários e investidores, uma injeção de ânimo, sentimento de esperanças e confiança de tempos melhores para o setor que gera milhões de empregos no país.

 

Galeria 01

 

 

 

 

 

Galeria 02

 

 

 

 

 

Galeria 03

 

 

 

 

 

Galeria 04

 

 

 

 

Galeria 05

 

 

Galeria 06

Bárbara Pergunta

O Blog da Bárbara Fontes conversa com o deputado Dilmar Dal Bosco.

O Encontro Centro-Oeste dos Supermercadistas, Atacadistas, Distribuidores, Indústria e Food Service (Expo-Ecos MT 2019), iniciada na terça-feira (04.06), se encerra nesta quinta-feira no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá-MT. É considerada a maior feira de negócios da região central do país. Na abertura do evento estiveram presentes, o presidente da Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), João Tarcício Falqueto; o vice-presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas), Omar Abdul Assaf; os representantes da Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados (Asmad e Amas), além do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, representando o governador Mauro Mendes; da secretária Extraordinária dos 300 anos de Cuiabá, Celly Almeida, representando o prefeito Emanuel Pinheiro; o deputado estadual Dilmar Dal Bosco; o presidente do Sincad/MT, Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli; o presidente do Sincovaga, Kassio Catena; e o presidente da Fecomércio, José Wenceslau Jr. Na ocasião, os organizadores do evento homenagearam o empresário Antônio Domingos, sócio fundador da Casa Domingos – empresa atacadista que possui o CNPJ mais antigo de Mato Grosso. Após a abertura oficial da maior feira de negócios do Centro-Oeste, a Expo-Ecos MT 2019, o deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM-MT) conversou com o Blog da Bárbara Fontes.

 

 

Blog da Bárbara Fontes: Deputado, o que representa este evento para o Estado de Mato Grosso?

Dilmar Dal Bosco: É para mostrar a potencialidade do estado de Mato Grosso quando você acredita no setor empresarial, setor que faz a diferença, que movimenta, que dá oportunidade ao povo mato-grossense, principalmente na geração de emprego. Por isso que nós precisamos ter mais clareza nas leis tributárias do Estado, ter mais segurança jurídica, mais simplificação, mas principalmente juridicamente nós temos de dar oportunidade para assegurar os seus direitos. Eu acho que essa feira traz o movimento e o formato que Mato Grosso precisa mudar. Aqui nós vimos vários representantes, várias indústrias brasileiras que atendem os nossos atacadistas e que vão para as gôndolas dos mercados e que são oferecidos ao povo mato-grossense. Para você ver a qualidade dos produtos oferecidos ao trabalhador comum. Você vem para uma feira que além de mostrar os produtos fabricados dentro do país e no nosso estado de Mato Grosso, mas também a oportunidade de a gente mostrar a todos os supermercadistas, o pequeno, o micro, o médio, o simples mercadista para que conheçam os produtos que vão para a gôndola atender a nossa sociedade.

 

DilmarDalBosco_ToninhoDomingos_Easy-Resize.com
Deputado Dilmar Dal Bosco (DEM-MT) com o empresário Toninho Domingos, da Casa Domingos. Foto: Bárbara Fontes

BBF: Na solenidade de abertura, o empresário Toninho Domingos, homenageado pela organização do evento, disse a respeito da alta carga tributária, e também disse que pode fechar ainda este ano a Casa Domingos depois de 50 anos de funcionamento. Como o senhor se sente ao ouvir isso?

DDB: Eu fico triste. É por isso que nós temos de mudar a legislação, essa guerra fiscal que existe dentro do país, de Estados propondo incentivos fiscais em detrimento de outros Estados e nós temos de acabar com essa guerra fiscal. Nós temos de ter entendimento no Conselho Nacional de Fazenda (Confaz) para que tenha determinado uma carga tributária única, ou os Estados que estão em desenvolvimento tenham carga tributária diferenciada para ter competitividade. O grande problema nosso é a guerra fiscal que tem entre os Estados brasileiros. Mas não é só diminuir a carga tributária daqui, mas a maneira que nós temos de fazer um Estado gigante que ainda é novo, com pouca população e muito grande de dimensão. Então, nós temos de dar oportunidade a quem vem para Mato Grosso com redução de carga tributária, porém, tem de mesclar porque nós precisamos arrecadar para manter o Estado de Mato Grosso. Então, eu vejo que tem de mudar alguma coisa e buscar entendimento.

 

 

 

Conheça o deputado Dilmar Dal Bosco (DEM-MT)

Dilmar Dal Bosco nasceu no dia 20 de outubro de 1966, no município de Galvão (SC). Em busca de melhores condições de vida, o pai, o agricultor Abel, mudou-se com a mulher e os quatro filhos para Sinop, em 1976. Preocupado em ajudar no sustento da família, Dilmar começou trabalhando como engraxate, aos nove anos, pelas ruas de Sinop. Não bastando, também vendia picolés e bolos. No início da década de 80 aceitou o convite de jogar pelo time Dom Bosco, em Cuiabá, mesmo sem remuneração alguma. Para ajudar no sustento da casa da tia onde morava, conciliava os treinos com a entrega de jornais e revistas. Em 1981, a família foi morar em Cuiabá para que os filhos pudessem continuar os estudos. Dilmar não demorou muito e, aos 16 anos, conseguiu o primeiro emprego formal, como contínuo em um banco, aonde, em poucos anos, chegou ao posto de gerente geral. Foi trabalhando na agência bancária que conheceu Elizabete Geraldini Dal Bosco, Bete, como é chamada a mulher, com quem tem três filhas. O retorno para Sinop ocorreu em 1992, a convite do irmão Dilceu para ser sócio de uma empresa de eletrificação, a Eletro Amazônia. Dilmar sempre atuou nos bastidores da política, na coordenação das campanhas de Nilson Leitão e do irmão Dilceu Dal Bosco. Em 2010, teve que tomar a decisão de deixar de coordenar o pleito para ser candidato a deputado estadual. Com o apoio dos amigos e da família, foi eleito 22.284 votos. Nos três primeiros anos de mandato Dilmar já era apontado como um dos deputados mais atuantes da Assembleia Legislativa. Na legislatura seguinte foi reeleito com 38.290 votos, quase o dobro da primeira eleição, e também se destacou nas discussões e proposições de projetos para atender todo Mato Grosso. Em 2019 concorreu novamente à reeleição e conquistou 28.827 para seguir com seu terceiro mandato consecutivo. Pretende dar continuidade nas lutas pela geração de emprego e renda, boa gestão da máquina pública, redução de impostos e por mais investimentos na saúde, educação e segurança para população mato-grossense. (Texto enviado pela Assessoria de Imprensa)

 

Confira a programação Expo-Ecos MT 2019 – Quinta-feira (último dia)

06/06 – Quinta-feira

14h às 22h – Período da Feira

14h às 16h – Palestra: Formação e profissionalização da família empresária, com Cristhiane Brandão

16h às 18h – Palestra: Como a Gestão de Pessoas pode auxiliar a gestão de sua empresa, com Alisson Rodrigo Gratão

Oficinas Casa do Padeiro

15h às 17h – Salgados e Doces

18h às 20h – Pães Leves, Integrais e Pré-mistura de Pão Francês

Oficinas Fecomércio/Senac-MT

16h às 18h – Carne Bovina: Novos cortes, novas possibilidade para agregar valor ao seu produto

18h às 20h – Conheça os novos cortes e possibilidades da carne suína

20h às 22h – Como atrair mais clientes mudando o layout do seu estabelecimento

22h – Encerramento da Feira

 

Saiba mais no Blog da Bárbara Fontes:

*Abertura da Expo-Ecos MT 2019, acesse aqui.

*Bárbara Pergunta: Mauro Carvalho, acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (café da manhã para imprensa), acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (divulgação da abertura) – Publicação de 04/06, acesse aqui.

*Esta matéria também possui informações da Assessoria de Imprensa da Expo-Ecos MT 2019: Cafeína Conteúdos Inteligentes.

**Fotos da matéria: Bárbara Fontes (direitos reservados)

Bárbara Pergunta

Mauro Carvalho, secretário-chefe da Casa Civil, discursa na Expo-Ecos MT 2019 e conversa com o Blog da Bárbara Fontes.

A abertura oficial do Encontro Centro-Oeste dos Supermercadistas, Atacadistas, Distribuidores, Indústria e Food Service (Expo-Ecos MT 2019), ocorreu na terça-feira (04.06), no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá-MT. O evento contou com as presenças do presidente da Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), João Tarcício Falqueto; do vice-presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas), Omar Abdul Assaf; dos representantes da Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados (Asmad e Amas), além da secretária Extraordinária dos 300 anos de Cuiabá, Celly Almeida, representando o prefeito Emanuel Pinheiro; o deputado estadual Dilmar Dal Bosco, o presidente do Sincad/MT, Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli; o presidente do Sincovaga, Kassio Catena; e o presidente da Fecomércio, José Wenceslau Jr. O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, representou o governador Mauro Mendes e discursou para os presentes:

 

MauroCarvalho_SecchefeCassaCivil_expoecosmt_Easy-Resize.com
Foto: Bárbara Fontes

“Eu acho que partir desta feira, nós temos de marcar uma reunião junto com o governador e junto com a sua equipe econômica. E aqui sim (na Expo-Ecos MT 2019) sair uma pauta não muito extensa porque senão se estende muito, mas uma pauta de cinco, seis itens que sejam prioritários para o setor, e é essa pauta que a gente quer discutir com vocês. E ver onde o governo está errando, onde o governo pode melhorar, quais são as sugestões e quais são as críticas. Nós vamos ter essa humildade sempre para ouvir. Eu jamais poderia imaginar que algum dia, eu estivesse aqui representando o governador do Estado na abertura de uma feira que eu faço parte desse setor. Nunca passou pela minha vida ser servidor público, ser secretário de Estado, muito pelo contrário, sempre pautei a minha vida com a minha família no setor empresarial, mas para mim é um orgulho e uma satisfação muito grande estar aqui junto com vocês neste grandioso evento que vocês vão proporcionar para toda sociedade mato-grossense. Deus abençoe a todos e muito obrigado”.  (Trecho do discurso)

 

Após discurso na abertura da Expo-Ecos MT 2019, Mauro Carvalho conversou com o Blog da Bárbara Fontes:

Blog da Bárbara Fontes: Secretário, o que representa este evento para o governo de Mato Grosso?

Mauro Carvalho: Este evento é extremamente importante para a nossa economia. Aqui é o evento onde você encontra toda a cadeia alimentícia do Estado, não só atacadista, são os supermercadistas, são fornecedores do Brasil inteiro. Nós temos representantes da Associação Brasileira dos Supermercados, da Associação Paulista de Supermercados. Esse congraçamento que vai existir nesses dias aqui é o que faz toda a diferença no nosso desenvolvimento. Aqui você troca experiências com pessoas de diferentes culturas e é isso que faz você evoluir e que faz você crescer.

BBF: O senhor está saindo agora para uma reunião com o Embaixador de Luxemburgo. Qual é o objetivo desta reunião?

MC: É uma pauta de interesse por parte de Luxemburgo no desenvolvimento sustentável do Estado. Logicamente que vem conhecer as oportunidades que o Estado tem para nós fazermos futuras parcerias de desenvolvimento.

BBF: Sobre situação da Santa Casa, o que o senhor pode nos informar?

MC: Sobre a Santa Casa, quem está coordenando é o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo. Acredito que até o final do mês, a Santa Casa será reaberta. Já existe uma pauta de negociação dos salários atrasados porque nós temos de pagar uma indenização dessa requisição administrativa. Esses recursos deverão ser antecipados para o pagamento de salários. Essa pauta está sendo discutida junto com o Tribunal Regional do Trabalho e junto com os servidores da Santa Casa. Agora, o que é mais importante de tudo isso é a nossa abertura já com uma Santa Casa totalmente reformada e adaptada para o momento em que nós estamos vivendo.

 

 

Programação Expo-Ecos MT 2019 – Quinta-feira

06/06 – Quinta-feira

14h às 22h – Período da Feira

14h às 16h – Palestra: Formação e profissionalização da família empresária, com Cristhiane Brandão

16h às 18h – Palestra: Como a Gestão de Pessoas pode auxiliar a gestão de sua empresa, com Alisson Rodrigo Gratão

 

Oficinas Casa do Padeiro

15h às 17h – Salgados e Doces

18h às 20h – Pães Leves, Integrais e Pré-mistura de Pão Francês

 

Oficinas Fecomércio/Senac-MT

16h às 18h – Carne Bovina: Novos cortes, novas possibilidade para agregar valor ao seu produto

18h às 20h – Conheça os novos cortes e possibilidades da carne suína

20h às 22h – Como atrair mais clientes mudando o layout do seu estabelecimento

22h – Encerramento da Feira

 

 

Realização e Patrocínios

d23da216-5402-41e6-a7fb-8a09fa76c1fd
Foto: Cafeína Conteúdos Inteligentes

A Expo-Ecos MT 2019 é uma parceria de quatro entidades: Associação Matogrossense de Atacadistas e Distribuidores (Amad), Associação de Supermercados de Mato Grosso (Asmat), Sindicato do Comércio Atacadista Distribuidor de Mato Grosso (Sincad-MT) e Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Estado de Mato Grosso (Sincovaga).

O evento é patrocinado pela SE Distribuidora, DAC Distribuidora, DM Card, Senac Mato Grosso – Fecomércio, GS1 Brasil e Aurora, e conta com o apoio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

 

 

Saiba mais no Blog da Bárbara Fontes:

Abertura da Expo-Ecos MT 2019, acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (café da manhã para imprensa), acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (divulgação da abertura) – Publicação de 04/06, acesse aqui.

 

*Esta matéria também possui informações da Assessoria de Imprensa da Expo-Ecos MT 2019: Cafeína Conteúdos Inteligentes.

**Fotos da matéria: Bárbara Fontes (Direitos Reservados) // Cafeína Conteúdos Inteligentes (Direitos Reservados).