Bárbara Pergunta

Em coletiva de imprensa realizada, em Rondonópolis, (14.06), ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, responde pergunta do Blog da Bárbara Fontes.

Com uma agenda de compromissos em dois municípios de Mato Grosso, Tarcísio Freitas iniciou a manhã no Terminal Ferroviário de Rondonópolis (218 km de Cuiabá), operada pela concessionária Rumo; e visitou um trecho da BR-364. À tarde, o ministro da Infraestrutura viajou para o município de Água Boa, onde participou da audiência pública “Ferrovia de Integração do Centro-Oeste”, e da inauguração da iluminação da Travessia Urbana, na BR 158 (km 564/569). Toda programação do ministro foi acompanhada pelo governador, Mauro Mendes; pelo prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio; pelo CEO da Rumo, Marcos Lutz; e autoridades políticas do Congresso Nacional e da Assembleia Legislativa.

 

Segundo o ministro, o governo federal vê o estado de Mato Grosso como uma prioridade, “pela pujança e pelo potencial. Muitas coisas estão sendo planejadas. É o Estado que seguramente vai receber maior quantidade de investimentos”, disse na coletiva de imprensa realizada na sede da concessionária. Além da malha ferroviária, estão previstas melhorias de infraestrutura nas principais rodovias que cortam o Estado.

 

 

Vuolo entrega camiseta para ministro_BárbaraFontes_Easy-Resize.com
Francisco Vuolo, presidente da Pró-Ferrovia Cuiabá entrega camiseta da entidade para o ministro Tarcísio Freitas. Foto: Bárbara Fontes

Freitas elogiou a participação ativa da bancada parlamentar em Brasília que busca formas para agilizar questões legais para que a Ferrovia da Integração Centro-Oeste (Fico) e a Ferrogrão se concretizem o mais rápido possível, inclusive tornar viável o traçado até Cuiabá, desejo do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá que esteve presente em Rondonópolis. O ministro também elogiou o governador Mauro Mendes por estar sempre em Brasília defendendo os interesses do Estado, porém, fez uma observação:

 

 

A gente vem para cá e vê o Brasil que dá certo. O Estado precisa fazer a sua obrigação também e proporcionar os meios de fazer com que os produtores possam continuar crescendo e continuar produzindo riquezas.”

 

 

Bárbara Pergunta

Durante a coletiva de imprensa, Tarcísio Freitas respondeu uma pergunta do Blog:

Blog da Bárbara Fontes: Ministro, efetivamente, quais são os trâmites para que chegue a malha ferroviária até Cuiabá e ao Médio-Norte?

Tarcísio Freitas: Talvez fique muito simples. Tem dois caminhos para a ferrovia chegar até Cuiabá, agora isto obviamente depende da vontade do investidor, da percepção do investidor que tem carga lá. O primeiro caminho é demonstrar inviabilidade de ter uma concessão autônoma indo para Cuiabá. E a partir do momento em que se demonstra inviabilidade, atribui esse trecho à própria concessionária que já opera até Rondonópolis, que é a Rumo, faria essa atribuição do trecho, a empresa poderia fazer investimentos, tomar o risco de engenharia e fazer a operação. E o segundo caminho é o caminho que a gente está tentando trabalhar juntamente com o Congresso, e eu agradeço aqui o apoio dos parlamentares da bancada federal, em particular aqui o nosso senador Wellington Fagundes, o senador Jayme Campos, o deputado Zé Medeiros, o deputado Neri Geller, que têm sempre nos ajudado nas demandas do Ministério da Infraestrutura, eles têm uma ligação forte com a infra e se preocupam muito com a logística de Mato Grosso, que é um projeto de lei que cria um regime de autorização do nosso ordenamento jurídico, e aí a coisa fica melhor porque havendo a manifestação de vontade da concessionária, a gente autoriza aquele trecho. Precisa de uma alteração legal que está em curso e está andando bem no Congresso. Hoje está no Senado, na Comissão de Serviços de Infraestrutura. A vantagem da autorização é que a gente começa a aproximar o nosso modelo com o modelo norte-americano. Então, o investidor tem interesse, toma o risco de engenharia, faz a ferrovia e a grande vantagem é perpetuidade, isso traz uma percepção de segurança jurídica muito grande para o investidor porque ele não tem a questão da reversibilidade do bem, ele não tem de devolver no final do período de amortização de capital daquele ativo para o Estado. Ele passa a ser proprietário daquele ativo e passa a ter uma liberdade maior do que diz respeito a regulação de tarifa e também a perpetuidade do bem. E a tarifa, no final das contas, tem de ser regulada pelo próprio mercado. O que o Ministério da Infraestrutura tem de fazer é a oferta. Mais oferta de infraestrutura menor a tarifa e mais o preço do frete vai abaixando.

 

Ministro, Autoridades e Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá_Bárbara Fontes_Easy-Resize.com
Foto: Bárbara Fontes

           

Coletiva de Imprensa

A sensação era de estar dentro de uma lata de sardinha, ao ter de ficar de prontidão em uma pequena sala da empresa Rumo, concessionária da ferrovia em Mato Grosso. Eu estava na companhia de dezenas de jornalistas, fotógrafos, cinegrafistas e convidados, onde aguardávamos o início da coletiva de imprensa do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas e autoridades do Estado. A maioria dos profissionais que estavam presentes, incluindo o Blog da Bárbara Fontes, viajou por mais de cinco horas (a convite do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá) e todos queriam fazer o melhor para cumprir a pauta do dia. Eu testemunhei algumas grosseiras de funcionários da Rumo com jornalistas. Faltou melhor atendimento à imprensa por parte da empresa que deveria ter a compreensão do momento importante para Mato Grosso e de que a imprensa faz a parte que lhe cabe ao reportar para a população os fatos.

 

Para mim foi uma experiência um pouco frustrante porque a viagem para Rondonópolis tinha um aspecto especial: há cerca de 20 anos, eu havia participado da inauguração da Ferronorte, em Alto Taquari, numa caravana de jornalistas que também viajaram por muitas horas, porém, fomos muito bem recebidos. O evento histórico para Mato Grosso contou com a participação do então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, de Dante de Oliveira (era o governador e faleceu em julho de 2006, em Cuiabá ), de autoridades, e também de Vicente Vuolo, considerado o Pai de Ferrovia no Estado. Vuolo faleceu em maio de 2001, em Brasília, sem ver concretizado o seu maior sonho: a ferrovia passar por Cuiabá.

 

Ferrovia em Mato Grosso: Entenda

Atualmente em Mato Grosso está em funcionamento a Ferrovia Vicente Vuolo – a Ferronorte, que interliga Alto Taquari, Itiquira e Rondonópolis. Há dois projetos de malhas ferroviárias que passam pelo o Estado: a Ferrovia da Integração Centro-Oeste (Fico) e a Ferrogrão.

 

Segundo o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do governo federal, a Fico (EF-354) tem uma extensão de 1.641 km, com inicio em Campinorte (GO) e final em Vilhena (RO). Um dos objetivos para construção da ferrovia é estabelecer alternativas mais econômicas para os fluxos de cargas de longa distância. Em Mato Grosso, a Fico tem um trecho de 383 km de extensão que começa da Ferrovia Norte-Sul, em Campinorte e vai até Água Boa. Com o seu funcionamento, Mato Grosso escoará a produção de soja e milho em direção a São Paulo (porto de Santos), Maranhão (porto de Itaqui) e ao Pará (porto Vila do Conde).

 

Outra é a Ferrogrão (EF-170), com previsão de construção, por meio de capital privado, ainda neste ano. O novo corredor ferroviário de exportação do país contempla os municípios de Sinop e Lucas do Rio Verde (177 km de extensão) – importantes polos do agronegócio -, até o porto de Miritituba, no Pará. Esta ferrovia que tem uma extensão de 933 km, trará uma redução de 30% do custo do escoamento de grãos em Mato Grosso.

 

Ferrograo
Malha da Ferrogrão. Reprodução. PPI/governo federal.

Segundo o PPI, quando a Ferrogrão estiver finalizada terá alta capacidade de transporte e competitividade (hoje, desempenhado pela rodovia BR-163), também aliviará as condições de tráfego nessa rodovia, com o objetivo de diminuir o fluxo de caminhões pesados e os custos com a conservação e a manutenção. A Ferrogrão faz parte do plano de expansão da fronteira agrícola brasileira e à demanda por uma infraestrutura integrada de transportes de carga.

 

 

 

Saiba mais:

Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal, acesse aqui.

Programa de Parcerias de Investimentos, acesse aqui.

Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá, acesse aqui.

 

 

*Foto de capa: Christiano Antonucci – SECOM/MT

Anúncios

Ação Beneficente

Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá pede doações para bazar permanente e fraldas geriátricas para pacientes carentes atendidos pelo SUS.

Se a gente olhar com cuidado dentro do guarda-roupa e nas cômodas de casa é bem provável encontrar peças de roupas, calçados e acessórios que não são mais usados. O Blog da Bárbara Fontes faz um desafio para cada leitor e leitora dar uma geral e separar o que pode ser doado para instituições que organizam bazares beneficentes em prol de causas que salvam vidas. É o caso do Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá (HG) que possui um bazar permanente e precisa, urgentemente, de doações de calçados, roupas e acessórios (masculino, feminino e infantil) e brinquedos em bom estado.

No bazar são vendidos calçados, roupas e acessórios  e brinquedos. Segundo a coordenadora do Setor de Desenvolvimento Institucional, Herinéa Coleta, todo o valor arrecadado é revertido para custear despesas extras do hospital e qualquer pessoa ou empresa pode ajudar com doações. Antes de ir para o bazar, vários itens são doados para os pacientes carentes que chegam ao hospital sem nada, principalmente roupas de bebê.

Estamos com pouca mercadoria, o bazar é uma forma de ajudar tanto aos pacientes e acompanhantes quanto ao Hospital. A prestação de contas dos valores arrecadados e onde são investidos constam na prestação de contas anual e está disponível no site do Hospital no link Doações. Então pedimos à sociedade que nos ajude doando aquelas peças em bom estado e que não usam mais, não tenham dúvidas de que elas irão agradar e muito a outras pessoas, inclusive roupas de frio. Ajude-nos a ajudar”. (Herinéa Coleta)

Bazar

Doe o que não usa mais!

A sua contribuição deve ser entregue no Setor de Doações e Voluntariado do Hospital Geral, na Rua 13 de Junho, 2.101 – Centro Norte, de segunda à sexta-feira, das 08h às 11h30 e das 13h30 às 17h, telefone de contato (65) 3363-7108.

Contribua financeiramente!

Doações financeiras também podem ser feitas por pessoas físicas e jurídicas, que podem ser únicas ou regulares, diretamente na Instituição ou através de depósito ou transferência bancária na conta:

Banco Caixa Econômica Federal (CEF)

Agência: 2985. Operação: 003

Conta Corrente: 6000-0

CNPJ: 03.468.485/0001-30.

Associação de Proteção à Maternidade e a Infância de Cuiabá

Doações de fraldas geriátricas

O HG também pede doações de fraldas geriátricas para pacientes carentes atendidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde), especialmente aqueles internados em UTI. É importante ressaltar que as fraldas recebidas em doação são distribuídas de forma gratuita e usadas nos pacientes conforme suas necessidades.

Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá

A instituição conta com 234 leitos, sendo 18 leitos de Unidade de Terapia Intensiva Adulta e 16 leitos de UTI Neonatal, sendo que mais de 95% de todos os nossos atendimentos são destinados aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Possui Pronto Atendimento 24 horas em Obstetrícia e Cardiologia referenciada.

O atendimento médico e o hospitalar estão distribuídos em 04 andares, com 09 salas de Centro Cirúrgico, e diariamente com mais de 92% de ocupação dos seus leitos de enfermaria. São 602 colaboradores das mais diversas formações e 72 residentes distribuídos em programas de residência médica e multiprofissional.

*Esta matéria também tem informações da Assessoria de Imprensa do HG (Soraya Medeiros)

**Foto de capa: Fachada do Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá (HG): Soraya Medeiros

Literatura Científica

Professor da IFMT lança o primeiro Glossário de Química Orgânica do Brasil.

 

Resultado de 26 anos de pesquisa, o livro Glossário de Química Orgânica foi escrito pelo professor Mestre Luiz Both, docente no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFMT). É uma obra atualizada, a nomenclatura das substâncias orgânicas está de acordo com as recomendações da IUPAC (International Union of Pure and Applied Chemistry. Em português, União Internacional de Química Pura e Aplicada) de 2002 e 2010, pela Editora Lidel, de Lisboa. É um marco para a literatura científica brasileira por se tratar de um trabalho inédito no país. O lançamento é nesta quinta-feira (13.06), às 19h, no auditório do IFMT, campus Bela Vista.

 

WhatsApp Image 2019-06-12 at 1.17.26 PM

 

 

Luiz Both

WhatsApp Image 2019-06-12 at 1.17.26 PM (1)

Nascido em 27 de abril de 1953, em Campina das Missões, Rio Grande do Sul. Neste Estado, cursou Licenciatura Curta em Ciências na FIDENE (hoje UNIJUÍ). Em Mato Grosso, cursou Licenciatura Plena em Química pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). É professor desde 1974, e tornou-se docente da Escola Técnica Federal de Mato Grosso (antiga ETF, hoje IFMT) desde outubro de 1991. É Especialista em Metodologia de Ensino Tecnológica pela UFMT/IFMT e Mestre em Educação pela UFMT. Sempre atuou na Educação e trabalhou em escolas de Cuiabá e outros municípios mato-grossenses. Foi Diretor da Escola Estadual Pascoal Moreira Cabral, em Cuiabá (biênio 1990/91); foi Coordenador de Química no IFMT durante dois mandatos. É Dirigente da ABQ-MT e Coordenador Estadual das Olimpíadas de Química desde 2003. É Membro da Comissão Nacional para elaboração das Provas das Olimpíadas de Química Nacionais – representando a Região Centro-Oeste. Luiz Both é membro do Conselho Técnico-Científico do Congresso Brasileiro de Química e atua como professor convidado na UNEMAT e UFMT. É grande Incentivador da participação dos alunos de IFMT Bela Vista (e outros campi) no Congresso Brasileiro de Química e nas Olimpíadas de Química. Outra contribuição do professor foi a participação efetiva na implementação e construção do IFMT – Campus Cuiabá Bela Vista. (texto escrito com informações da Assessoria de Imprensa)

 

 

 

Bate-papo com o Blog

O Blog da Bárbara Fontes conversou com o professor Luiz Both:

Blog da Bárbara Fontes: Por que o senhor decidiu escrever um Glossário de Química Orgânica?

Luiz Both: Durante as aulas de Química Orgânica, a gente estava praticamente repetindo o que era apresentado nos livros didáticos, havia pouca contextualização. Resolvi preparar fichinhas com as informações, listando substâncias e conceitos, aplicações e propriedades destas substâncias, encontradas nos livros didáticos disponíveis. Em seguida, estendi as pesquisas em outras fontes, até em bulas de remédios, componentes de materiais de limpeza, agrotóxicos, defensivos agrícolas, aditivos alimentares e muitas outras. Resolvi organizar estas informações para escrever um glossário de Química Orgânica.

 

BBF: Por se tratar de um tema bem específico, o livro pode interessar às pessoas de outras áreas? Por quê? Quais seriam essas áreas?

LB: Sim. São muitas áreas do conhecimento que usam os conceitos da Química Orgânica. São muitas as aplicações das substâncias orgânicas em praticamente todas as atividades produtivas, nas diversas profissões. Além da Química, as áreas como Petroquímica, Biologia, Farmácia, Bioquímica, Medicina, Odontologia, Botânica, Agronomia, Engenharia Sanitária, Engenharia Civil, Gestão Ambiental, Alimentos etc. necessitam dos conhecimentos químicos, em especial da Química Orgânica. Lembrando que a grande maioria dos combustíveis, alimentos, organismos animais e vegetais, princípios ativos de plantas medicinais e medicamentos diversos, drogas, antibióticos, tecidos sintéticos, componentes eletroeletrônicos, carros, tintas, corantes etc. são formados de substâncias orgânicas. Tanto que das 20 milhões de substâncias conhecidas, mais de 19 milhões são orgânicas.

 

BBF: Nesses 26 anos de pesquisas, o que mais chamou atenção do senhor?

LB: Quando iniciamos este trabalho, tínhamos conhecimento das antigas regras de nomenclatura das substâncias orgânicas, como eram apresentadas nos livros didáticos. Foi a partir da participação nos Congressos de Química (2002) e outros eventos da área que tivemos acesso às publicações mais recentes e contato com renomados professores e pesquisadores na área de Química e afins, que tomamos conhecimento das regras atualizadas em 1993 e posteriores. A partir de então comparamos os livros didáticos e procuramos corrigir estas recomendações da IUPAC em nossas atividades didáticas. Assim, este Glossário passou por várias revisões e atualizações, por exemplo, de “2-propanol” para “propanol-2” e o atual “propan-2-ol”. Outro desafio foi construir as fórmulas estruturais. Desde os antigos desenhos do Paintbrush para caixas de textos e barra de desenhos do Word até os modernos programas como o Isis Draw.

 

BBF: Poderia citar um verbete do glossário que o senhor acha mais curioso ou que mais deu trabalho para pesquisar?

LB: Os princípios ativos de plantas apresentam bastante dificuldade para pesquisa. Uma, porque a maioria tem fórmulas estruturais bastante complexas. Muitas, além das fórmulas complexas, têm muita semelhança entre si, diferindo em uma ou outra ligação. Outra, porque a cada pouco são descobertas novas substâncias. Como exemplo podemos citar Fraxinelona e Fraxinelonona, substâncias inseticidas existentes nos frutos da azedeira (Melia azedarach)

~BBF~

 

 

Serviço

Lançamento do Glossário de Química Orgânica, do autor Luiz Both.

Data: 13 de junho de 2019 (quinta-feira)

Horário: 19h

Local: Auditório da IFMT, campus Cuiabá Bela Vista

 

 

Saiba mais:

GLOSSÁRIO DE QUÍMICA ORGÂNICA

Site da editora CRV, acesse aqui.

Redes Sociais:

Facebook: http://bit.ly/2YDB0kP

LinkedIn: http://bit.ly/2JPad0S

Twitter: http://bit.ly/2VQu5Yw

Instagram: http://bit.ly/2JwlQu7

Fórum Pró Ferrovia

Acontece nesta sexta-feira (14.06), em Rondonópolis (MT), o evento “Diálogos Sobre Infraestrutura”, com a presença do ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas e autoridades mato-grossenses. Realizado por meio do Fórum Pró Ferrovia Cuiabá, o objetivo do encontro é debater modais de transporte ferroviário e o avanço da Ferrovia até a capital de Mato Grosso.

Com uma agenda cheia de compromissos, o ministro visitará o Terminal Ferroviário da operadora Rumo, na companhia do senador Wellington Fagundes, do deputado federal José Medeiros e de uma comitiva de deputados estaduais e autoridades.  Será concedida uma coletiva de imprensa e, em seguida, um almoço com o ministro, jornalistas e integrantes do Fórum Pró-Ferrovia. No período da tarde, o ministro e autoridades seguem para Água Boa onde participarão da Audiência Pública “Ferrovia de Integração do Centro-Oeste”, e da inauguração da iluminação da Travessia Urbana, na BR 158. (km 564/569).

 

Programação

WhatsApp Image 2019-06-12 at 09.49.30

 

 

 

Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá

logoForumProFerroviaSegundo informações do site do Fórum, a entidade suprapartidária defende o fortalecimento do modal ferroviário no país e tem como objetivo principal garantir o avanço dos trilhos no Estado de Mato Grosso até a capital Cuiabá, que recentemente celebrou 300 anos de fundação e nunca recebeu uma estação ferroviária. Entidades organizadas que atuam em diversas áreas participam do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá.

 

 

 

 

Serviço

O que: “Diálogos Sobre Infra-estrutura” com a presença do Ministro Tarcísio Freitas

Quando: 14/06 (Sexta-feira)

Horário: 9h

 

 

Saiba mais:

 Site do Fórum Pró-Ferrovia Cuiabá, acesse aqui.

Foto de capa: Operadora Rumo

Prouni 2019

As inscrições para o processo seletivo do Programa Universidade para Todos (Prouni), referente ao segundo semestre de 2019, vão até o dia 14 de junho.

Quem pode se candidatar?

– Quem não possui diploma em curso superior;

– Ter alcançado, no mínimo, 450 pontos na média das notas do Enem de 2018;

– Ter obtido nota acima de zero na Redação;

– Deve possuir renda familiar mensal por pessoa de até três salários mínimos;

– Ter cursado o Ensino Médio completo em escola da rede pública;

– Ou ter cursado o Ensino Médio completo em escola da rede particular como bolsista integral da própria escola;

– Ou ter cursado o Ensino Médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede particular, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;

– Ser pessoa com deficiência;

– Ou ser professor permanente da Educação Básica da rede pública de ensino e pretender concorrer à bolsa de estudo em curso de Licenciatura (não é necessária a comprovação de renda).

 

 

Inscrições

Para se inscrever é necessário digitar o número de inscrição e a senha mais recente cadastrada na página do Enem 2018. Acesse o site do Prouni aqui.

Esqueceu o número de inscrição ou a senha? Acesse o site do Enem para recuperá-los, aqui.

Encerramento da Expo-Ecos MT 2019

Com meta de negócios atingida, sucesso de público e injeção de ânimo para o setor, a maior feira de negócios do Centro-Oeste encerra otimista e com planos para 2020.

“Foi um sucesso total”, disse João Carlos Sborchia, presidente da Associação Mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores (AMAD), para o Blog da Bárbara Fontes. Segundo Sborchia, a programação do do Encontro Centro-Oeste dos Supermercadistas, Atacadistas, Distribuidores, Indústria e Food Service (Expo-Ecos MT 2019) foi voltada para treinamentos, geração de negócios e troca de conhecimentos. A programação contou com 10 palestras e 12 oficinas ministradas por especialistas. “Nós que organizamos estávamos muito preocupados porque é uma responsabilidade muito grande, estamos, de certa forma, aliviados, empolgados, motivados, a fazer outra Expo-Ecos MT no ano que vem. Essa é a função das entidades, das associações Amad, Sincad, Sincovag e da Asmat, como entidades representativas de uma categoria de classe estão promovendo essas feiras e essas realizações de negócios”, conclui o presidente da Amad. (galeria de fotos no final desta matéria)

 

ExpoEcos_MarcioDavid
Foto: Márcio David

A Expo-Ecos MT 2019 contou com a participação de 60 empresas expositoras e atingiu a meta de R$ 35 milhões de negócios realizados. Além do intercâmbio entre profissionais e visitantes, o evento também fomenta o turismo e a cultura de Mato Grosso. Segundo dados da organização, em três dias (04 a 06.06), aproximadamente 12 mil pessoas, de 24 municípios e oito estados do país, visitaram a feira de negócios.

 

 

Abertura

A Expo-Ecos MT 2019 aconteceu entre os dias 04 a 06 de junho, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá-MT. É considerada a maior feira de negócios da região central do país. Na abertura do evento estiveram presentes, o presidente da Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), João Tarcício Falqueto; o vice-presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas), Omar Abdul Assaf; os representantes da Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados (Asmad e Amas), além do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, representando o governador Mauro Mendes; da secretária Extraordinária dos 300 anos de Cuiabá, Celly Almeida, representando o prefeito Emanuel Pinheiro; o deputado estadual Dilmar Dal Bosco; o presidente do Sincad/MT, Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli; o presidente do Sincovaga, Kassio Catena; e o presidente da Fecomércio, José Wenceslau Jr.

 

6c13624f-55ec-4b04-8efa-2960878b077a
Foto: Márcio David

 

Na ocasião, os organizadores do evento homenagearam o empresário Antônio Domingos, sócio fundador da Casa Domingos – empresa atacadista que possui o CNPJ mais antigo de Mato Grosso. A palestra magna “Perspectivas na Economia Brasileira e Impactos no Setor”, com o economista Ricardo Amorim, foi a única com ingresso pago e reuniu mais de mil pessoas.

 

Foto_RobsonPolidoro
Foto: Robson Polidoro

 

 

Encerramento

Na noite do último dia de evento (06.06), o governador Mauro Mendes e o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho conheceram a feira, degustaram alguns produtos e conversaram com expositores e visitantes. “São setores com grande representatividade e abrangência em todas as cidades de Mato Grosso e que têm contribuído muito para nossa economia. Este evento é extremamente importante e todos estão de parabéns”, disse o governador Mauro Mendes para os organizadores do evento e demais presentes.

 

ExpoEcos_Encerramento_MárcioDavid
Foto: Márcio David

Até 2020!

O sucesso da Expo-Ecos foi tamanho, que vai entrar novamente para o calendário de eventos do estado, inclusive já confirmado para 2020. “Lançamos pesquisa com todos os expositores para ver o interesse de ocorrer a feira em 2020, fazer anualmente, e tivemos 98% de aprovação. Praticamente todos demonstraram interesse que a feira retorne no próximo ano e assim vamos fazer”, citou o presidente da Associação de Supermercados de Mato Grosso (Asmat), Alessandro Morbeck.

 

Segundo Kassio Catena, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Estado de Mato Grosso (Sincovaga), nesse novo momento da Expo-Ecos, depois de 10 anos, a organização teve todo um cuidado em mudar o foco da feira. “A Expo-Ecos sempre foi vista como uma feira de relacionamento e nós estamos transformando em uma feira de negócios, fazendo o expositor vir e fazer negócio, vender, que é o que paga nossas contas”, ressaltou.

 

De acordo com Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli, presidente Sindicato do Comércio Atacadista Distribuidor de Mato Grosso (Sincad-MT), a feira superou as expectativas. “Nós vimos quem participou, e estão todos contentes com o resultado, por isso em 2020 estaremos aqui novamente”, reiterou. (texto da Assessoria de Imprensa da Expo-Ecos MT 2019)

 

ExpoEcos_gov_MarcioDavid
Foto: Márcio David

Realização e Patrocínios

A Expo-Ecos MT 2019 é uma parceria de quatro entidades: Associação Matogrossense de Atacadistas e Distribuidores (Amad), Associação de Supermercados de Mato Grosso (Asmat), Sindicato do Comércio Atacadista Distribuidor de Mato Grosso (Sincad-MT) e Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Estado de Mato Grosso (Sincovaga).

O evento é patrocinado pela SE Distribuidora, DAC Distribuidora, DM Card, Senac Mato Grosso – Fecomércio, GS1 Brasil e Aurora, e conta com o apoio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

 

d23da216-5402-41e6-a7fb-8a09fa76c1fd
Foto: Cafeína Conteúdos Inteligentes

 

 

Saiba mais no Blog da Bárbara Fontes:

*Bárbara Pergunta: João Carlos Sborchia, acesse aqui.

*Bárbara Pergunta: Dilmar Dal Bosco, acesse aqui.

*Bárbara Pergunta: Mauro Carvalho, acesse aqui.

*Abertura da Expo-Ecos MT 2019, acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (divulgação da abertura), acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (café da manhã para imprensa), acesse aqui.

**Esta matéria também possui informações da Assessoria de Imprensa da Expo-Ecos MT 2019: Cafeína Conteúdos Inteligentes.

***Foto de Capa: Cafeína Conteúdos Inteligentes // Fotos das Galerias: Bárbara Fontes

 

 

O Blog da Bárbara Fontes visitou a Expo-Ecos e preparou uma galeria de fotos (crédito: Bárbara/Bianca Fontes) bem bacanas. Parabéns a todos os envolvidos que tornaram o evento um momento de aprendizagem, fortalecimento da rede de contatos, possibilidades de parceiras e proporcionaram aos empresários e investidores, uma injeção de ânimo, sentimento de esperanças e confiança de tempos melhores para o setor que gera milhões de empregos no país.

 

Galeria 01

 

 

 

 

 

Galeria 02

 

 

 

 

 

Galeria 03

 

 

 

 

 

Galeria 04

 

 

 

 

Galeria 05

 

 

Galeria 06

Bárbara Pergunta

O Blog da Bárbara Fontes conversa com João Carlos Sborchia, presidente da Amad, sobre a Expo-Ecos MT 2019.

 

Faltavam poucas horas para o encerramento da feira de negócios do Encontro Centro-Oeste dos Supermercadistas, Atacadistas, Distribuidores, Indústria e Food Service (Expo-Ecos MT 2019), quando o presidente da Associação Mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores (AMAD), João Carlos Sborchia conversou com o Blog da Bárbara Fontes. Momentos antes, ele havia recepcionado o governador Mauro Mendes, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, e comitiva por toda a feira.

 

Blog da Bárbara Fontes: Presidente, qual é o balanço que o senhor faz destes três dias da Expo-Ecos MT 2019?

João Carlos Sborchia: Nós fizemos uma programação bastante voltada para treinamentos e que foi um sucesso. Vimos aqui todas as oficinas cheias e palestras bastante animadas. Com relação aos expositores, são 80 empresas, 70 estandes e 60 expositores. Fizemos agora uma pesquisa junto a esses expositores e constatamos que mais de 90%, querem voltar no ano que vem. Nós que organizamos o evento estávamos muito preocupados porque é uma responsabilidade muito grande e estamos, de certa forma, aliviados, empolgados, motivados a fazer outra Expo-Ecos MT no ano que vem. Essa é a função das entidades, das associações AMAD, SINCAD, SINCOVAG e da ASMAT como entidades representativas de uma categoria de classe, promovendo essas feiras e essas realizações de negócios. Temos a expectativa de ter atingido mais de 10 mil visitantes e temos a expectativa de ultrapassar a marca de R$ 35 milhões, que nós prevíamos inicialmente. Foi um sucesso total!

BBF: Qual é o maior ensinamento que este evento trouxe para o senhor?

JCS: Como representante de entidade, nós temos uma responsabilidade muito grande perante ao nosso associado e uma feira dessa aqui o que a gente faz? A gente faz um movimento, uma motivação com o intuito de aproximar os varejistas com os atacadistas e a gente aumenta o volume de vendas. Eu estou muito feliz como presidente da AMAD poder proporcionar isso para os nossos atacadistas. Então, eu estou muito feliz como presidente em poder proporcionar essa feira para os nossos associados.

JCS_presAmad_cafemanhajornalistasExpoEcoslançamento
João Carlos Sborchia, fala ao microfone durante o lançamento para a imprensa da Expo-Ecos MT 2019. Foto: Cafeína Conteúdos Inteligentes.

BBF: Em relação à alta carga tributária que atinge o setor, há alguma conversa com o governo estadual?

JCS: A nossa pauta com o governo é com a questão das bebidas quentes (uísque, vinho, vodca, pinga, cachaça etc) onde os impostos de Mato Grosso são muito altos e o setor atacadista não está vendendo mais, e a gente não sabe como estas bebidas estão entrando no Estado.

BBF: O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, disse na abertura da Expo-Ecos MT 2019 que as lideranças do setor devem levar reivindicações para o governo. O que já foi pensado a respeito disso?  

JCS: Nós teremos uma reunião nesta quarta-feira (12/06), no palácio Paiaguás, com o governador Mauro Mendes, e com Mauro Carvalho.

~BBF~

 

Expo-Ecos MT 2019

O Encontro Centro-Oeste dos Supermercadistas, Atacadistas, Distribuidores, Indústria e Food Service (Expo-Ecos MT 2019) aconteceu entre os dias 04 a 06 de junho, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá-MT. É considerada a maior feira de negócios da região central do país. Na abertura do evento estiveram presentes, o presidente da Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), João Tarcício Falqueto; o vice-presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas), Omar Abdul Assaf; os representantes da Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados (Asmad e Amas), além do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, representando o governador Mauro Mendes; da secretária Extraordinária dos 300 anos de Cuiabá, Celly Almeida, representando o prefeito Emanuel Pinheiro; o deputado estadual Dilmar Dal Bosco; o presidente do Sincad/MT, Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli; o presidente do Sincovaga, Kassio Catena; e o presidente da Fecomércio, José Wenceslau Jr.

Na ocasião, os organizadores do evento homenagearam o empresário Antônio Domingos, sócio fundador da Casa Domingos – empresa atacadista que possui o CNPJ mais antigo de Mato Grosso. Na noite do último dia de evento (06/06), o governador Mauro Mendes e o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho conheceram a feira, degustaram alguns alimentos e bebidas, e conversaram com expositores e visitantes.

O evento reuniu mais de 60 expositores que além de trazerem os seus produtos já conhecidos, também lançaram novos e apresentaram tendências do atacado, varejo, distribuição, indústria, food service e mercado consumidor, englobando toda a cadeia de abastecimento, com a geração de 1500 empregos diretos e indiretos. A programação foi extensa e produtiva com palestras, talk show, oficinas, distribuição de brindes, kits promocionais, sorteios e degustações de alimentos, sorvetes e bebidas. A feira de negócios funcionou das 14h às 22h e com entrada gratuita.

 

Realização e Patrocínios

A Expo-Ecos MT 2019 é uma parceria de quatro entidades: Associação Matogrossense de Atacadistas e Distribuidores (Amad), Associação de Supermercados de Mato Grosso (Asmat), Sindicato do Comércio Atacadista Distribuidor de Mato Grosso (Sincad-MT) e Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Estado de Mato Grosso (Sincovaga).

 

O evento é patrocinado pela SE Distribuidora, DAC Distribuidora, DM Card, Senac Mato Grosso – Fecomércio, GS1 Brasil e Aurora, e conta com o apoio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

 

 Saiba mais no Blog da Bárbara Fontes:

*Bárbara Pergunta: Dilmar Dal Bosco, acesse aqui.

*Bárbara Pergunta: Mauro Carvalho, acesse aqui.

*Abertura da Expo-Ecos MT 2019, acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (divulgação da abertura), acesse aqui.

*Expo-Ecos MT 2019 (café da manhã para imprensa), acesse aqui.

**Esta matéria também possui informações da Assessoria de Imprensa da Expo-Ecos MT 2019: Cafeína Conteúdos Inteligentes.

***Fotos da matéria: Cafeína Conteúdos Inteligentes