Educação

Fundação mato-grossense se inspira em projeto indiano para ajudar jovens com ideias inovadoras

Estão abertas até 30 de setembro, as inscrições para o Desafio Global, edital da Fundação André e Lucia Maggi (FALM). Inspirado no Design For Change (DFC), criado em 2006, pela designer indiana Kiran Bir Sethi. É um movimento que incentiva a “Mentalidade do EU Posso” para crianças e jovens, por meio de uma metodologia de elaboração de projetos, dividida em quatro etapas: Sentir, Imaginar, Fazer e Compartilhar. Dessa forma, elas podem transformar suas realidades como protagonistas de suas próprias histórias. O DFC está presente em 65 países e já impactou 2,2 milhões de crianças e jovens.

A versão do projeto mato-grossense vai impulsionar jovens de 13 a 29 anos a colocarem em prática suas ideias de soluções inovadoras para resolver problemas sociais em suas comunidades. Os selecionados jovens que já realizam alguma ideia, ação, projeto ou iniciativa que causam impactos sociais transformadores em suas comunidades. Serão formados 20 grupos de jovens que receberão mentorias, formação e incentivo financeiro.

 

DFC_Arte
Montagem Blog da Bárbara Fontes/Site DFC.

 

******

Publicidade

APRENDA INGLÊS de forma prática, barata e eficaz! Saiba mais AQUI.

*******

 

 

Quem pode participar?

Jovens de 13 a 29 anos (devem formar equipes de três ou mais participantes) que possuem ações, ideias, projetos ou iniciativas planejados ou executados nos municípios com atuação da AMAGGI. Os projetos podem estar ligados à diversas áreas, como: agricultura, meio ambiente, cultura, educação, habitação, inclusão, saúde, entre outras e que estejam ligados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Para saber onde AMMAGGI atua, acesse o link AQUI.

As equipes pode se inscrever nas seguintes categorias:

*SEMEAR
Jovens de 13 a 17 anos, acompanhados de um tutor/educador (maior de 18 anos), responsável pela inscrição e apoiador do projeto.

*GERMINAR

Jovens de 18 a 29 anos, universitários, microempreendedores, empreendedores sociais, ligados ou não a organizações sociais, coletivos, cooperativas, entre outros.

 

Inscrições

Até o dia 30 de setembro. Acesse edital AQUI.

ATENÇÃO: Leia atentamente o edital e preencha a ficha de inscrição. Se preferir, faça o download do arquivo de rascunho da ficha antes de preencher a versão final.

 

Avaliação dos projetos

Segundo a assessoria de imprensa da Fundação André e Lucia Maggi, as inscrições serão analisadas por um Comitê Avaliador e após a pré-seleção, irão para votação popular pelo site da FALM. Esta etapa vai ocorrer entre os meses de outubro e novembro. As propostas que obtiverem maior votação serão as vencedoras e participarão da Imersão, que vai acontecer em Cuiabá no início de dezembro.

 

Conheça a FALM

A Fundação André e Lucia Maggi (FALM) é a instituição responsável pela gestão do Investimento Social Privado da AMAGGI nas regiões estratégicas para a empresa. Sua atuação está voltada para o fortalecimento do protagonismo social de jovens e lideranças para o desenvolvimento local sustentável.

 

Saiba mais:

Fundação André e Lucia Maggi (FALM), acesse AQUI.

Design For Change (DFC), acesse AQUI (escolha língua portuguesa).

 

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios e doações dos leitores. Saiba mais:

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

 

 

 ATENÇÃO

As matérias, reportagens e qualquer outro conteúdo produzido possuem direitos autorais, isto é, exclusivo do Blog da Bárbara Fontes e foi pesquisada, apurada, escrita e publicada por sua editora, Bárbara Fontes. Cada pauta tem um custo e exige muito trabalho para fazer! O plágio é uma atitude covarde e que não deve ser tolerada. Portanto a autora NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em outros sites, blogs e plataformas (qualquer uso na internet). Também NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em veículos de comunicação (TV, emissoras de rádio e qualquer meio impresso). Plágio é crime!

Anúncios

Psicologia

Cuiabá vai sediar evento que discute Psicologia e Senso Religioso

 

O 12º Seminário Internacional de Psicologia e Senso Religioso acontece entre os dias 11 e 14 de novembro, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá (MT). O tema desta edição é  “Sofrimento Psíquico e Sentido da Vida”.

Segundo os organizadores, o seminário vai ao encontro da realidade mundial, na qual é possível notar a crise de sentimentos, valores e paradigmas que, na maioria das vezes, vem acompanhada de sofrimento psíquico e uma série de danos à saúde mental que podem até mesmo levar ao suicídio – atitude cada vez mais frequente entre jovens, idosos, indígenas, profissionais de saúde e, ainda, entre líderes religiosos.

 

 

Público-alvo

Profissionais da área da saúde, professores, pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação e público em geral.

 

 

Áreas Temáticas

  1.   Sentido da vida, morte e suicídio numa perspectiva psicológica;
  2.   Imigração, saúde mental e religiosidade: aspectos psicológicos;
  3.   Especificidade do sofrimento psíquico dos líderes religiosos no mundo contemporâneo;
  4.   Laicidade, religiosidade e formação profissional em psicologia;
  5.   Sentido da vida e atuação do psicólogo no contexto contemporâneo;
  6.   Ética e atuação em psicologia no lidar com a religiosidade;
  7.   Psicologia, religiosidade e política na atualidade;
  8.   Espiritualidade, religiosidade e sentido da vida no mundo contemporâneo.

 

Presenças confirmadas

O seminário conta 35 profissionais convidados como a profa. Martha Elena Giuliano de Iglesia (Pontificia Universidad Católica Argentina – UCA); prof. Dr. Kevin Ladd (Indiana University South Bend – EUA) e prof. Dr. Miguel Farias (Conventry University, Reino Unido).

 

Apresentação de Trabalhos

O 12º Seminário Internacional de Psicologia e Senso Religioso está aberto para o recebimento de trabalhos científicos, que devem ser enviados até o dia 30 de agosto para avaliação. Regras e inscrição dos trabalhos AQUI.

 

 

Carga horária e Certificados

Segundo a organização, o evento possui carga horária de 40 horas. Os participantes que tiverem, no mínimo, 75% de frequência receberão certificados. Será fornecido certificado a todos os que inscreverem trabalhos e apresentarem nos formatos de comunicação oral e pôster. Na inscrição do trabalho é possível incluir todos os nomes dos autores do trabalho (sem limite).

 

 

Inscrições

O evento é pago, acesse AQUI para ver os valores.

 

Realização

Organizado pelos membros do GT Psicologia & Religião da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP), desta vez o encontro é promovido pela Católica de Mato Grosso sob a coordenação do prof. Dr. Rosimar José de Lima Dias.

 

 

 

Serviço

O que: XII Seminário Internacional de Psicologia & Senso Religioso.

Quando: 11 a 14 de novembro de 2019.

Onde: Centro de Eventos do Pantanal – Avenida Bernardo Antônio de Oliveira Neto, s/n, Jardim Santa Marta, Cuiabá-MT

Mais informações, acesse AQUI.

Vagas limitadas.

 

 

 *Esta matéria também contém informações da assessoria de imprensa Pau e Prosa Comunicação e da organização do evento.

 

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios e doações dos leitores. Saiba mais:

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

Educação

A edição mato-grossense da Olimpíada de Química acontece em setembro

 

As inscrições para participar da XIV Olimpíadas Mato-grossense de Química (OMQ) foram prorrogadas até dia 09 de setembro. O calendário de aplicação das provas da Fase I mudou para os dias 20 e 21 de setembro, de acordo com as disponibilidades das escolas participantes.

 

Segundo a organização do evento, participam das Olimpíadas de Química quase todos os Estados da Federação. Cada Estado participante tem sua coordenação Estadual. Em Mato Grosso, o professor de Química e escritor, Luiz Both, coordena a OMQ junto com a Diretoria da Associação Brasileira de Química (ABQ-MT).

 

 

Em 2018, na XIII OMQ conseguimos um recorde inscrições para a primeira fase. Foram 14.600 inscritos em 39 municípios e 87 escolas participantes. Foram classificados para a Fase II 2.520 alunos, sendo 1.468 da 1ª série, 477 da 2ª série e 625 da 3ª série.” (Luiz Both)

 

 

A Olimpíada Estadual classifica 56 alunos para a Olimpíada Brasileira de Química (OBQ), com a Modalidade A (alunos de 1ª e 2ª séries do Ensino Médio) e Modalidade B (alunos da 3ª série do Ensino Médio). Os alunos medalhistas da modalidade A passam por várias fases preparatórias e 4 destes serão classificados para as fases internacionais (a Ibero-Americana e a Mundial).

 

 

******

Publicidade

APRENDA INGLÊS de forma prática, barata e eficaz! Saiba mais AQUI.

*******

 

OMQ

A Olimpíada Mato-Grossense de Química faz parte do Programa Nacional de Olimpíadas de Química, uma realização da Associação Brasileira de Química, coordenada pelos professores Dr. Sérgio Maia Melo, da UFCE, e Dr. José Arimateia Lopes Dantas, da UFPI.

 

 

 

Regulamento e Calendário

Acesse AQUI (Ano 2019)

 

 

 

Saiba mais:

Programa Nacional Olimpíadas de Química, acesse AQUI.

 

 

Acervo Blog da Bárbara Fontes:

Bate-papo com Luiz Both, acesse AQUI.

 

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios e doações dos leitores. Saiba mais:

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

Educação Fiscal

Instituições de Várzea Grande e Tangará da Serra participam de prêmio nacional

 

 

Mato Grosso está bem representado no Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2019, com duas participações: da Associação Social Civil Abaiuc-Asca de Várzea Grande, e do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), campus avançado de Tangará da Serra. A instituição várzea-grandense inscreveu o projeto “Lugar de criança e adolescente feliz é aqui!”, sob coordenação de José Diaz de Souza. O segundo projeto, “De olho na aplicação dos recursos públicos da educação brasileira” é coordenado por Joseano Lira Santos.

Considerado o Oscar da Cidadania, o evento é promovido pela Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite). A solenidade de entrega do Prêmio ocorrerá no dia 28 de novembro, na sede da Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo (Afresp). Serão selecionadas como finalistas pela Comissão Julgadora: 06 escolas, 04 instituições, 04 projetos de tecnologia e 04 reportagens.

 

logo_premio

 

 

Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2019

A premiação tem por objetivos valorizar, promover e premiar ações e projetos que envolvam temáticas de Educação Fiscal. O evento é realizado desde 2012.

 

 

Despertar a cidadania e a consciência fiscal é fundamental, pois quando temos ciência sobre a finalidade de impostos, a necessidade, e que têm que ser investidos em infraestrutura, saúde, educação, etc., despertamos para a cobrança”. (Flávio Emílio Rodrigues Auerswald, presidente da Associação dos Fiscais de Tributos Estaduais – Afismat)

 

Segundo Flávio, o prêmio estimula a produção do conhecimento sobre a arrecadação e os gastos públicos e que somente assim é possível desmistificar alguns conceitos disseminados no Brasil. “Muitos reclamam da carga tributária, dizendo que é uma das mais altas do mundo, mas na verdade o problema no nosso país não está na arrecadação, mas no controle dos gastos públicos. A Noruega, por exemplo, tem uma carga tributária mais alta que a brasileira, mas lá a população tem o retorno correspondente em serviços públicos. Então, tem que ter a visão do todo para conseguir entender”, explica.

 

 

 

Categorias

Além das instituições, o prêmio abriu inscrições nas categorias de:

*Escolas =  educação infantil, ensino fundamental e ensino médio, públicas e privadas;

*Imprensa =  profissionais de comunicação com atuação em mídia (impressa, TV, rádio ou internet);

*Estudantes = universitários do curso de Jornalismo com reportagens publicadas em jornais laboratório impressos ou digitais;

*Tecnologia = destinada a amadores, profissionais e organizações da iniciativa pública, privada ou do 3º setor, que desenvolvam ou financiem o desenvolvimento de aplicativos, jogos e programas para computadores ou dispositivos móveis, aplicados ou destinados à Educação Fiscal.

 

IMPORTANTE: as inscrições para Escolas e Instituições estão encerradas. Inscrições para as categorias Imprensa e Tecnologias ainda estão abertas.

 

 

 

******

Publicidade

Aprenda INGLÊS de forma prática, barata e eficaz! Saiba mais AQUI.

*******

 

 

 

Trabalhos inscritos e muitas etapas

Segundo a organização do evento, a edição deste ano recebeu 301 trabalhos inscritos: 216 de escolas; e 85 de instituições de 23 estados e do Distrito Federal de escolas públicas, universidades federais, estaduais, prefeituras municipais, secretarias de finanças e tributação, tribunais de contas, dentre outras que atuam com as temáticas da função social dos tributos, da qualidade do gasto público e do acompanhamento do retorno dos recursos à sociedade.

 

Não basta apenas se inscrever, todos os inscritos devem passar por algumas etapas:

 

*verificação = nas próximas semanas os projetos inscritos passarão para fase de verificação “in loco” que será coordenada pelas Associações Filiadas à Febrafite. A Coordenação-Geral da premiação encaminhou e-mail para todos os projetos solicitando o envio da documentação até o dia 06/09 para a filiada em cada estado de origem. Após o recebimento da documentação, a filiada realizará as visitas no período de 09/09 a 10/10. Esta fase encerra no dia 10 de outubro. Após essa etapa, a coordenação publicará nos sites do prêmio (links do final desta matéria) a relação dos projetos classificados à fase de julgamento final.

 

*Julgamento = acontece até o dia 18/10, conforme critérios definidos no Regulamento 2019.

 

*Classificação = serão classificados até 3 projetos por estado em cada categoria (3 de escolas e 3 de instituições).

 

*Finalistas = até o dia 04 de novembro será publicada a lista dos 18 finalistas da edição que participarão da solenidade de entrega do Prêmio no que será no dia 28 de novembro, na sede da Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo (Afresp). A Comissão Julgadora escolherá como finalistas: 06 escolas, 04 instituições, 04 projetos de tecnologia e 04 reportagens.

 

 

 

Premiações

Nove trabalhos postulantes serão os vencedores desta edição:  3 escolas, 2 instituições, 2 jornalistas e 9 projetos de tecnologia.

Os prêmios em dinheiro variam de R$ 2 mil a 10 mil.  Ao todo, serão distribuídos mais de R$ 50 mil em premiação. Os coordenadores dos projetos vencedores (escolas de instituições) serão premiados com R$ 1 mil para cada em reconhecimento pelo trabalho desenvolvido em sua região.

 

 

 

Realização

A Febrafte realiza o Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2019 em parceria com a Secretaria da Receita Federal do Brasil (SRF), Secretaria do Tesouro Nacional (STN), Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), Centro Interamericano de Administrações Tributárias (Ciat), Ministérios da Educação e da Economia, Associações Filiadas, e o fundamental apoio dos Grupos de Educação Fiscal Estaduais.

 

 

 

Saiba mais:

Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2019, acesse AQUI.

Inscrição Categoria Imprensa, acesse AQUI.

Inscrição Categoria Tecnologia, acesse AQUI.

Site da Febrafite, acesse AQUI.

 

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios e doações dos leitores. Saiba mais:

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

 

série: Habemos Artes!

Embarque numa viagem pela história da arte. Parte I – ARTE RUPESTRE

 

 

SETE FATOS SOBRE A ARTE QUE NASCEU NAS CAVERNAS

 

1- O que é arte rupestre?

CarvernaElCastilho1
Reprodução/Site: Cuevas Préhistóricas de Cantábria

 

É um conjunto de inscrições, desenhos, esculturas e pinturas produzidas pelo homem pré-histórico dentro de cavernas, paredes rochosas externas e em grandes pedras espalhadas nas florestas. Segundo pesquisa realizada pela Universidade de Bristol, na Inglaterra, a arte rupestre começou há pelo menos 40 mil anos e indícios apontaram que a espécie Neandertal tenha sido os primeiros “artistas”.

 

 

2- O que o humano pré-histórico retratava?

CarvernaElCastilho2
Desenho de um bisão. Reprodução/Site: Cuevas Préhistóricas de Cantábria

 

 

Os acervos encontrados em diversas cavernas são de pinturas que “contam” o cotidiano do grupo que vivia ali: cenas de caças, animais de várias espécies (parados e simulando movimentos). Também foram encontrados desenhos relacionados à danças/festas, ritos cerimoniais, partos entre outros. Para melhor compreender esse período da história da humanidade (cuja classificação é: ordem primata e família Hominidae), segue os tipos de espécies humanas que viveram antes do Homo Sapiens (nossa espécie):

 

Australopithecus: O primeiro Homem-símio (bípede e tinha postura ereta). Viveu no período Paleolítico/Pedra Lascada (aproximadamente, 3 milhões de anos).

 

Homo Habilis: possuía características do humano atual e habilidades como fabricação de pequenos machados e sabia que embaixo da terra havia raízes comestíveis.

 

Homo Erectus: Essa espécie de humano possuía o cérebro maior do que os outros antes dele, e já vivia em grupos e morava em cavernas. Sabia manusear armas, talhar pedras e usar utensílios feitos de madeira e ossos.

 

Homem de Neanderthal: descoberto no Vale Neander, Alemanha. Viveu há 100 mil anos. Segundo pesquisas, essa espécie era a  mais evoluída de todas pela capacidade de pensamento e fala (sem muita complexidade), realizava rituais em grupos e fabricava instrumentos. Faz parte do primeiro ramo de Homo Sapiens.

 

Homem de Cro-magnon:  Surgiu há 70 mil anos (Oceania e América) e pertencia ao segundo ramo de Homo Sapiens. Possuía habilidade de manufatura de armas e instrumentos (pedra e ossos), cozinhava alguns alimentos e produzia pinturas rupestres e esculturas. Essa espécie deu origem ao homem atual.

 

 

3- Arte rupestre é arte?

CavernaLaPasiega_Espanha_Neandertal_65milanos
Pinturas atribuídas ao Homem Neandertal há 65 mil anos. Caverna La Pasiega, Espanha. Reprodução/P.Saura

 

Até hoje, especialistas de várias partes do mundo discutem se as inscrições, esculturas, desenhos e pinturas produzidas pelos seres humanos que viviam nas cavernas podem ser considerada Arte, sendo que o conceito de arte naquela época não existia, isto é, quando desenhavam coisas nas paredes rochosas não o faziam “pensando em arte” – até porque a intenção era a de sobreviver no ambiente hostil. Por outro lado, há quem considera arte por haver provas encontradas em algumas cavernas da Espanha, de que os  neandertais misturavam pigmentos para pintar e talhavam contas de conchas.

 

 

Independente se é arte ou não, o fato é que foi por meio de desenhos que eles conseguiam se comunicar, o que estimulou o surgimento da linguagem, da compreensão das coisas e futuramente, da escrita. Observando esses primeiros seres humanos, percebemos que a “arte” nasceu com eles e que havia uma sensibilidade (surgida da intuição) da vida cotidiana e na apreensão de informações que eram desenhadas nas paredes das cavernas. Eles também foram os primeiros “cronistas” do mundo ao relatar em forma de inscrições, as descobertas do mundo exterior e do próprio grupo.

 

 

3- Quais são as principais cavernas com acervos de artes rupestres?

São inúmeras cavernas espalhadas por todo planeta com ricos e raros acervos. Na Espanha há cavernas com vestígios de 65 mil anos e as mais conhecidas são as de Altamira, Cueva de los Aviones, Cueva de la Pasiega. Na França tem a Caverna de Lascaux. Na América Latina, um dos maiores acervos está na Cueva de Las Manos (Caverna das Mãos), na Argentina.

 

 

4- O que encontraram nessas cavernas?

CuevaManos_ProvinciaSantaCruz_Argentina
A Caverna das Mãos está localizada na província de Santa Cruz, na Argentina. Crédito: Mariano Cecowiski.

 

CavernaLascaux_França_CreditoProfSaxx
Pinturas encontradas na Caverna de Lascaux, na França. Crédito: Prof. Saxx.

 

 

*Publicidade*

A História da Arte comprovou que tudo começou com um simples desenho! O desenho é o primeiro aprendizado desde os tempos do ser humano que vivia nas cavernas. Qualquer pessoa pode desenhar e agora! Saiba mais AQUI.

 

 

5 – No Brasil há vestígios de Arte Rupestre?

Sim e muitas! Nosso país se situa num continente muito antigo e há provas concretas de que milênios atrás o território abrigou muitos grupos de seres humanos pré-históricos. Os locais mais conhecidos são:

 

Serra da Capivara, no Piauí; Pedra Pintada (Pará); Cariris Velho e Pedra do Ingá, na Paraíba. O estado de Minas Gerais abriga locais importantes com vestígios pré-históricos em Lagoa Santa e Peruaçu.

 

cranio pre historia_Luzia
Era uma vez Luzia! Reprodução/Site Brasil Escola

Em Minas Gerais (gruta de Lapa Vermelha, em Pedro Leopoldo) foi encontrado um fóssil considerado o mais antigo da América! E era de uma mulher que viveu aproximadamente há 11 mil anos. Ela foi batizada de Luzia. Onde está Luíza hoje? Ela quase desapareceu no incêndio no Museu Nacional, no Rio de Janeiro – umas maiores tragédias do país. Meses depois, entre os escombros, pesquisadores encontraram pedaços do crânio de Luíza.

 

 

 

6 – Há vestígios pré-históricos em Mato Grosso?

Sim e há possibilidade de encontrar mais locais! Até o momento foram encontrados vestígios em Rondonópolis, Chapada do Guimarães e Apiacás.

sitio-arqueologico_Apiacas_creditoSauloAugustodeMorais
Vestígio de pintura rupestre encontra numa caverna em Apiacás. Crédito: Saulo Augusto de Moraes.

 

 

 

No município de Apiacás foram encontradas seis cavernas com pinturas rupestres.

 

 

 

7- O que se sabe do sítio arqueológico de Santa Elina (MT)?

Em 2014, eu realizava uma pesquisa para a produção de um documentário sobre a cidade de Jangada (MT) quando soube da existência do Santa Elina (quase ninguém da cidade sabia!). Situado a 60 km de Jangada, é considerado o segundo sítio arqueológico mais antigo do Brasil. O local ficou conhecido por meio de pesquisa realizada por um casal de arqueólogos franceses, do Museu Nacional de História Natural da França, que viveu na região por anos. Foram encontrados vestígios de 27 mil anos atrás, sendo que mil representações rupestres em formas de figuras humanas e animais, além de indícios de fogueiras e inscrições em pedra. Arqueólogos e pesquisadores também encontraram 800 fragmentos de ossos, entre eles a de uma preguiça de cinco metros que viveu na região em torno de 10 mil anos atrás. O lugar é extraordinário né? Mas não é o que pensam as autoridades, os raros os vestígios pré-históricos correm o risco de desaparecer! Segundo uma matéria publicada no site O Livre, a fazenda tem plantações de soja e a boa parte de sua vegetação virou pasto para gado. E não possui um trabalho de preservação histórica e nem de sensibilização junto aos proprietários e trabalhadores da fazenda.  Depois do que aconteceu no Museu da Língua Portuguesa (SP) e no Museu Nacional, ambos locais famosos e muito visitados e que sofreram incêndios e perdas incalculáveis; o que será de um sítio arqueológico, situado na região central do Brasil, que abriga a pré-história do continente americano e que quase ninguém conhece? Espero que esta matéria sensibilize as pessoas que possam ajudar a preservar os sítios arqueológicos do nosso país.

 

*Publicidade*

A arte faz parte do ser humano desde o seu surgimento. A arte rupestre foi o início de uma jornada de muitas descobertas. A História da Arte nos permite conectar com o nosso passado e entender o presente. Essa história é sua também! Embarque na viagem pela História da Arte AQUI.

 

*Matéria atualizada do Blog da Bárbara Fontes. Foi publicada, pela primeira vez, em 25 de setembro de 2018.

**Foto de capa: https://turismo.santander.es

 

 

*Publicidade*

Você sabia que no mercado das artes, ser um artista talentoso não é suficiente? Saiba mais como unir talento e valorização financeira AQUI

 

 

 

ATENÇÃO

As matérias, reportagens e qualquer outro conteúdo produzido possuem direitos autorais, isto é, exclusivo do Blog da Bárbara Fontes e foi pesquisada, apurada, escrita e publicada por sua editora, Bárbara Fontes. Cada pauta tem um custo e exige muito trabalho para fazer! O plágio é uma atitude covarde e que não deve ser tolerada. Portanto a autora NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em outros sites, blogs e plataformas (qualquer uso na internet). Também NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em veículos de comunicação (TV, emissoras de rádio e qualquer meio impresso). Plágio é crime!

 

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios e da campanha Amigos do Blog da Bárbara Fontes. Colabore AQUI.

 

 

Tecnologia

Segunda edição de Jovens de Futuro acontece nesta quinta-feira, na Arena Pantanal (Cuiabá-MT)

 

Após o sucesso da primeira edição do Jovens de Futuro, realizada em 19 de julho, na Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), o evento retorna em um espaço maior na Arena Pantanal para receber estudantes que terão a oportunidade de ouvir quatro jovens que têm muitas histórias de superação para contar. A segunda edição acontece nesta quinta-feira (29.08), às 15h.

Segundo a assessoria da Seciteci, o evento tem como objetivo apresentar histórias de jovens dedicados e empenhados em conquistar seus sonhos, servindo de exemplos para a juventude. O bate-papo com a garotada tem a duração de 1h, e terá quatro edições ao todo, encerrando durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, no mês de outubro.

 

 

Conheça os “Jovens de Futuro”!

Britney Freire (16 anos, estudante) = Diagnosticada com Transtorno de Déficit de Atenção (TDA) na infância, teve bastante dificuldade na escola, mas conseguiu superar e, por meio de um processo seletivo, entrou na equipe de Robótica do Sesi Escola. Devido ao seu potencial, também se tornou líder de uma equipe de Fórmula 1 da escola, que construiu uma miniatura de carro de F1 e disputou um torneio nacional.

Marco Augusto de Almeida (26 anos, advogado) = Criado somente por sua mãe, empregada doméstica, Marco passou por muitas dificuldades até se formar em Direito pela UFMT. Depois de aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), conseguiu um bom emprego e atualmente faz duas pós-graduações, curso de inglês, e está próximo de realizar seu grande sonho: comprar uma casa para sua mãe.

Suzana Andrade  (19 anos, estudante de Saúde Coletiva da UFMT) = foi classificada para representar o Brasil no concurso ‘Reina Teen Universal 2019’, que ocorrerá na Bolívia, em novembro deste ano. Da cidade de Cuiabá, Suzana conta com o apoio de sua família e de amigos para arrecadar o valor necessário para as despesas da viagem internacional.

João Marcelo Brasil da Silva (21 anos, estudante de direito e atleta) = na infância, sua mãe, preocupada com o filho que “vivia na rua”, resolveu matriculá-lo no curso de artes marciais do projeto Rede Cidadã, que atende crianças e adolescentes em condições de vulnerabilidade social. Hoje, Marcelo é faixa preta de taekwondo e dá aulas no projeto que o acolheu. Também é estudante de Direito e está se preparando para conquistar seu próximo sonho: se tornar policial.

 

 

******

Publicidade

Aprenda INGLÊS de forma prática, barata e eficaz! Saiba mais AQUI.

*******

 

 

Acompanhe!

A transmissão será feita pelo canal da Seciteci no YouTube. Para assistir, basta se inscrever AQUI. Após se inscrever, acione o “sininho”para receber notificações do canal.

 

 

 

Realização

A ação conta com a parceria da Unicef, Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-MT), Associação para Desenvolvimento Social dos Municípios (APDM),  Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca-MT) e Federação Mato-grossense de Associações de Moradores de Bairros (Femab-MT).

 

 

 

 

Jovens de Futuro – 1º Edição

 

JovensdeFuturo1

 

A primeira transmissão ao vivo do Jovens de Futuro aconteceu no dia 19 de julho deste ano. O Blog da Bárbara Fontes conferiu o evento que promove um diálogo saudável e troca de experiências entre jovens mato-grossenses. A sala de reunião da Seciteci, no Centro Político Administrativo (Cuiabá-MT), estava repleta de jovens atentos nas conversas dos convidados:

A transmissão também contou com a participação do secretário da Seciteci, Nilton Borgato, e do procurador de Justiça Paulo Prado, titular da Procuradoria Especializada em Defesa da Criança e Adolescente de Mato Grosso. O evento ocorrerá na sede da Seciteci, no Centro Político Administrativo.

Presenciar o evento foi uma experiência gratificante. Como é bom ver jovens tão cheios de sonhos e com objetivos claros do que querem para o futuro. O bacana de tudo isso é que eles têm a consciência de que o futuro que almejam precisa ser plantado no presente, isto é, agora! Mato Grosso tem uma geração de jovens que dará muitos frutos para a sociedade e a iniciativa da Seciteci – que é uma Secretaria que promove políticas públicas nas áreas da Ciência, Tecnologia e Inovação – é muito importante. O governo faz a parte que lhe cabe em criar oportunidades, e a sociedade também precisa fazer a sua parte: cuidar de seus jovens e incentivá-los a participarem de eventos que os inspirem, como o Jovens de Futuro.

 Confira abaixo o perfil dos jovens que participaram da primeira edição:

  • Maria Gislanny Silva, 21 anos, estudante de Física na UFMT, tem o sonho de ser astronauta. Sempre Maria venceu diversas barreiras e após muito esforço, conseguiu participar de uma visita a NASA. Agora, a próxima conquista é estudar nos Estados Unidos e se preparar para os desafios do futuro.
  • Gabriel Corrêa da Silva, de 18 anos, é estudante do ensino médio e pretende cursar jornalismo e se tornar político. Sempre atuante nas questões sociais, se destacou na escola e hoje faz parte do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA).
  • Dherick Abreu12 anos, é um dos mais aplicados alunos de uma escola de efeitos visuais, em Cuiabá. Próximo de se formar, ele já trabalha como designde mídias sociais para pessoas próximas, com o acompanhamento de sua mãe.
  • Lucas Sardinha Lopes20 anos, assumiu a coordenação pedagógica de uma unidade que compõe uma franquia de escolas onde já foi aluno. O seu sonho é ser referência na área de treinamentos, já que tem grande habilidade para ensinar.

 OBS: A primeira transmissão do Jovens de Futuro pode ser acessada AQUI.

 

 

SERVIÇO:

Evento: Transmissão ao vivo ‘Jovens de Futuro’ – 2º Edição

Data: 29/08

Horário: 15h

Local: Arena Pantanal – Setor Oeste, Portão 1, 3º andar (Sala do Parque Tecnológico)

Outras informações: (65) 3613-0121

 

 

 *Esta matéria também tem informações da assessoria da Seciteci (Soraya Medeiros).

 

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios e doações dos leitores. Saiba mais:

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

 

 

 

ATENÇÃO

As matérias, reportagens e qualquer outro conteúdo produzido possuem direitos autorais, isto é, exclusivo do Blog da Bárbara Fontes e foi pesquisada, apurada, escrita e publicada por sua editora, Bárbara Fontes. Cada pauta tem um custo e exige muito trabalho para fazer! O plágio é uma atitude covarde e que não deve ser tolerada. Portanto a autora NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em outros sites, blogs e plataformas (qualquer uso na internet). Também NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em veículos de comunicação (TV, emissoras de rádio e qualquer meio impresso). Plágio é crime!

 

 

Educação

Fim da greve: escolas de MT voltam às aulas nesta quarta-feira

Após mais de 70 dias de paralisação, escolas estudais retomam à rotina escolar no dia 14 de agosto. A decisão de pôr fim a greve, iniciada em 27 de maio e considerada a maior da história de Mato Grosso, foi por meio de uma Assembleia Geral realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) em 09 de agosto, que contou com representantes dos municípios que também aderiram ao movimento grevista.

 

 

Proposta do Governo

Após impasses, discussões e negociações frustradas entre o Sintep e o Governo de Mato Grosso, finalmente, uma proposta por parte do governo foi encaminhada na segunda-feira (05.08) aos grevistas. O documento assegura a Revisão Geral Anual (RGA) e os demais aumentos previstos em lei para todos os servidores públicos estaduais. O cumprimento da proposta ocorrerá, segundo o governo, “assim que o Estado voltar aos limites da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), todo o espaço fiscal aberto abaixo de 49% da Receita Corrente Líquida (RCL) será usado para a concessão da RGA e dos aumentos remuneratórios aos servidores. Deste espaço fiscal, 75% será destinado à RGA para todos os servidores públicos, e os 25% restantes para os reajustes já concedidos nas leis de carreira (Educação, Meio Ambiente e Fazenda)”.

 

 

Sintep reage

 

Sintep-fim-da-greve_9agosto
Foto: Assessoria do Sintep/MT

 

Apesar de deliberarem pelo fim da greve, o Sintep fez rejeição parcial dos documentos encaminhados pelo governo e definiram o Estado de Greve, isto é, estarão em alerta para que o governo cumpra a Lei 510/2013 na integralidade até a próxima data-base.

 

 

 

 

Os pontos a serem superados serão conversados com o governo, caso contrário a categoria retoma o movimento paredista”. (Valdeir Pereira, presidente do Sintep-MT)”

 

Segundo informações da assessoria do Sintep, o retorno das atividades foi deliberado para esta quarta-feira (14.08), em função da agenda de luta nacional que acontece hoje  (13.08). É um ato em defesa da Educação Pública e da Aposentadoria, chamado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Segundo o secretário de redes municipais do Sintep/MT, Henrique Lopes, “o ataque à educação feito pelo projeto nacional compromete a educação nas redes municipais, além do Ensino Superior”.

 

 

  

Reposição das Aulas

Segundo a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) foi elaborado um documento orientativo e uma minuta com sugestão de calendário para a reposição das aulas. De acordo com o documento, há duas datas para que os professores retornem às aulas: segunda-feira (12 de agosto) ou na quarta-feira (14). A maioria das escolas optaram para o retorno no dia 14, e todas deverão repor 42 dias letivos dos 75 dias de paralisação (os 33 dias restantes são de sábados, domingos e feriados que não são contatos como dia letivo). O ano letivo de 2019 deverá ser finalizado por volta de 15 de fevereiro de 2020, e após essa data, as escolas entram no período de férias de 30 dias.

 

O documento e a minuta servirão de roteiro para ajudar as escolas a se organizarem, porém, cada escola terá o seu calendário de reposição. A secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, esclarece que os calendários devem ser elaborados juntamente com os Conselhos Deliberativos da Comunidade Escolar (CDCE), em seguida, encaminharão as minutas dos calendários às assessorias pedagógicas para validação e homologação da Seduc.

De acordo com o Sintep, o calendário de reposição os profissionais da educação, como em outras greves, garantirão os 200 dias de letivos e as 800 horas, que é um direito dos estudantes. A partir do calendário letivo da Seduc, as escolas cumprirão a jornada semanal de 30 horas, o que significa que a orientação é não repor aulas aos sábados. “Isso porque sabemos que tem impacto na qualidade da educação”, esclarece Henrique Lopes. Para o Sintep/MT a reposição deve respeitar a Gestão Democrática e a Lei de Diretrizes e Base da Educação (LDB).

 

 

Ano letivo de 2020

Devido à reposição das aulas e as férias escolares, o ano letivo de 2020 das escolas públicas de Mato Grosso só ocorrerão na segunda quinzena de março.

 

 Em 2020, a Seduc terá dois calendários vigentes, um para as escolas que não aderiram à greve e que começarão o ano letivo em fevereiro e outro para as escolas que estavam paralisadas, cujo ano letivo está previsto para começar por volta de 23 de março”. (Marioneide Kliemaschewsk, secretária da Seduc)

 

Pagamento dos salários cortados

Segundo o Governo de MT, os servidores em greve que tiveram o ponto cortado receberão pelos dias de reposição referente aos meses de maio e de junho em uma folha de pagamento complementar no dia 20 de agosto.  Os salários dos meses de julho e agosto serão acrescentados na folha de agosto, que será paga no dia 10 de setembro. Segundo a apuração do Blog da Bárbara Fontes, em reportagem publicada em 13 de julho, 15.211 professores, técnicos e apoios tiveram os pontos cortados.

 

 

Saiba mais:

Greve na Educação de MT, acesse aqui.

Resoluções da Assembleia Geral do Sintep-MT (09.08), acesse aqui.

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios e doações dos leitores. Saiba mais:

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

 

 

ATENÇÃO

As matérias, reportagens e qualquer outro conteúdo produzido possuem direitos autorais, isto é, exclusivo do Blog da Bárbara Fontes e foi pesquisada, apurada, escrita e publicada por sua editora, Bárbara Fontes. Cada pauta tem um custo e exige muito trabalho para fazer! O plágio é uma atitude covarde e que não deve ser tolerada. Portanto a autora NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em outros sites, blogs e plataformas (qualquer uso na internet). Também NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em veículos de comunicação (TV, emissoras de rádio e qualquer meio impresso). Plágio é crime!