Rede Feminina MT

Entidade realiza almoço beneficente, neste domingo, em prol da construção da Casa de Apoio para pacientes em tratamento contra o câncer.

 

A Rede Feminina MT realiza mais uma ação social para manter o seu incansável trabalho no combate da doença que mais mata no mundo. É neste domingo, 31 de março, das 12h às 16h, no Buffet Leila Malouf, que acontece o almoço beneficente para arrecadar fundos para a construção da Casa de Apoio, anexo ao Hospital de Câncer de Mato Grosso (HCan), em Cuiabá.

Todos os anos, centenas que pessoas são obrigadas a deixarem os seus lares no interior do Estado para encarar um tratamento severo e geralmente longo.

 

A Casa de Apoio terá 20 leitos. O aterro e a terraplanagem do terreno já foram construídos, segundo Maria Carmem Volpato, presidente da Rede Feminina.

 

Sua ajuda é importante!

O convite para o almoço da Rede Feminina MT custa R$ 150,00 (adulto e para maiores de 13 anos). Crianças de 7 a 12 anos pagam meia (R$ 75,00). Crianças de até 6 anos não pagam.

 

IMG-20190329-WA0014.jpg

 

IMG-20190329-WA0005

 

Rede Feminina MT

Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer de Mama é uma entidade sem fins lucrativos, que atua há 30 anos na assistência ao paciente oncológico carente por meio da doação de alimentos, auxílio com exames, diagnóstico, internação, custeio de próteses dentárias, mamárias e bucomaxilofacial entre outros.

 

img-20181017-wa0016

Serviço

O que é: almoço beneficente da Rede Feminina MT

Quando: 31 de março (domingo)

Horário: das 12h às 16h

Onde: Buffet Leila Malouf

Convite: R$ 150,00 (adulto e para maiores de 13 anos).

Crianças de 7 a 12 anos pagam meia (R$ 75,00).

Crianças de até 6 anos não pagam.

Informações: (65) 9842.9090

Anúncios

Um dia de ‘Amor e Moda’

O evento, realizado no dia 27 de março, arrecadou fundos para ações sociais.

 

O evento beneficente ‘Amor e Moda’ foi um sucesso! Muito amor envolvido e a vontade de ajudar o próximo.

 

20190327_140242-1
Convidadas participaram de uma intervenção de moda na área externa do Ateliê Amor em Retalhos. Foto: Bárbara Fontes

 

‘Amor e Moda’ é uma realização das empresárias Isolda Risso, fundadora do Ateliê Amor em Retalhos, e Silvana Perazzoli, proprietária da grife Sil Perazzoli.

 

20190327_090850
Os convidados foram recebidos com um café da manhã, e no decorrer do dia foi servido um brunch. O buffet é da Tereza Bouret. Foto: Bárbara Fontes

 

20190327_190005
Mimos e presentes do Ateliê Amor em Retalhos

 

O evento, organizado pela empresária Zilda Carracedo, contou com as lindas parcerias da maquiadora Daniele Bee, do hair stylist Ivan Dinis e da chapeleira Soraia Mourão.

 

20190327_171816
Thaissa veste caftan produzida pelo Ateliê Amor em Retalhos. O adorno da cabeça foi desenhado e produzido especialmente para o evento pela chapeleira Soraia Mourão. Foto: Bárbara Fontes

 

O Ateliê Amor em Retalhos é um Projeto Social que faz parte das Obras Sociais Irmão Áureo. O posto assistencial se localiza no bairro Santa Laura.

 

 

 

Fotos: Cris Ávila, apresentadora do Programa Mães e Filhos (SBT), entrevista Silvana Perazzoli.

 

 

Fotos: a jornalista Mariza Bazo e a apresentadora Gisele Almeida também participaram da intervenção de moda.

 

 

Foto1: da esquerda para direita: a empresária Sara, Isolda Risso, a personal stylist e organizer – Liza Belegante, e Silvana Perazzoli. Na segunda foto, a conversa segue animada com a empresária Maria Flor.

 

 

Fotos: Bárbara Fontes

 

20190327_103346
Os caftans (ou kaftans) são produzidos pelo Ateliê Amor em Retalhos. Fotos Bárbara Fontes.

Fazer o BEM faz bem!

 

*As fotos desta matéria são de autoria de Bárbara Fontes para o Blog da Bárbara Fontes. Direitos Reservados.

 

Saiba mais:

Sobre o evento ‘Amor e Moda’:

Caftan

Sil Perazzoli

Sobre o Ateliê Amor em Retalhos:

Retalhos que transformam vidas

Sil Perazzoli

Conheça a grife que caminha bem com a Mãe Natureza

GrifeSilPerazzoli9
Silvana Perazzoli

Silvana Perazzoli era executiva de uma grande empresa do setor da Siderurgia. Ela vendia aço para o mundo todo. Após morar por três anos no México, Silvana volta para o Brasil e pede demissão após 26 anos na área para estar mais presente na vida do filho adolescente.  Por ser uma pessoa proativa, ficar em casa sem trabalhar não era uma opção e foi pesquisar novas oportunidades de negócio, e conheceu o mundo dos calçados e se apaixonou. Apesar da preocupação de pessoas próximas com a decisão de entrar para o ramo do mercado da moda que lhe era totalmente desconhecido, Silvana não desistiu e foi atrás de seu sonho: viajou para os lugares que produzem calçados, conheceu artesãos e fábricas de vários portes. Silvana foi se aprimorando no conhecimento, nas técnicas e nos processos que compõem a produção. Sobre a sua decisão de entrar para o mercado da moda, Silvana explica:

 

Na siderurgia foram anos de uma rotina super puxada de empresa, de viagens e eu queria trazer um pouco mais de leveza para a minha vida, e construir alguma coisa que fosse gostosa e que tivesse, ao mesmo tempo, a ver comigo. Eu disse para mim: eu quero fazer sapatos! No início muitas pessoas diziam: como assim fazer sapatos? Você nunca trabalhou com isso, sempre trabalhou em empresa. E eu respondia: Eu não vejo obstáculos quando a gente quer fazer alguma coisa e que você tem força de vontade para ir atrás. Foi o que eu fiz. Há quatro anos atrás, eu fui fazer cursos, eu fui entender de sapatos, de ergonomia, eu fui para o Sul. Já nesse período eu comecei a ver a complexidade de fazer sapatos no Brasil, fazer moda no Brasil, trabalhar com moda no Brasil. Por vários aspectos: primeiro pela falta de estrutura, pelas empresas que passaram por um período seríssimo de crise nos últimos anos, principalmente na cidade de São Paulo, muitas empresas de sapatos fecharam e ficaram alguns pequenos artesões e uns poucos produtores que são um pouco maiores e mais estruturados”.

Com o plano em ação, Silvana começa a montar a sua empresa e também a ajudar os pequenos artesãos com maquinários, insumos e toda a estrutura necessária para que eles pudessem produzir os calçados para ela, como também para outras empresas. Esse apoio foi fundamental para que os pequenos produtores continuassem a produzir e obter emprego e renda. Os calçados mais elaborados são produzidos por um produtor maior e geralmente sob encomenda. A primeira marca de calçados de Silvana foi em parceira com duas amigas, porém, a sociedade foi desfeita e ela teve de começar do zero. Há um ano criou e opera a marca Sil Perazzoli.

 

 

Fotos: calçados da grife Sil Perazzoli.

Mas não bastava fazer calçados diferentes e de forma mais personalizada, também era necessário agregar valores como trabalhar com fornecedores que valorizam os seus funcionários, e ser uma empresa que produz sem prejudicar o meio ambiente. A respeito da importância de produzir calçados biodegradáveis, Silva explica:

 

Eu comecei a pesquisa de materiais para produção de calçados e fiquei um pouco impressionada porque o mercado da moda anda despejando coisa sintética no mercado. O material sintético leva mil anos para se decompor, e eu queria um material mais amigável. Então decidi trabalhar com couro porque se decompõe e está dentro da cadeia alimentar, que vira comida, vira sapato e se decompõe com facilidade. Temos alguns calçados que a gente utiliza um pouco de material sintético, que é a borracha por ser antiderrapante, mas a representatividade sobre o calçado é muito baixa. Então todo o restante do sapato é degradável, ele se decompõe”.

Silvana Perazzoli é uma das idealizadoras do evento beneficente ‘Amor e Moda’, ao lado da empresária e fundadora do Ateliê Amor em Retalhos, Isolda Risso:

Eu fiz umas compras de produtos do Amor e Retalhos e não disse para a Isolda que os sapatos que ela havia comprado eram da minha marca. Ela me mandou, eu fiquei encantada quando recebi os produtos, eram realmente aquilo que eu via pela foto. Realmente tem um zelo muito grande. A embalagem dela, os detalhes de cada mimo, a gente vê que é feito com muito amor mesmo! E a gente foi se falando cada vez mais. E eu fui conhecendo o perfil da Isolda e percebendo algumas semelhanças com ela, através dos projetos que eu faço e como eu enxergo as pessoas trabalhando, e a Isolda tem essas coisinhas parecidas comigo, na forma de ensinar e de mostrar o que tem de ser feito. Umas das coisas que ela faz é ensinar a lavar a mão antes de mexer no tecido antes de começar o trabalho. E eu também tenho essas coisas. A pessoa tem de aprender direitinho desde o começo. E foi aí que a gente teve esse encontro gostoso.

 

Fotos: mimos do Ateliê Amor em Retalhos.

 

Silvana já esteve em Cuiabá e contou para o Blog a sua decisão de trazer a grife Sil Perazzolli para a capital de Mato Grosso que completa em 08 de abril, 300 anos:

 

Eu percebi que a mulher cuiabana gosta de se cuidar. Ela se abre para as coisas diferentes. É uma mulher dinâmica. Então eu quero começar por aí [Cuiabá] porque o nosso trabalho mais para frente será focado na personalização, onde a mulher pode participar na construção de um calçado, se ela quiser. Aquilo que no passado eu sempre tive vontade, em ter a minha identidade num sapato que eu estou usando, eu quero dar essa oportunidade para outras mulheres fazerem isso também.

 

 

O evento

O ‘Amor e Moda é destinado às pessoas com interesse em moda como roupas, calçados da grife Sil Perazzoli e acessórios, e também em mesa posta, roupa de mesa, roupas para vestir a casa, mimos e presentes. A ideia do nome ‘Amor e Moda’ é despertar o afeto entre as pessoas e o interesse em ajudar nas causas sociais.

 

 

Fotos: atividades realizadas pela entidade sem fins lucrativos ‘Obras Sociais Irmão Áureo’, em Cuiabá/MT. Na primeira foto, de chapéu vermelho, Isolda Risso, fundadora do Ateliê Amor em Retalhos.

 

No evento acontece na quarta-feira, 27, das 9h às 18h30, no Ateliê Amor em Retalhos, no Centro Histórico de Cuiabá. Haverá uma intervenção de moda – um desfile para uma amostra de caftan que o ateliê produz, das 12h às 15h. As modelos usarão na cabeça, peças desenvolvidas pela chapeleira Soraia Mourão’, e os calçados da grife Sil Perazzoli.

Serviço

Evento: Amor e Moda

Organização: Amor em Retalhos e Sil Perazzoli

Dia: 27 de março (quarta-feira)

Horário: das 9h às 18h30

Local: Ateliê Amor em Retalhos

Endereço: Rua Pedro Celestino, 91, Centro Histórico de Cuiabá

(Dentro do estacionamento Grams Park)

Acompanhe o Amor em Retalhos e Sil Perassoli nas redes sociais:

@amoremretalhos  //  @silperazzolli

Caftan

Conheça a peça de roupa que nunca sai da moda.

 

De origem turca, o caftan ou kaftan é usado desde a antiga Mesopotâmia. É uma túnica longa de tecido leve e de mangas compridas soltas. Por ser prática e acessível, o caftan é a peça de roupa utilizada por diversas culturas e se tornou ícone da moda contemporânea. O caftan é simples e chique ao mesmo tempo.

 

O sucesso e a longevidade da peça de roupa pode ser compreendida pelas palavras da empresária Isolda Risso, fundadora do Ateliê Amor em Retalhos:

O caftan é a peça mais democrática do guarda roupa feminino. Veste bem mulheres alta, mulheres de estatura mediana e a mignon. Dá um ar despojado usando rasteirinha ou de salto e com um acessório mais requintado ou uma encharpe. Você pode ir a qualquer evento e ficará elegante, além do indiscutível conforto.

 

IMG-20190322-WA0008
Isolda Risso veste um caftan maravilhoso

 

O caftan é uma das estrelas do evento beneficente ‘Amor e Moda’, que acontece nesta quarta-feira, 27, a partir das 9h, no Ateliê Amor em Retalhos, no Centro Histórico de Cuiabá.

 

O evento

O ‘Amor e Moda é destinado às pessoas com interesse em moda como roupas, calçados da grife Sil Perazzoli e acessórios, e também em mesa posta, roupa de mesa, roupas para vestir a casa, mimos e presentes.

 

O evento beneficente tem por objetivo apresentar para o público cuiabano a marca Perazzoli e mostrar as novidades produzidas pelo Ateliê Amor em Retalhos. Parte da venda dos produtos comercializados no evento será revertida para as obras sociais realizada pela Casa Irmão Áureo, o qual o Ateliê Amor em Retalhos faz parte.

 

Isolda Risso afirma que ‘haverá uma intervenção de moda, uma espécie de desfile para uma amostra de caftan que o ateliê produz. As modelos usarão na cabeça, peças desenvolvidas pela chapeleira Soraia Mourão’.

 

A ideia do nome ‘Amor e Moda’ vem de encontro com a proposta da idealizadora do Ateliê Amor em Retalhos, a empresária Isolda Risso, e da proprietária da grife Sil Perazzoli, Silvana Perazzoli, de realizarem uma ação que desperte o afeto entre as pessoas e o interesse em ajudar nas causas sociais.
A realização do ‘Amor e Moda’ também conta com parceiros importantes como a chapeleira Soraia Mourão, a maquiadora Daniela Bee e hair stylist Ivan Dinis. As modelos também abraçaram a causa e desfilarão como voluntárias.

 

A grife Sil Perazzoli trará para Cuiabá produtos de alta qualidade e com design diferenciado que respeitam o meio ambiente e promove a sustentabilidade. A respeito do interesse em divulgar a marca em Cuiabá, Silvana esclarece: ‘Eu conheço Cuiabá e tenho algumas amigas na cidade. Eu considero a mulher cuiabana a mais antenada de todas as outras cidades brasileiras que eu já fui. A cuiabana é diferente. Ela gosta de se vestir, gosta de se produzir e ela ousa. A mulher cuiabana gosta de pôr coisas diferentes’.

 

Parcerias unidas ao amor fraterno

Amor em Retalhos

IMG-20190317-WA0102.jpg

O Amor em Retalhos surgiu em julho de 2017, com a missão de capacitar mulheres em vulnerabilidade, assistidas pelas Obras Sociais Irmão Áureo, oferecendo a elas um oficio que permita se sustentar. Por meio das atividades realizadas pelo Amor em Retalhos, as mulheres enxergam a possibilidade de uma vida mais digna e da importância de ocuparem os seus espaços na sociedade. Isso permite a autoestima elevada e ao autoconhecimento. Obras Sociais Irmão Áureo é uma entidade civil sem fins lucrativos e o posto de assistência de Cuiabá está localizado no bairro Santa Laura e foi fundado pela senhora Angelina Marchetti e o senhor Luiz Vivan.

 

IMG-20190317-WA0079
Os fundadores do Posto Assistencial Irmã Áureo, em Cuiabá (MT): Angelina Marchetti e Luis Vivan

 

Localizada dentro do estacionamento Grams Park, no Centro Histórico de Cuiabá, os produtos comercializados no ateliê Amor em Retalhos são destinados a manutenção da obra social, como pagamentos de água, luz, alimentos, alguns medicamentos para as famílias, auxilio de material escolar para a evangelização. Segundo Isolda Risso, o espaço físico.do ateliê ‘tem despertado na sociedade o desejo de colaborar, de apoiar uma causa social, seja ela qual for, e mostrar que desejamos um mundo melhor, próspero, mais justo e também diminuir a desigualdade social.

 

 

Sil Perazzoli

Após trabalhar por 26 anos como executiva no setor da Siderurgia, Silvana Perazzoli decidiu ter o seu próprio negócio: produzir sapatos de alta qualidade, ergonomia correta, designers arrojados e feitos por artesãos. Além disso também queria que os seus sapatos fossem produzidos de forma personalizada, isto é, com a participação da cliente no processo de desenvolvimento. Assim nasceu a grife Sil Perazzolli.

 

IMG-20190317-WA0020
Silvana Perazzoli

 

A marca também tem um diferencial muito importante e pouco encontrado no mercado da moda: a preocupação ambiental e a sustentabilidade do produto desde a sua produção até o seu descarte. Sobre o seu engajamento na conservação ambiental, Silvana Perazzoli comenta:

Eu comecei a pesquisa de materiais para produção de calçados e fiquei um pouco impressionada porque o mercado da moda anda despejando coisa sintética no mercado. O material sintético leva mil anos para se decompor, e eu queria um material mais amigável. Então decidi trabalhar com couro porque se decompõe e está dentro da cadeia alimentar, que vira comida, vira sapato e se decompõe com facilidade. Temos alguns calçados que a gente utiliza um pouco de material sintético, que é a borracha por ser antiderrapante, mas a representatividade sobre o calçado é muito baixa. Então todo o restante do sapato é degradável, ele se decompõe.”

 

Soraia Mourão

Há 17 anos, Soraia Mourão, artista autodidata, cria peças conceituais e atemporais. Com olhar apurado e contemporâneo, ela busca aliar o bem-estar ao valor estético humano.

Realizou trabalhos em parceria com SISTEMA S e SEBRAE , participando de grandes feiras nacionais e internacionais. Em 2013 aprimorou o seu trabalho em chapeleira, compondo uma mistura de beleza e proteção, inovando nos suportes e transformando tecidos, couros, rendas, bordados e palhas em verdadeiras esculturas em forma de bolsas, colares, chapéus e outros objetos tridimensionais, utilizando-se do crochê, bordado e até recortes de obras de artistas regionais.

A grife Soraia Mourão Chapelaria traz o conceito de dar movimento à arte, por meio da conexão entre o objeto e o corpo daqueles que povoam o mundo com mais cor e proteção, por acreditarem na moda como a unificação entre saúde e bem-estar.

 

Serviço

Evento: Amor e Moda

Organização: Amor em Retalhos e Sil Perazzoli

Dia: 27 de março (quarta-feira)

Horário: das 9h às 18h30

Local: Ateliê Amor em Retalhos

Endereço: Rua Pedro Celestino, 91, Centro Histórico de Cuiabá

(Dentro do estacionamento Grams Park)

Acompanhe o Amor em Retalhos e Sil Perassoli nas redes sociais:

@amoremretalhos 

@silperazzolli

 

 

#ForçaAndréDLucca

O ator André D’Lucca recebe homenagem em evento a ser realizado pela classe artística mato-grossense.

 

Reportagem publicada em 13/03:

Artistas mato-grossenses se reuniram para ajudar o amigo André D’Lucca, que interpreta uma das personagens mais queridas do país, a Almerinda. Desde o dia 05 de março, o ator se encontra hospitalizado. Segundo a assessoria, familiares informaram que André teve uma melhora significativa nos últimos dias, porém, ainda necessita de cuidados médicos e deve seguir em tratamento. O Blog apurou que o ator, que saiu da UTI do PS, se encontra internado no hospital Júlio Müller, com quadro evolutivo estável.

 

O espetáculo #ForçaAndréDLucca acontece no domingo, 24 de março, a partir das 18h30, no Cine Teatro Cuiabá (CTC). A programação conta com apresentações de músicos, dançarinos, humoristas, intervenções teatrais, recitação de poesia e grafite. Também haverá uma exposição de obras que foram doadas por artistas plásticos que serão leiloadas. Segundo a assessoria, toda a renda arrecadada, tanto da bilheteria como em vendas de obras e camisetas, será revertida para custear o tratamento do ator.

 

O evento solidário conta com o apoio do grupo de teatro Cena Onze (que tem a direção de Flávio Ferreira), da equipe do Cine Teatro Cuiabá e da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (SECEL-MT), responsável pelo CTC.

 

A idealização

A ideia de realizar um evento em prol do ator surgiu após o encontro de amigos, familiares e fãs em frente ao Pronto Socorro de Cuiabá, onde André se encontrava na UTI. Eles oraram e prestaram homenagens durante toda a tarde de domingo (10). O músico Henrique Maluf, o idealizador e produtor do espetáculo #ForçaAndréDLucca, contou para o Blog da Bárbara Fontes sobre a sua amizade e parceria com André D’Lucca:

Eu conheci o André através do espetáculo chamado Foi um Liu que passou por nossas vidas. Eu fiz a direção musical para ele nessa peça há seis anos atrás. Foi quando a gente foi trabalhar junto e não paramos mais. Sempre que tenho apresentações com ele. Já montei várias direções musicais, já compus várias paródias e tem clipes nossos na internet. Já fiz muito produção musical para ele”

 

IMG-20190314-WA0000
André D’Lucca, como Almerinda, e o músico Henrique Maluf: amizade para toda a vida.

 

Sobre a importância de André D’Lucca para as Culturas Mato-grossense e nacional, Henrique Maluf disse:

André é a voz de muitas pessoas que não tem coragem de se posicionar em relação à política. Ele é a voz no mundo dos artistas. E são coisas que fecham portas quando se posiciona. André é uma pessoa que não trabalha com dinheiro público. Nesses últimos anos, eu desconheço o uso de dinheiro público nos trabalhos de André. Todas as produções dele são independentes. Ele tem uma produtora chamada D’Lucca Produções. André foi dirigido pelas atrizes Ingrid Guimarães e Heloísa Perissé, na peça Segredos de Almerinda, e Almerinda se tornou uma personagem icônica. Depois que ele postou nas redes sociais, antes de passar mal, que estava triste e que não iria mais falar de política, eu comentei com o pessoal que a voz que André vai ecoar por muito, muito tempo, mesmo que nunca mais ele fale sobre política. O que ele plantou até hoje é uma onda que vai ecoar por muito, muito tempo. O meu telefone não para de tocar, são muitos artistas querendo participar do evento, e infelizmente não dá para colocar todo mundo. Não dá para fazer um espetáculo de 10 horas dentro de um teatro, né? Mas já estamos pensando que teremos de fazer outro espetáculo em breve com os artistas que não puderam se apresentar no primeiro evento. Muita gente quer somar. Isso mostra a representatividade que André tem na Cultura. Ele me representa. Eu sempre falei isso.”

 

O Blog também conversou com Fabrício Carvalho, maestro da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT):

Minha participação será bem pontual no início do show. Fui convidado pelo Flávio Ferreira e pelo Henrique Maluf. Eles imaginaram que no Foyer, eu pudesse fazer algumas canções ao piano e que as pessoas cantassem juntas numa entrada no espetáculo. Vai ser simples mas feito com muito amor. Vai ser uma alegria. Vai ser uma surpresa boa para quem estiver chegando no espetáculo.”

 

Sobre a importância do evento no cenário cultural mato-grossense, Fabrício comenta que,

A importância desse espetáculo é tamanha de reunir todos esses nomes importantes da Cultura de Mato Grosso. Lembro do evento que fizemos em prol do Flor Ribeirinha, quando eles tiveram aquele acidente trágico indo para Diamantino. Então, eu acho muito rico essa oportunidade de colocar tanta gente importante no palco em prol de uma ação tão importante para o André. A importância para a Cultura nem se fala! Reunir toda essa galera num mesmo dia, não é todo dia!  É fundamental que as pessoas participem, que reconheçam a ação e que estejam lá para prestigiar os seus artistas favoritos. E ver todos esses artistas juntos. Isso é muito bacana. Não é todo dia que isto acontece! Então é importante que as pessoas participem e que comprem os ingressos, que contribuam financeiramente neste momento complexo do André. O André precisa disso porque ele trabalha com o corpo e com a energia vital dele, que agora precisa se recuperar. Ele não pode trabalhar e a gente precisa ajudar. Então é fundamental que as pessoas participem, partilhem, comprem os ingressos e que ajudem a divulgar. E que ajudem nesse momento importante da vida dele.”

 

Sobre a sua amizade com André D’Lucca, o maestro relembra:

Eu conheci André há muito tempo atrás. Sempre fui fã do trabalho dele e sempre acompanhei as obras dele, dede quando estreou ‘Segredos de Almerinda’, no Teatro da UFMT. Quando eu estava Pró-reitor de Cultura da UFMT, a gente se falou. Ele me atendeu num momento em que eu fiz uma ação para o Dia do Servidor. O André fez um espetáculo para os servidores da UFMT. A gente já partilhou o Teatro da universidade. Então a gente tem uma amizade e admiração recíproca muito forte. Eu me sinto muito honrado em ser amigo de André e poder participar desse momento muito bacana, de reconstrução deste momento dele. Estou muito feliz que ele está se recuperando e a gente vai fazer um super espetáculo, no dia 24. É importante que as pessoas estejam juntas para contribuir, colaborar e enaltecer tanto o trabalho de André quanto da Cultura de Mato Grosso.

 

97fb17b212e945ee4d0ec24d35bc20db
André D’Lucca fez os servidores da UFMT rirem muito na fesa do Dia do Servidor (outubro/2015).

 

Programação

O espetáculo irá reunir grandes nomes da classe artística que ocuparão espaços do Cine Teatro Cuiabá. No foyer do teatro, a premiada poetisa e imortal da Academia Mato-grossense de Letras, Luciene Carvalho, recitará poemas acompanhada do percursionista Mano Raul. Em seguida, no mesmo local, o maestro e gestor cultural Fabrício Carvalho fará uma apresentação ao piano.

 

O jornalista Elias Neto e o ator Thyago Mourão (premiado recentemente num festival de cinema na Índia, ao lado do ator Eduardo Butakka) serão os Mestres de Cerimônia das apresentações que acontecerão no palco principal do CTC.

 

Considerado o melhor grupo folclórico do mundo, Flor Ribeirinha será o primeiro a se apresentar. Em seguida, apresentam Penélope (personagem do ator Eduardo Butakka que está esta semana no Jogo de Panelas, do programa Mais Você, apresentado pela Ana Maria Braga, na Rede Globo), Sarah Mitch (que arrasou no programa Amor & Sexo, apresentado pela Fernanda Lima), Henrique Maluf, Ana Rafaela, Totó Bodega (personagem do ator Romeu Benedicto), Pescuma, Estela Ceregatti e John Stuart, Nico e Lau, Vera Capilé e Habel Dy Anjos. Para encerrar o espetáculo #ForçaAndréDLucca, uma apresentação de um coral de cantores de Cuiabá, sob a regência da maestrina Dorit Kolling, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

 

 

Leilão do Bem

Os artistas Babu 78, Adriano Ferreira, Jean Siqueira e a dupla Vera e Zuleika doaram obras que estarão expostas no dia do evento e que serão leiloadas posteriormente. Além do espetáculo e do leilão, fãs e admiradores do ator André D’Lucca também podem realizar doações por meio da vaquinha virtual que ajudará pagar as despesas médicas e dar suporte a André durante a sua recuperação. O ator é profissional autônomo e vive somente de sua arte. Toda ajuda é importante.

 

 

Serviço

Espetáculo #ForçaAndréDLucca

Data: 24 de março (domingo)

Horário: a partir das 18h30

Local: Cine Teatro Cuiabá (Av. Getúlio Vargas, 247 – Centro, Cuiabá)

Ingressos: R$ 40 inteira e R$ 20 meia

Contatos: (65) 2129-3848 ou (065) 9 8133-4559

 

Saiba mais:

Matéria do Blog ‘Viva André D’Lucca’ aqui.

Viva André D’Lucca!

Ator tem melhora no quadro clínico após orações realizadas no domingo.

A oração move montanhas! E será sempre a melhor forma de se conectar com Deus. Não importa a crença religiosa, tudo é válido quando as pessoas se unem para desejar o Bem. Assim foi no domingo, 10 de março, em frente ao Pronto Socorro de Cuiabá, o encontro que reuniu familiares, amigos e fãs do ator mato-grossense, André D’Lucca, 42 anos, que se encontrava em estado grave na UTI do PS, consequência de uma depressão profunda e desnutrição. Quem não pode estar presente, também tirou um tempinho para orar ou enviar boas vibrações ao criador da icônica personagem Almerinda.

10441354_552916274818125_5100199956606305144_n
Almerinda é a voz da população cuiabana

 

André foi avisado pela família do ato de amor fraterno que acontecia bem próximo dele. O ator que até então não reagia, sorriu e chorou. A partir daquele momento, renasceu. André voltou a conversar e a lutar pela vida. Os seus rins que seguiam para uma falência, voltam a funcionar. O fígado que também estava conprometido dá sinais de melhora.

 

Apesar da melhora no quadro clínico (está estável) André deve permancer na UTI, sem data para a sua transferência para um quarto.

 

 

Vaquinha Online

Antes de conseguir a transferência para o Pronto Socorro da capital de Mato Grosso, o ator André D’Lucca, que não possui plano de saúde, estava internado em um hospital particular.

 

A família se encarregou  de pagar as desespesas hospitalares, porém,  os amigos, sensíveis aos altos custos da internação e de medicação no hospital particular, e também preocupados com André, profissional autônomo, que irá precisar de um bom tempo para se recuperar e poder voltar aos palcos, criaram uma vaquinha online para arrecadar dinheiro para pagar todas as despesas. Qualquer valor é bem vindo. No final desta matéria tem o link para fazer a doação.

 

Meu amigo, meu irmão

30762920_1481547558621654_6893877591929782272_o
André no jardim de casa. Foto: acervo pessoal

Eu conheci André D’Lucca no início da década de 1990, quando participamos de uma oficina do grupo teatral Ânima, que era realizada no anfiteatro da antiga Escola Técnica Federal (hoje IFMT). Tanto eu quanto ele tivemos uma breve passagem por lá, porém, o suficiente para eu ter certeza absoluta de que ele seria um grande ator.

 

O anos se passaram e sempre nos reencontramos em momentos importantes por quais passávamos, seja na vida pessoal ou profissional. Lembro de quando ele me falou que iria morar em Portugal. Quando se mudou para o Rio de Janeiro e da sua alegria com o nascimento da única filha. Ele viu a minha filha Bianca crescer. Nós dois somos testemunhas dos altos e baixos das nossas carreiras e as alegrias e dissabores em nossas vidas pessoais.

 

André é uma pessoa generosa, e se colocou à disposição para fazer um espetáculo em prol de Jejé de Oyá, que também precisava de ajuda para custear o tratamento de saúde – infelizmente não deu tempo.

 

Era comum eu encontrar André nas ruas de Cuiabá e era tanta conversa gostosa que até nos esquecíamos das horas. Teve uma vez em que fui ver uma peça dele em São Paulo e foi uma festa o nosso reencontro, e até batemos pernas no Centrão da maior cidade da América Latina. Nossas conversas sempre eram profundas, sinceras e sempre a palavra ORAÇÃO aparecia. André é um homem sensível, verdadeiro e que acredita no poder da oração.

 

É um amigo e irmão que faz parte da minha vida. A nossa vida corrida do dia-a-dia nos afasta das pessoas que gostamos, porém, elas não saem dos nossos pensamentos. André é uma dessas pessoas em minha vida e sempre estará em minhas orações. Desejo que em breve tenhamos mais um  reencontro alegre, cheio de amor fraterno e com muitas novidades. Volte logo André! Sua família, amigos, fãs e suas plantinhas estão com saudades.

11040598_723899644386453_2108038572984096484_n

 

Saiba mais:

Vaquinha virtual em prol do ator André D’Lucca. Acesse aqui.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seja voluntário!

Hospital de Câncer de Mato Grosso realiza neste sábado (23), às 9h, o Treinamento de Voluntários.

Há várias formas de ajudar o próximo, como ser voluntário de uma instituição beneficente hospitalar, mas para isso não basta apenas ter boa vontade é preciso se preparar para ser o mais útil possível à quem está numa situação de fragilidade e lutando pela vida todos os dias. Ser voluntários é uma das causas mais bonitas que uma pessoa pode fazer: durante a vida: muito mais do que ajudar o próximo, também se ajuda a ser um ser humano melhor.

 

voluntario
Divulgação/Assessoria

Para quem sempre teve o desejo de trabalhar voluntariamente mas ainda não teve a oportunidade, acontece neste sábado, 23 de fevereiro, o Treinamento de Voluntários, organizado pelo Hospital de Câncer de Mato Grosso. O evento começa às 9h e termina às 10h30, no auditório da instituição e é destinado para maiores de idade e que tenha disponibilidade de tempo. Não precisa fazer inscrição, basta comparecer no local.

Segundo a assessoria de imprensa do HCMT, os participantes receberão orientações da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH). da Capelania e do setor de Voluntariado, que é coordenado por Cleuza Pereira. Para mais informações: (65) 99259.3002 // 3648.7560.

 

Hospital de Câncer de Mato Grosso

Fachada-atual-do-Hospital
Divulgação/Assessoria

 

O maior hospital especializado em tratamento oncológico do estado, fundado há 20 anos, conta com cerca de 458 funcionários diretos, um corpo clínico de 133 médicos e mais de 350 voluntários. Em 2018, cerca de 88 mil pacientes foram atendidos na instituição que também realiza trabalhos preventivos por meio da Campanha de Prevenção com atendimentos em 87 municípios do interior de Mato Grosso.

 

Saiba mais

Confira algumas matérias sobre o Hospital de Câncer de Mato no Blog da Bárbara Fontes:
Leilão do Bem aqui.
A fábrica de confetes coloridos aqui.