Solidariedade

Entidade cuiabana lidera campanha solidária para o Dia das Crianças

 

 

Qual é a criança que não gosta de ganhar presentes? É sempre gratificante ver a alegria da garotada ao abrir o pacote e encontrar um brinquedo. Neste intuito de levar felicidade e celebrar o dia 12 de outubro, a Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC) realiza a campanha “Dia das Crianças ACC”, com o objetivo de arrecadar brinquedos, roupas, sapatos e material escolar que serão doados à instituições beneficentes. As doações podem ser feitas até o dia dia 12 de outubro.

 

 

Lojistas também ajudam

A campanha acontece por meio da parceria da ACC com os lojistas da capital de Mato Grosso, que dispõem os seus estabelecimentos como pontos de coletas para as doações. Os associados podem ainda indicar instituições beneficentes para receber as doações e participar da entrega dos donativos, no dia 12 de outubro.

 

A Associação Comercial tem várias funções, dentre elas, o de promover o lado social através de campanhas. Esta, em especial, tem um diferencial, que é o de trazer um sorriso no rosto de crianças carentes, que não receberiam um presente na data por falta de condições dos pais ou responsáveis”. (Jonas Alves, presidente da ACC e da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso-Facmat)

 

******

Publicidade

APRENDA INGLÊS de forma prática, barata e eficaz! Saiba mais AQUI.

*******

 

Vamos doar!

As doações podem ser realizadas nos seguintes pontos de coletas:

 

– Mercadão da Malha

– Ecoville

– Gutte Elles Uniformes

– SG Serviços Automotivos

– Progrhedir

– SG Gestão de Pessoas

– Araraúna Turismo

– Ferragens Luizão

– Rede de Hotéis Mato Grosso

– Sincotec MT

– Sincalco 

– Sindióptica MT

– Studio Press

 

 

Atenção:

campanha ACC (2)

 

Os estabelecimentos parceiros da campanha “Dia das Crianças ACC” possui o selo Coleta Solidária ACC.

 

 

 

A Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC) está localizada na Rua Galdino Pimentel, 14, na segunda sobreloja do Edifício Palácio do Comércio, no centro de Cuiabá.

 

*Está matéria também contém informações da assessoria de imprensa da ACC, Cafeína Conteúdos Inteligentes.

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES (BBF) é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios e doações dos leitores. Saiba mais:

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore!

 

 

 BBF nas redes sociais:

Página no Facebook, acesse AQUI.

Grupo no Facebook, acesse AQUI.

Instagram: @barbarafontes2018

LinkedLn, acesse AQUI.

Twitter: @BarbaraFontesBR

Site do BBF: http://www.blogdabarbarafontes.com

 

 

 ATENÇÃO

As matérias, reportagens e qualquer outro conteúdo produzido possuem direitos autorais, isto é, exclusivo do Blog da Bárbara Fontes e foi pesquisada, apurada, escrita e publicada por sua editora, Bárbara Fontes. Cada pauta tem um custo e exige muito trabalho para fazer! O plágio é uma atitude covarde e que não deve ser tolerada. Portanto a autora NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em outros sites, blogs e plataformas (qualquer uso na internet). Também NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em veículos de comunicação (TV, emissoras de rádio e qualquer meio impresso). Plágio é crime!

 

 

Anúncios

CAMPANHA AMIGOS DO BLOG DA BÁRBARA FONTES

Blog da Bárbara Fontes propõe a pesquisa, elaboração e difusão de produção de conteúdo sobre diferentes temas, e a difusão de ações beneficentes e voluntárias.

As matérias, artigos e textos informativos são pautados e passam por pesquisas, apurações, checagens e revisões antes de serem publicados. As matérias do Blog batem recordes de acessos! Os leitores são de todas as partes do Brasil e também é acessado em vários países! Até o fechamento desta matéria, o Blog produziu e publicou 280 textos (matérias, reportagens, artigos etc).

BlogJulho2.jpg

 

 

 

Publicações de julho (até 25/07/19)

BlogJulho3

 

 

BlogJulho4

BlogJulho5

 

 

Blog Reconhecido!

 

BlogJulho6
Julho/2019

 

 

ListaWP

O Blog da Bárbara Fontes utiliza recursos próprios para a produção de todo o conteúdo e manutenção do site. Além de exigir muito trabalho, há um custo mensal para que o blog continue no ar. Tendo em vista esta realidade, surgiu o AMIGOS DO BLOG!

 

 

Faça parte dos AMIGOS DO BLOG!

 

Como colaborar com o BLOG DA BÁRBARA FONTES?

 

Você pode contribuir com doações a partir R$ 100,00, por meio de depósito ou transferência para:

Banco do Brasil

Agência: 2764-2

C/C: 72561-7

(Bianca de Aguiar Fontes)

CPF: 080.104.151-11

 

 

Após o pagamento, envie um e-mail para: blogdabarbarafontes@gmail.com , ou mensagem via WhatsApp (65-99237.4762/Bárbara Fontes) e com cópia do comprovante da transferência/depósito.

 

Sua doação contribui efetivamente para que o Blog da Bárbara Fontes continue a produzir conteúdos bacanas, incentivar o hábito diário de leitura e informar a população diariamente.

 

O BLOG DA BÁRBARA agradece o apoio!

Bárbara Fontes

Cineasta/Jornalista

Editora do Blog da Bárbara Fontes

Sistema Financeiro

Jovens brasileiras são premiadas em evento internacional de cooperativas de crédito

 

Aconteceu entre os dias 28 a 31 de julho, a Conferência Mundial das Cooperativas de Crédito, no Centro de Convenções do Atlantis Hotel, em Nassau, nas Bahamas. O evento, considerado o maior do segmento do mundo, é uma iniciativa do Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (World Council of Credit Unions – Woccu) e promove o intercâmbio entre cooperados de vários países. Cerca de 50 países participaram, sendo mais de dois mil representantes de cooperativas de crédito. A Confederação Brasileira de Cooperativas – Confebras – levou uma comitiva com cerca de 50 participantes. A força e o empreendedorismo da mulher brasileira foram reconhecidas e premiadas no World Council Young Credit Union People (Wycup):  Carla Diana Oteiro Borré e Michele Thiesen, ambas colaboradoras do Sicredi.

 

Wycup

O Conselho Mundial de Jovens das Cooperativas de Créditos (tradução de Wycup) é destinado a jovens cooperativistas (até 35 anos), e que tenham desenvolvido iniciativas de relevância econômica e social nas regiões onde atuam as cooperativas de crédito.

Segundo informações da entidade internacional, o Wycup é um concurso que estimula a formação de jovens lideranças e premia participantes que desenvolveram projetos com potencial de causar influência global no cooperativismo de crédito.

O Sicredi inscreveu projetos que priorizam a liderança jovem na realização de ações voltadas para as áreas como empreendedorismo, educação, inclusão e sustentabilidade. Onze iniciativas estavam concorrendo, sendo seis de colaboradores, e cinco  foram de associados, pertencentes aos Comitês Jovem da instituição financeira.

Os projetos brasileiros concorreram com outros realizados por cooperativas de várias países, e ficaram entre os cinco premiados na edição 2019. Conheça os dois projetos do Sicredi premiados no Wycup 2019:

 

 

Carla Diana Oteiro Borré  

Carla é colaboradora da Cooperativa Sicredi Norte MT/PA e representou o Brasil por meio do projeto “Mulheres que Cooperam”, desenvolvido na cidade de Guarantã do Norte. A cooperada reuniu um grupo de 60 mulheres, entre associadas e não associadas, para compartilhar ideias e debater o que poderia ser feito para contribuir com o desenvolvimento da região e aumentar a participação da figura feminina nos negócios da cidade. O movimento atua com o foco econômico, social e de educação financeira.

Carla Borré entre Manfred Alfonso Dasenbrock, presidente da SicrediPar e da Central Sicred PRSPRJ, e o presidente da Central Sicredi Centro Norte, João Spenthof
Carla Borré entre Manfred Alfonso Dasenbrock, presidente da SicrediPar e da Central Sicred PRSPRJ, e o presidente da Central Sicredi Centro Norte, João Spenthof. (Assessoria)

 

 

O movimento deu origem ao Comitê Mulher, o primeiro do Sistema na área de atuação da Central Sicredi Centro Norte, da qual a cooperativa faz parte. O comitê realiza articulação de demandas junto ao Conselho de Administração da cooperativa, e também promove a participação das mulheres em eventos e acontecimentos na sociedade. Como resultado houve crescimento de aproximadamente R$ 2 milhões na demanda do Pronaf Mulher (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) na região de Guarantã do Norte, e a adesão de 126 associadas. A participação delas em cargos de liderança também aumentou. Atualmente são três coordenadoras de núcleo e 12 representantes do Comitê Mulher. Várias parcerias foram firmadas com entidades organizadas da sociedade na cidade.

 

Nossas cooperativas são admiradas e com essa premiação queremos envolver mais jovens colaboradores para desenvolver projetos que têm poder para transformar a vida das pessoas. Nós somos diferentes e queremos ajudar as pessoas. Temos um propósito e vamos colocá-lo em prática através de projetos”. (Carla Diana Oteiro Borré)

 

Michele Thiesen

O “Programa Líder Jovem” foi idealizado pela colaboradora Michele Thiesen, da Cooperativa Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG, e desenvolvido em Rodeio Bonito (RS). O programa tem como objetivo de incentivar o espírito de liderança nos jovens por meio de ações práticas que propiciem o desenvolvimento de aptidões, competências e habilidades, contribuindo para a sua participação na sociedade. As atividades são voltadas aos jovens de 15 a 17 anos, associados ou filhos de associados, que durante um ano participam de módulos de formação, conduzidos por profissionais de universidades parceiras ou da própria cooperativa.

O conteúdo envolve temas como educação financeira, cooperativismo, empreendedorismo, planejamento financeiro e dicção e oratória. A participação dos jovens no programa está condicionada a participação de seus pais, familiares ou responsáveis em um evento promovido pelo Sicredi com o objetivo de destacar a importância da presença da família neste processo de aprendizagem. Desde a sua criação, o programa formou mais de 330 jovens em 25 municípios da região de atuação da cooperativa. Outros 81 jovens estão em turmas em andamento.

 

“A premiação é resultado de trabalho contínuo de desenvolvimento pessoal dos participantes. A conquista é dedicada a todos os associados que fazem parte da cooperativa, que participam e fazem programas como este ter sentido e fazerem a diferença na sociedade”. (Michele Thiesen)

As vencedoras Carla Borré e Michele Thiesen receberam como prêmio, todas as suas despesas pagas na próxima edição do evento, em 2020, nos Estados Unidos.

 

De Mato Grosso para o mundo

A Central Sicredi Centro Norte concorreu com dois projetos e um foi premiado (da Carla Borré).

“Assistimos aqui projetos focados em sustentabilidade, que visam o desenvolvimento da agricultura familiar, o microcrédito, o crescimento da base de associados jovens, o desenvolvimento de cadeias produtivas, a educação financeira, o comitê de jovens líderes e de mulheres, uma gama de projetos que podem inspirar nossos jovens colaboradores e associados a desenvolver mais projetos e se inscrever para participar da próxima edição. Esta premiação é um grande reconhecimento desses jovens empreendedores que buscam fazer o bem para a sociedade através do trabalho nas suas cooperativas”. (João Spenthof, presidente da Central Sicredi Centro Norte)

 

 

Confira os onze projetos do Sicredi apresentados no Wycup

 

*Nikolas Bratz, associado da Cooperativa Sicredi Pioneira, em Nova Petrópolis (RS);

*Thais Christ, associada a Cooperativa Sicredi Ouro Branco, em Teutônia (RS);

*Tiago Franciscon, associado da Cooperativa Sicredi Norte Sul PR/SP, em Santo Antônio da Platina (PR);

*Sthefanie Silva, colaboradora da Cooperativa Sicredi União, que atende associados de regiões do Mato Grosso do Sul, Tocantins e Oeste da Bahia;

*Moisés Alves, colaborador da Cooperativa Sicredi Planalto Central, em Catalão (GO); *Guilherme Melo, associado da Cooperativa Sicredi Paranapanema, em Cândido Mota (SP);

*Marcos Antônio Paulino, associado da Cooperativa Sicredi do Vale do Piquiri ABCD PR/SP, em Iporã (PR);

*Fernando da Silva Ferreira, colaborador da Cooperativa Sicredi do Vale do Cerrado/MT;

*Davan Rocha, colaborador do Centro Administrativo Sicredi, em Porto Alegre (RS);

*Carla Borré, colaboradora da Cooperativa Sicredi Norte MT/PA, em Guarantã do Norte;

*Michele Thiesen, da Cooperativa Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG, em Rodeio Bonito (RS)

 

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.700 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros.  

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

O Sicredi Centro Norte, composto pelos estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, tem aproximadamente de 457 mil associados, com 175 agências em 140 municípios.

 

 

Saiba mais:

 Informações sobre o Sicredi, acesse aqui.

 

*Esta matéria do Blog da Bárbara Fontes também contém informações da assessoria de imprensa Sicredi Centro Norte (Íconepress Assessoria de Imprensa e Agência de Conteúdo); dos sites do Sicredi, do Confabras, Woccu; e do Wycup.

 

**Foto de Capa: da esquerda para direita: Carla Borré e Michele Thiesen, colaboradoras do Sicredi e vencedoras da edição 2019 do WYCUP.

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

Agosto Dourado

Durante todo o mês de agosto vai acontecer uma série de atividades que incentiva a amamentação em todo país. Em Mato Grosso, o Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá (HG) em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde e a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso também se uniram para celebrar o Agosto Dourado e repassar à população conhecimentos e práticas sobre os benefícios do leite materno para a mãe e bebê. A primeira semana deste mês é sempre dedicada à Semana Mundial Amamentação (SMAM).

apoio_amamentação_minisSaude
Campanha do Ministério da Saúde

 

Atividades  

A programação contempla exposição de artes, palestras, café da manhã com gestantes e bebês, mamaço, entre outros.  Confira:

cronograma

 

Amamentar é um ato de amor

WhatsApp Image 2019-08-02 at 10.52.17 AM
Mãe amamenta no Banco de Leite do Hospital Geral de Cuiabá. Foto: Soraya Medeiros.

 

Segundo o Ministério da Saúde a amamentação é capaz de reduzir em 13% a mortalidade infantil por causas evitáveis em crianças menores de cinco anos. No Brasil, nascem aproximadamente 3 milhões de bebês por ano, e 14% deles são prematuros ou têm baixo peso (menos que 2,5 quilos). Por isso, é necessário ter os bancos de leites humanos e as mulheres que tenham excesso de leite sejam doadoras.

 

 

 

O nutricionista do Banco de Leite Humano (BLH) do HG, Marcus Vinicius explica que o objetivo da campanha é incentivar o aleitamento materno porque é o alimento mais completo para o desenvolvimento do bebê. “Até os seis meses de vida, a criança só deve se alimentar por meio do leite materno e, depois, junto com outros alimentos, ele deve continuar consumindo o leite até pelo menos os dois anos de idade”.

 

Marcos destaca que além dos benefícios orgânicos, como a transmissão de anticorpos da mãe para o bebê, a amamentação pode evitar problemas fonoaudiológicos, de respiração, audição, deglutição e psicomotoras. “A sustentação da cabeça, que a criança acaba fazendo naturalmente na hora de mamar, é o que vai ajudar a promover o equilíbrio e sustentação para sentar, engatinhar e andar. Além disso, os vínculos estabelecidos com a mãe durante essa fase de aleitamento as deixam mais autoconfiantes para se desenvolverem no período escolar”.

 

Na questão auditiva, as mamadas estimulam o canal do ouvido e, assim, ajudam a evitar as infecções desta região que também é favorecida pela deglutição. “Todo o esforço para sugar o leite ajuda a posicionar ainda a arcada dentária, a mastigação e consequentemente a deglutição também se tornam mais fáceis”, completa o nutricionista.

 

 

 

 Banco de Leite Humano salva vidas!

 

BancodeLeite_HGCba_04

 

O Banco de Leite Humano do Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá é referência estadual de Mato Grosso para a Rede Global de Bancos de Leite Humano sendo, também, o pioneiro. Além de realizar o armazenamento, pasteurização, controle de qualidade e distribuição do leite materno doado para os bebês internados na UTI Neonatal, também acolhe as mulheres mães no processo da amamentação, aconselhando sobre os benefícios do aleitamento materno, a melhor forma de posicionar o bebê para ele mamar confortavelmente e, se houver algum problema na amamentação ou em suas mamas, os técnicos estão capacitados para cooperar na solução, informou a diretora Assistencial do HG, Caroline de Moura.

 

Galeria de Fotos (crédito: Soraya Medeiros)

 

 

 

 

Doação de Leite Humano

Segundo informações do Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Geral, mulheres saudáveis que estiverem amamentando podem doar leite, porém, alguns cuidados devem ser tomados:

  • Armazenamento do leite: utilize frascos de vidro com tampa plástica, (tipo café solúvel ou maionese.). Lave os vidros com água e sabão, retire os rótulos, os resíduos de cola e a proteção interna das tampas. Ferva os vidros com as tampas por 15 minutos. Deixe escorrer em pano limpo. Após secar, feche o vidro sem tocar na parte interna da tampa.

 

BancodeLeite_HGCba_01
Reprodução: HG

 

  • Cuidados para as mamães: Prenda os cabelos de modo evitar o contato com as mamas. Lave as mãos e os braços até o cotovelo, com água e sabão em abundância. Lave as mamas em água corrente antes de cada ordenha. Secar as mamas e mãos com toalha limpa. Retire o leite depois da mamada ou quando as mamas estiverem muito cheias. Evite conversar durante a retirada de leite; se estiver gripada, coloque uma fralda ou máscara sobre o nariz.
  • Técnica para retirada do leite: Antes de iniciar a retirada do leite, massageie a mama com a ponta dos dedos em movimentos circulares, iniciando pela aréola até atingir toda a mama. Alise a parte superior da mama, até o mamilo, com movimento suave e delicado, como cócegas. Para retirar o leite, coloque o polegar e os dois primeiros dedos em torno da aréola, movimentando-os para frente e para trás, sem deixar deslizar. Despreze os primeiros jatos, abra o vidro e coloque a tampa sobre a mesa, com a abertura para cima. Colha o leite no frasco, apoiando-o no seio abaixo da aréola.
BancodeLeite_HGCba_03
Reprodução: HG

 

Após a retirada do leite (ordenha): feche bem o vidro e identifique-o com o nome da mãe, data do nascimento, dia e hora da 1º coleta.

 

 

 

  • Para frasco que já contém um pouco de leite: Utilizar um copo de vidro previamente esterilizado (ferver por 15 minutos) e escorra em pano limpo. Coloque o leite recém-coletado sobre aquele que já está armazenado no freezer ou congelador. Guarde novamente. Repita este procedimento até faltar 2 dedos para encher o frasco.
  • Como guardar o leite: Na geladeira por até 12 horas, e no congelador por até 15 dias.
  • Amamentar o bebê com o leite ordenhado: Deixe que o leite descongele em temperatura ambiente ou aqueça-o em banho-maria (água morna com fogo apagado). Dê o leite em copinho ou na colher. Não utilize chucas, mamadeiras ou chupetas, porque eles interferem na forma de mamar, confundindo o bebê.

 

Saiba mais:

Informações sobre como doar leite humano, orientações sobre amamentação e problemas nas mamas no período de amamentação, entre em contato com o Banco de Leite do Hospital Geral de Cuiabá:
Endereço: Rua 13 de Junho, 2101 – 2º andar – Centro – Cuiabá – MT
Telefone: (65) 3363-7035
E-mail: blhgu@gmail.com
Horário de funcionamento: Segunda a Sexta – 07:00 às 19:00; Sábado – 07:00 às 13:00.

 

 

*Esta matéria do Blog da Bárbara Fontes também contém informações da assessoria de imprensa do HG (Soraya Medeiros) e site do HG.

**Foto de capa: Soraya Medeiros

 

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

Gastronomia

Festival do Chocolate de Mato Grosso, o maior e mais delicioso do Centro-Oeste acontece nesta sexta-feira em Cuiabá

 

 

“Chocolate! Chocolate! Chocolate!
Eu só quero chocolate
Só quero chocolate
Não adianta vir com guaraná pra mim
É chocolate
O que eu quero beber”

 

 

close up photography of cocoa powder
Foto por Delphine Hourlay.

Assim já dizia o poeta Tim Maia que imortalizou em forma de música, uma das melhores invenções gastronômicas do mundo. Quem diria que da semente do cacau, planta nativa do continente americano, surgiria uma bebida forte e afrodisíaca (xocoatl) feita pelos indígenas do período pré-colombiano. O Chocolate que conhecemos hoje, passou por muitas transformações e além de ser um bálsamo nos dias de TPM (Tensão Pré-Menstrual), também se encontra em pratos salgados e até na indústria cosmética. Com chocolate não tem tempo ruim porque é bom em todas as estações do ano.

 

Cuiabá também se rendeu às benesses do chocolate e há quatro anos sedia o Festival do Chocolate, que vai acontecer entre os dias 26, 27 e 28 de julho, no Sesi Papa, no bairro Morada do Ouro. O evento reúne as tradicionais empresas de doces da capital, além de salgados, comidas saudáveis, artesanato, moda, plantas naturais, divulgação de projetos sociais e oficinas gratuitas. São cerca de 160 expositores e há uma estimativa de um público de 40 mil pessoas. A entrada é gratuita.

 

Cuiabá 300 anos

O festival deste ano tem como tema, o tricentenário da capital de Mato Grosso, celebrado em 8 de abril. Além da decoração alegre e festiva, também vai realizar um concurso de bolo cenográfico, uma das novidades da quarta edição. “A proposta é revelar a criatividade dos apaixonados por confeitaria”, explica Zilda Castanho, idealizadora e organizadora do Festival do Chocolate. Zilda é uma expert no assunto e já participou de vários eventos pelo país, como o Festival de Chocolate e Cacau de Ilhéus.

 

 

 

WhatsApp Image 2019-07-09 at 3.38.18 PM
Zilda Castanho no Festival de Chocolate e Cacau de Ilhéus (acervo pessoal)

 

“A configuração do Festival baiano é diferente do nosso, até mesmo porquê a região é famosa pela produção de chocolate, reunindo também produtos da agricultura familiar, feitos por cooperativas, associações e assentamentos. No entanto, temos em comum essa vocação de criar ambiente propício para divulgação e comercialização dos produtos e serviços de empresas de todos os portes, especialmente o empreendedor individual, a confeiteira, a artesã, o cozinheiro”.

 

 

 

Empreendedorismo  

A empresária do segmento de chocolates, Fabiane Louly, que participa desde a primeira edição do Festival, comenta que a Louly Chocolates está preparando sabores exclusivos para esta edição. Desde a segunda edição do evento, porém no segmento de comidas salgadas, Janildo da Divina Batata explica que em quatro anos de história a marca já desenvolveu 15 sabores, processando mais de 1 tonelada de batatas por mês. “Estamos testando novas receitas para o Festival. No ano passado levamos o Gellato de batata doce e foi um sucesso”, comemora.

A empresária Anna Carolina L Barbosa Colombo, da Sannta Doçura, que atua com doces para festas e casamentos, pontua que uma das características do Festival do Chocolate é a afetividade: “Empresas familiares ficam ainda mais unidas pois todos se envolvem no feitio do produto, colocam a mão na massa, até a comercialização nos dias do evento, que atrai meu público alvo. Ele restaurou o meu negócio e a minha família, veio para mudar a nossa história”.

Já Mariana Prata Aguiar, da Quitandas da Vó Rita, comenta que é a sua primeira participação no evento e está ansiosa para servir as petas feitas artesanalmente com polvilho doce em seis sabores como tradicional; cebola, alho e salsa; pimenta; queijo; multigrãos e beterraba.

 

Artesanato e Moda

O Festival do Chocolate abre espaço para o artesanato, a moda, tendências. Assim, diversas artesãs, empreendedoras e apaixonadas pelo acabamento perfeito, linhas e tecidos expõem suas peças. A artesã Célia Cardoso, das Coisinhas da Vovozinha, que atua com laços, arcos, faixas de bebês feitos artesanalmente, destaca a organização do evento. Esta é a sua terceira participação e já começou a criar peças inspiradas no Festival. “É maravilhoso, sempre que participo eu tenho retorno e para nós, artesãos, oportunidades desta natureza são importantes pois incrementam nosso negócio. A minha expectativa é muito grande, tenho certeza de que será ainda melhor”.

 

A empreendedora Loureana Alves Silva, da Inovary Acessórios, conta que lançou a moda afro em acessórios no Festival do ano passado e percebeu que os clientes conquistados na ocasião continuaram.  A expectativa também motiva Cristina Ribeiro que atua com cintas modeladoras, que apesar de cinco anos atuando no segmento, há dois anos passou a fabricar seu produto e agora comercializa suas peças não só no ambiente virtual, reconhecendo o Festival como uma excelente oportunidade de divulgação.

Pela primeira vez no Festival, Marcia Rodrigues aposta na moda com temática cristã para conquistar o público. “Com inovação, diferenciação e excelência em qualidade, as peças se destacam também em beleza”, acrescenta. Também pela primeira vez no Festival, Pamela Melo de Castro, da Sal Rosa moda fitness, vai levar o conceito de conforto em vestuário para a prática de atividades físicas: “Para mim o Festival traz um público engajado nas redes sociais e o evento é uma oportunidade de fazer negócios. Comecei como sacoleira, trabalhando também em outras empresas de eventos, resolvi abrir meu próprio negócio e estou com uma ótima expectativa sobre o Festival”.

 

Um festival que faz o Bem

Desde a sua primeira edição, o evento abre espaço para entidades beneficentes e filantrópicas no sentido de contribuir com a responsabilidade social:

As entidades são convidadas a participar, sem qualquer custo, justamente para otimizar a comercialização de seus produtos, além claro, de divulgar as iniciativas que fazem a diferença em nossa cidade e transformam realidades”. (Zilda Castanho)

bazar

 

Neste ano, participam a Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer de Mato Grosso, Amor em Retalhos, Luxo sem Lixo, Apam, Lions Clube Cuiabá Norte, Pastoral Familiar São João Paulo II, Clichês na rua e projeto Verde Novo.

 

 

Sempre presente no festival, a Rede Feminina está com o Bazar do Bem, em que comercializa roupas e sapatos recebidos em doação. Criada em 1989, a entidade filantrópica surgiu do sonho de um grupo de mulheres com intuito de prestar atendimento e assistência social aos pacientes carentes com diagnóstico de câncer. A presidente da Rede Feminina, Maria Carmen Palma Faria Volpato, destaca que a participação no Festival é essencial pois o valor arrecadado contribui para aquisição de medicamentos e próteses destinados aos pacientes oncológicos, bem como o auxílio na realização de exames.

O projeto Amor em Retalhos participa pelo segundo ano do Festival e prepara diversos produtos como jogos americanos, capa de galão de água, toalhas de lavabo, difusores, velas, caminhos de mesa, sacolinhas para carro, toalhas de banho, toalhas para cabeça, guardanapos, sousplat, capa de sousplat, nécessaire. Amor em Retalhos é um ateliê com peças feitas por voluntários, cujo objetivo é ajudar as obras sociais Irmão Áureo, que atendem famílias em vulnerabilidade social no bairro Santa Laura, em Cuiabá. Isolda Risso, empresária e coordenadora do ateliê, comenta que o Festival foi um marco decisivo na história do projeto. “A partir do Festival, o Amor em Retalhos ampliou seu espaço físico, montou a loja para atender a demanda que veio depois da nossa participação”, comentou.

Também pelo segundo ano consecutivo participando do Festival, o projeto Luxo sem Lixo, originário do espaço Nassar (que remete às iniciais das palavras Natureza, Amor, Saber, Simplicidade, Amizade e Realização), nasceu a partir de uma doação de sobras de material de cortinas. A iniciativa estimula a economia criativa, reunindo costureiras da região do Coophema, que recebem uma porcentagem do valor pela produção. Assim, utilizando outros tecidos e materiais incorporados à doação recebida, diversos produtos foram confeccionados, como mochilas, bolsas, porta-moeda, avental, lixeirinha de carro. “Temos cinco costureiros e costureiras, entre eles um de 17 anos, um meio de incentivar a criatividade, descobrir novos talentos, e ainda motivar a arte da costura independente da idade”, comentou Ju Manfredini.

Também participa do evento, a Associação Matogrossense Protetora dos Animais (Apam), criada em 1996 e que a partir de 2006 teve uma alavancada em suas ações por conta da adesão de membros protetores, de padrinhos e eleição de uma nova diretoria. A Associação possui um abrigo, ainda sem sede própria, para cerca de 60 cães e gatos. “Realizamos o Bazar mensalmente no bairro Pedra 90, normalmente no segundo domingo do mês, fazemos rifas venda de almoço, calendário e camisetas. Desde 2017 participamos do Festival com o Bazar e o valor arrecadado é muito importante para nossas ações”, explicou Valéria Cerisara.

Realizado no Sesi Papa, o Festival do Chocolate 2019 vai contar com a participação da Comunidade Memorial São João Paulo II. A coordenadora da Pastoral Familiar, Susi Aparecida Inoui explica que o milho e seus derivados, como pamonha, bolos e curau, são os protagonistas do estande, sendo a renda revertida para a ampliação da capela São João Paulo II. “É a nossa primeira participação no Festival, estamos felizes pela oportunidade e ansiosos para receber o público aqui no Memorial, um espaço tão significativo em nossa cidade. O Papa João Paulo II visitou Cuiabá em 16 de outubro de 1991 e celebrou missa campal às 11 horas no espaço onde hoje há uma praça de oração com uma cruz no centro”, acrescentou Susi.

O projeto Clichês Na Rua vai levar sua arte para o Festival do Chocolate. Para Talissa Briante, fundadora da iniciativa com Thiago Azevedo, somos vários corações pulsando e almejando por uma mesma coisa: “Transformar o mundo, o mundo de uma pessoa, através do Amor. Assim, o Clichês Na Rua é um movimento e uma marca social, com a missão de fazer uma diferença significativa na vida de cada pessoa que passa por nós”, pontua ela. Talissa conta que o Clichês Na Rua realiza três tipos de trabalhos: impacto social nas ruas, em que são colados arte de rua (lambe-lambe) com frases de amor, positividade e encorajamento, em postes e muros abandonados, com autorização do poder público; produção e comercialização de produtos como camisetas, canecas, pôsteres e adesivos e doações, em que a cada venda, uma parte do valor é doado para comunidades e investido no impacto social. No Festival, a ideia é comercializar os produtos e causar um impacto social por meio das mensagens.

Já o Lions Clube Cuiabá Norte, Organização não governamental de prestação de serviços voluntários e vinculado ao Lions Clubes Internacional, participa do Festival em parceria com a tradicional sorveteria Nevaska. São 50 anos de fundação, originando-se do Lions Clube de Cuiabá, o primeiro clube de Lions fundado em Mato Grosso, há mais de 60 anos na capital.

Pela primeira vez no evento, o projeto Verde Novo vai distribuir mudas de árvores de espécies tropicais ao público. Uma iniciativa do Tribunal de Justiça, da Vara Especializada do Meio Ambiente – Juizado Volante Ambiental (VEMA-JUVAM), Prefeitura de Cuiabá e a OSCIP Instituto Ação Verde, o projeto tem como objeto estruturar e conduzir ações de educação ambiental com foco na arborização de escolas públicas e privadas, área públicas e grandes espaços de Cuiabá, conscientizando a população sobre a importância das áreas verdes para as zonas urbanas, além de buscar o resgate do título de “Cidade Verde” para a capital.

 

Espaço Kid e Espaço Pet

As crianças podem e devem participar do festival, há um espaço lúdico para brincar e interagir. O evento também está de braços abertos para receber os pets, e com opções de doces específicos para animais.

 

Realização

A quarta edição do Festival do Chocolate ocorre em parceria com o Serviço Social da Industria (Sesi) e a Universidade de Cuiabá (Unic), apoio da Itaipava e Gráfica Print.

 

SERVIÇO

4º Festival de Chocolate de MT

Data: 26, 27 e 28 de julho, das 16h às 00h

Local: Sesi Papa, Av. Oátomo Canavarros, S/N, bairro Morada do Ouro, Cuiabá

Entrada gratuita

Informações: (65) 98412-9090 (Zilda Castanho) e nas redes sociais .

 

*Esta matéria também possui informações da assessoria de imprensa do Festival do Chocolate de Mato Grosso (Ana Cristina Vieira).

Dia da Caridade

Empresa cuiabana doa mil pacotes de pães para entidades sociais escolhidas por internautas

 

 

Uma criativa ação solidária, organizada pela Casa do Padeiro, contou com a ajuda de internautas que escolheram 13 entidades que atuam em prol dos mais necessitados em Cuiabá (MT). Mil pacotes de pães foram distribuídos para creches, abrigos, asilos, casas de apoio e de recuperação instaladas em Cuiabá, na sexta-feira (19.07), data em que se comemora o Dia da Caridade.

 

WhatsApp Image 2019-07-18 at 4.37.41 PM
Campanha da Casa do Padeiro que mobilizou internautas. (Reprodução)

 

Segundo a diretora Administrativo Financeiro da Casa do Padeiro, Ana Mamede:

Foram muitas indicações dos internautas e selecionamos as 13 mais votadas para receber os pacotes de pães. Sempre contribuímos com várias entidades, mas nessa data específica é a primeira vez. ”

 

A intenção da Casa do Padeiro é conhecer a realidade de cada entidade e selecionar uma para dar continuidade ao apoio. A empresa, filiada à Associação Mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores (AMAD), iniciou as atividades em Cuiabá em 1996 e, além de produtos para panificação, oferece equipamentos e serviços.

 

Entre as entidades contempladas está a Obras Sociais Rafael Verlangieri, presidida por Alessandra Teluira Martinho. O Blog da Bárbara Fontes conversou com Jones Martinho, jornalista e gestor de projetos da entidade:

Nós sentimos felizes e orgulhosos de termos sido escolhidos por esse grupo de pessoas pelo reconhecimento da nossa instituição pelo trabalho que desenvolve. Nós temos 18 anos de atuação no Bairro Renascer/Pedregal, atuando junto à crianças e adolescentes em vulnerabilidade social. Estamos muito felizes em termos sido agraciados pela Casa do Padeiro que fez toda a movimentação para que os pães pudessem chegar até o nosso público final, que são as crianças e jovens que fazem parte dos nossos projetos sociais. Esses pães servirão para que essas crianças possam se sentir motivadas a estarem envolvidas nesses projetos. Quando vem doações assim, a gente economiza no investimento que a gente faz no lanche e podemos renumerar profissionais para atuar nos projetos. (Jones Martinho, Jornalista e Gestor de Projetos)

 

Dia da Caridade

A data que celebra o altruísmo da nação brasileira foi instituída por meio da Lei 5.063, de 04 de julho de 1966, assinada pelo então presidente da República, Castello Branco. O Dia da Caridade tem por objetivo “difundir e incentivar a prática da solidariedade e do bom entendimento entre os homens”. Os Ministérios da Saúde, Educação e Cultura são responsáveis pelas organizações dos planos para as comemorações, “constando obrigatoriamente, sem prejuízo de outras iniciativas, de visitas a hospitais, casas de misericórdias, asilos, orfanatos, creches e presídios, e a todos os demais lugares onde a pobreza e a dor mais se façam sentir”.

 

“O dia da caridade é para despertar atitudes como esta e mobilizar a sociedade para fazer frente às mazelas sociais e não deixar apenas por conta do ente governo para resolver os problemas sociais. Todos nós vivemos em Comunidade e temos de fazer a nossa parte”, finaliza Jones Martinho.

 

Saiba mais:

A Lei do Dia da Caridade foi publicada no Diário Oficial da União – Seção 1 – 7/7/1966, Página 7451 (Publicação Original).

 

 

Confira as entidades que receberam doações da Casa do Padeiro:

 

 

 

*Esta matéria também possui informações e fotos da assessoria de imprensa da AMAD, Cafeína Conteúdos Inteligentes.

Ação Beneficente

Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá pede doações para bazar permanente e fraldas geriátricas para pacientes carentes atendidos pelo SUS.

Se a gente olhar com cuidado dentro do guarda-roupa e nas cômodas de casa é bem provável encontrar peças de roupas, calçados e acessórios que não são mais usados. O Blog da Bárbara Fontes faz um desafio para cada leitor e leitora dar uma geral e separar o que pode ser doado para instituições que organizam bazares beneficentes em prol de causas que salvam vidas. É o caso do Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá (HG) que possui um bazar permanente e precisa, urgentemente, de doações de calçados, roupas e acessórios (masculino, feminino e infantil) e brinquedos em bom estado.

No bazar são vendidos calçados, roupas e acessórios  e brinquedos. Segundo a coordenadora do Setor de Desenvolvimento Institucional, Herinéa Coleta, todo o valor arrecadado é revertido para custear despesas extras do hospital e qualquer pessoa ou empresa pode ajudar com doações. Antes de ir para o bazar, vários itens são doados para os pacientes carentes que chegam ao hospital sem nada, principalmente roupas de bebê.

Estamos com pouca mercadoria, o bazar é uma forma de ajudar tanto aos pacientes e acompanhantes quanto ao Hospital. A prestação de contas dos valores arrecadados e onde são investidos constam na prestação de contas anual e está disponível no site do Hospital no link Doações. Então pedimos à sociedade que nos ajude doando aquelas peças em bom estado e que não usam mais, não tenham dúvidas de que elas irão agradar e muito a outras pessoas, inclusive roupas de frio. Ajude-nos a ajudar”. (Herinéa Coleta)

Bazar

Doe o que não usa mais!

A sua contribuição deve ser entregue no Setor de Doações e Voluntariado do Hospital Geral, na Rua 13 de Junho, 2.101 – Centro Norte, de segunda à sexta-feira, das 08h às 11h30 e das 13h30 às 17h, telefone de contato (65) 3363-7108.

Contribua financeiramente!

Doações financeiras também podem ser feitas por pessoas físicas e jurídicas, que podem ser únicas ou regulares, diretamente na Instituição ou através de depósito ou transferência bancária na conta:

Banco Caixa Econômica Federal (CEF)

Agência: 2985. Operação: 003

Conta Corrente: 6000-0

CNPJ: 03.468.485/0001-30.

Associação de Proteção à Maternidade e a Infância de Cuiabá

Doações de fraldas geriátricas

O HG também pede doações de fraldas geriátricas para pacientes carentes atendidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde), especialmente aqueles internados em UTI. É importante ressaltar que as fraldas recebidas em doação são distribuídas de forma gratuita e usadas nos pacientes conforme suas necessidades.

Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá

A instituição conta com 234 leitos, sendo 18 leitos de Unidade de Terapia Intensiva Adulta e 16 leitos de UTI Neonatal, sendo que mais de 95% de todos os nossos atendimentos são destinados aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Possui Pronto Atendimento 24 horas em Obstetrícia e Cardiologia referenciada.

O atendimento médico e o hospitalar estão distribuídos em 04 andares, com 09 salas de Centro Cirúrgico, e diariamente com mais de 92% de ocupação dos seus leitos de enfermaria. São 602 colaboradores das mais diversas formações e 72 residentes distribuídos em programas de residência médica e multiprofissional.

*Esta matéria também tem informações da Assessoria de Imprensa do HG (Soraya Medeiros)

**Foto de capa: Fachada do Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá (HG): Soraya Medeiros