Pagamentos dos servidores

Atualizado: 11/02

Governo do Estado Mato Grosso paga nesta segunda até R$ 5.200,00, referente ao pagamento total ou parcial  da folha de pagamento do mês de janeiro dos servidores ativos, aposentados e pensionistas. A soma total dos depósitos chega a R$ 345 milhões*.

 

Os pagamentos favorecem 69% dos servidores ativos e 75% dos aposentados e pensionistas que recebem seus salários e proventos integralmente. Todos que recebem acima de cinco mil reais, devem aguardar mais dois pagamentos ainda este mês. A segunda parcela será paga nesta quinta-feira, 14, no valor de R$ 2.000,00. A última parcela será quitada no dia 25, para os servidores que recebem acima de R$7.000,00. Dessa forma, o governo liquida toda a folha de janeiro de 2019, sem deixar parcelas para o mês seguinte.

Segundo o secretário de Fazenda, Rogério Gallo,

estamos trabalhando muito fortemente para cumprir o calendário anunciado em todo início de mês e também para restabelecer o calendário de pagamento dos salários para o dia 10 e depois, com as medidas de reequilíbrio já surtindo efeitos, para dentro do mês trabalhado”.

 

 

Valores alterados

Desde dezembro do ano passado, muito se especulou sobre como seria o pagamento da folha de janeiro – a primeira do governo Mauro Mendes. Boatos de que não haveria pagamentos ou que se pagaria até R$ 3.000,00, deixou os servidores apavorados e enfurecidos contra o atual governo. O decreto de estado de calamidade financeira assinado pelo governador no início do ano contribuiu com a disseminação das fakes news. O Blog da Bárbara Fontes desde início buscou tranquilizar os servidores por meio de notícias checadas e verdadeiras, inclusive com as publicações de matérias sobre o decreto e os passos que a equipe de governo tomavam. A população precisa ser informada com dados precisos e não com especulações que podem gerar pânico e ódio gratuito contra servidores, sindicalistas e o próprio governo. A verdade é que estão todos no mesmo barco, a economia de Mato Grosso também é dependente da circulação do dinheiro que vem dos servidores, aposentados e pensionistas.

 

Para esclarecer a respeito da alteração dos valores (seria até cinco mil reais), a secretaria adjunta do Tesouro Nacional, Luciana Rosa ressaltou que foi

em razão da tarifa bancária de R$ 1,81, que é paga ao banco em cada pagamento enviado. Diante desse fato, baseando-se na disponibilidade de caixa existente, optou-se pelo valor de R$ 5.200,00 para a primeira parcela e mais R$ 2.000,00, na 2º parcela, com o intuito de diminuir o impacto decorrente da referida cobrança de tarifa bancária”.

 

 

13º parcelado

Segundo o governo de Mato Grosso, a segunda das quatro parcelas do 13º salário, referente ao ano de 2018 será paga no dia 28 de janeiro, para os servidores nascidos nos meses de novembro e dezembro, e os servidores comissionados não efetivos.

*matéria elaborada com informações da assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz/MT).

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Matéria publicada em 04/02:

O pagamento dos salários dos 90.092 servidores ativos, aposentados e pensionistas que estão na folha de JANEIRO/2019:

Dia 11/02

Será pago R$ 5.000,00 para todos os servidores ativos, aposentados e pensionistas.
Valor total pago: R$ 330.005.909,94, quitando 65% dos servidores.

Dia 14/02

Será pago mais R$ 1.800,00 para todos os servidores ativos, aposentados e pensionistas.
Valor total pago: R$ 59.268.056, quitando ao todo 75% dos servidores.

Dia 25/02

Serão pagos todos os demais servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem mais de R$ 6.800,00.
Valor total pago: R$ 59.268.056, quitando toda a folha de janeiro/2019.

&&&&&&&&&&

O Blog da Bárbara Fontes apurou neste domingo, 03 de fevereiro, a respeito do pagamento dos servidores públicos estaduais de Mato Grosso:

O valor ainda será definido numa reunião entre segunda (04) e terça (05), de acordo com a receita nos quatro primeiros dias do mês de fevereiro.

A equipe do governo Mauro Mendes trabalha para fechar o pagamento do máximo de servidores possíveis.

A crise em Mato Grosso iniciou no governo Pedro Taques e se agravou este ano, sob a gestão Mauro Mendes que decretou o Estado de Calamidade Financeira.

&&&&&&&&&&&&&

A primeira folha de pagamento, o governo nunca esquece.

Desde o dia 17 de janeiro, o Estado de Mato Grosso está sob o Decreto de Calamidade Financeira. Esse decreto foi dividido em dois documentos: um com os atos do governador Mauro Mendes, e publicado no Diário Oficial; e outro, encaminhado para Assembleia Legislativa (porque atinge a Lei de Responsabilidade Fiscal). Na noite do dia 24, os deputados aprovaram o decreto em sessão extraordinária no plenário da ALMT. Além do decreto, também foi aprovado o pacote de medidas que visam reequilibrar as contas públicas.

A sessão foi  tensa, em alguns momentos confusa para quem acompanhava pela TV Assembleia. No plenário havia centenas de servidores públicos (muitos acamparam na ALMT) que criticavam aos gritos, os deputados que aprovavam as Mensagens do Governador – principalmente quando foi votada a RGA – Revisão Geral Anual (o governo só vai pagar quando tiver dinheiro sobrando para isso). Sobre as empresas públicas, a Empaer se torna Instituto; e as demais têm um prazo de seis meses para convencer o governo de que conseguem enxugar os gastos com a folha de pagamento e de que são viáveis economicamente.

Para o Fórum Sindical, o pacote aprovado pelos deputados prejudica o servidor público – que é o maior patrimônio do Estado, afinal de contas, políticos são temporários em seus cargos!  É provável que em alguns dias seja anunciada uma paralisação geral.

Abaixo segue a matéria publicada no Blog, no dia 16/01/2019:

Em fevereiro, o governo do Estado de Mato Grosso paga a sua primeira folha de pagamento para os servidores ativos, inativos e pensionistas. Como já é de conhecimento geral, a administração pública vai de mal a pior, e após o mês de janeiro – que pagou a folha do mês de dezembro (o último pagamento do governo Taques), fica a dúvida de como será feito os repasses. Boa parte dos servidores estão endividados e com contas atrasadas – e como é de praxe, as contas do mês de janeiro são cruéis com os brasileiros trabalhadores. O mês de fevereiro vem na cola dando despesas com a volta da garotada às escolas.

Servidores inativos e pensionistas

Em relação aos servidores inativos e pensionistas, o governo não vai mexer na data de pagamento, isto é, continuam a receber todo o dia 10 de cada mês. Os que ganham acima de R$ 4 mil, o governo analisa junto à Sefaz se pagará integralmente ou escalonado. O Blog da Bárbara Fontes apurou que há intenção do governo pagar o valor integral, porém, tudo dependerá do fluxo de caixa para o mês de fevereiro.

Servidores ativos

O governo pagará os servidores ativos, que recebem acima de R$ 4 mil reais de forma escalonada. A Sefaz, por meio de uma projeção de fluxo de caixa (isso é detectado perto do dia 10 de cada mês), definirá como serão realizados os pagamentos mensalmente. Esses servidores podem receber mais do que esse valor na folha de janeiro, desde que haja fluxo de caixa para isso. Se o governo detectar que é possível pagar mais, a Sefaz comunicará com antecedência.

O governo entende que esse valor mínimo de quatro mil reais, que pode ser pago até o dia 10 de cada mês, pode ajudar sanar as despesas fixas mensais como água, luz, telefone, internet, cheque pré-datado e cartão de crédito. Isso é na visão do governo, cada servidor ativo sabe de suas contas mensais fixas. A questão é que a partir do escalonamento dos salários, um novo hábito de se gastar, parcelar ou financiar terá de ser adotado para que a saúde financeira do servidor (a) não acabe na ‘UTI’.

Estado de calamidade financeira

O governo está prestes a decretar o estado de calamidade financeira, e neste momento,  uma comitiva composta pelo governador, alguns secretários e deputados federais estão reunidos em Brasília, onde buscam soluções imediatas para a crise no estado. Se haverá ou não o decreto, tudo dependerá das negociações de hoje. Não havendo a necessidade de decreto, o governo segue com o plano de escalonamento das dívidas. Com o decreto assinado e publicado no Diário Oficial do Estado, uma série de medidas econômicas urgentes serão tomadas, independente se essas decisões ultrapassem os valores permitidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

A prioridade do governo é pagar os seus servidores, e o decreto de estado de calamidade financeira é para facilitar o acesso a créditos e não para moratória. No governo não se fala em mexer na questão dos salários.

A palavra CALAMIDADE é pesada e assusta quem lê – ainda mais quanto é associada a um decreto. Mas não é bem assim. A população precisa e deve se informar por meio de fontes de informações seguras – e não aquelas com notícias especulatórias que querem espalhar o medo. Quanto mais a população se informar, mais segura ela fica. Não espalhe Fake News!

Mais informações sobre o o possível estado de calamidade financeira aqui.

Leia também: O Decreto aqui.

Anúncios

Daquilo que eu sei

Quem sou eu?

 

Algumas décadas de vida

Duas e meia de profissão

Uma década e meia de maternidade

E uma alma milenar…

….

Eu já vi quase tudo

Ouvi muitas asneiras

E coisas sábias

Já senti coisa boa

E coisas não tão boas….

Já amei

Desamei

Quase desisti de amar

E Amei de novo

Quebrei a cara

Jurei que não amava mais

E amei de novo…

….

Na verdade,

Eu sou aprendiz da vida

Sobrevivente de tormentas e furacões

Testemunha da bonança que vem depois da tempestade

Sou colecionadora de pôr-do-sol

E de arco-íris

No fundo de meu “eu”

Sempre há uma luzinha acesa

Mesmo quando há cegueira

E tudo é tão escuro e frio

O jeito é respirar fundo

Enfrentar o luto

E ir à luta

Chorar é bom

Mas, bom mesmo

É ser feliz!

(Bárbara Fontes, Projeto de Poetisa/Dezembro de 2018)

 

♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣

Querido leitor (a) do Blog da Bárbara Fontes,

 

Sabe quando mudamos para melhor?

Quando decidimos mudar!

O medo de nada der certo (de novo) faz parte dos temores de quem quer mudar para melhor. Enfrente esse medo feroz que povoa a mente! Se chegamos até o século XXI é porque os nossos ancestrais enfrentaram feras, fome, frio, solidão, perseguição, decepção e a morte. Então, nós conseguiremos também!

 

Decidir mudar para melhor significa abdicar do que nos fez mal.

As pessoas mudam?

Acredito que sim, mas nós não precisamos pagar pra ver (de novo). Então, cabeça erguida e olhe para frente – mesmo que a tentação de olhar para trás seja grande. Assumir que a tentação existe é uma passo importante para enfrentá-la. Se o que deu errado no passado pode dar certo no futuro, só o PRESENTE dirá, mas não vamos pagar pra ver.

 

Flor_biancafontes

 

Vamos trabalhar em todos os sentidos da vida para pagar pra ver e ter uma vida melhor e feliz. Vamos pagar as dívidas dos boletos que aparecem todos os meses; vamos pagar para se divertir com os amigos; pagar aquela viagem tão sonhada; pagar aquele vinho delicioso e….quem sabe ao lado de uma companhia que não precisou pagar pra ver.

 

É muito, muito fácil alguém estar conosco nos momentos de fartura; difícil é continuar nos momentos de dificuldades. Difícil é receber o colo que necessitamos num momento crucial. Então, o primeiro passo para mudarmos para melhor é escolher quem estará em nossas vidas. Não precisamos de repetir erros. Não precisamos de mendigar amor e atenção. Não precisamos pagar pra ver o que não dá mais certo!

 

Esta é a última semana de 2018. Que ano difícil!!! Que ano mais triste, mais intolerante, mais tempestuoso.

2018 pode ser o ano em que as “máscaras caíram” e que saímos machucados e aterrorizados pelas verdades da vida.

2018 foi o grande ano também! Cheio de ensinamentos, cheio de “puxões de orelhas”. Foi o ano das verdadeiras amizades também – daquelas que nascem quando você menos imagina!!!

 

Gratidão 2018!!! Pelas lições que me ensinastes!

 

 

 

Como divulgar no BLOG?

Para divulgar eventos e ações (em qualquer lugar do Brasil) no Blog da Bárbara Fontes:
 
  • Precisa ser GRATUITO
  • Ou eventos que cobrem até 10 Reais
  • Ações beneficentes (com intuito de arrecadar fundos para Santa Casa, Hospital de Câncer e outras entidades SEM FINS LUCRATIVOS)
O Blog pode divulgar ações e eventos pagos desde que haja um acordo entre cliente e o comercial do Blog.
 
O Blog possui leitores engajados e é acessado diariamente em todo Brasil e alguns países.

Para mais informações, envio de sugestão de pauta, release, convite e proposta de parceria: blogdabarbarafontes@gmail.com

Cel: (65) 99237.4762 (Bárbara Fontes)
Para se manter, o Blog está com uma campanha “Amigos do Blog da Bárbara Fontes. Saiba mais aqui.

 

Eleições 2018

Neste domingo, eleitores podem votar em dois candidatos para Senador

Nas eleições deste ano há duas vagas para Senador (em 2014 foi uma vaga). O mandato dos senadores é de oito anos, e a cada eleição ocorre alteração da composição da Câmara do Senado, em Brasília, composta de 81 senadores. Este ano, candidatos de todo país disputam 54 vagas. Eleitores podem votar em dois candidatos ou votar em apenas um, porém NÃO pode votar duas vezes no mesmo candidato. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), quem tentar votar duas vezes no mesmo candidato, o segundo voto será anulado.

O direito de votar nas eleições é uma conquista da nação brasileira, que por décadas viveu sob o regime militar e não tinha o direito de votar (e nem de se expressar livremente!).  Hoje, eleitores podem decidir nas urnas quem serão os seus representantes, afinal, quem paga os salários e benefícios dos eleitos, é a própria nação.

UrnaEletronica_TSE_1
Reprodução: TSE

Neste domingo é tudo ou nada! Faça valer o seu voto! Vote para presidente do Brasil; para governador; para deputado estadual e deputado federal; e vote também em dois senadores.

Fim da propaganda eleitoral gratuita

Segundo Tribunal Superior Eleitoral, hoje, quinta-feira, 04 de setembro, termina a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão (Lei das Eleições, artigo 47). Também é o último dia para propaganda política em reuniões públicas ou comícios e utilização de aparelhagem de sonorização fixa, entre 8h e meia noite, com exceção do comício de encerramento da campanha, que pode se estender por mais duas horas. O prazo-limite para realização de debates no rádio e na televisão também termina hoje.

Sexta-feira é o último dia para a divulgação paga na imprensa escrita, de propaganda eleitoral e para a reprodução na internet, de jornal impresso. Quem violar as regras da Lei 9.504/1997 e do Código Eleitoral está cometendo crime eleitoral.

Esclareça todas as suas dúvidas nos sites abaixo:

TSE

Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997)

Código Eleitoral

Eleitores de Mato Grosso, acesse o site do TRE:

TRE-MT

*Gostou dessa matéria? O Blog da Bárbara Fontes é um site independente, com recursos próprios e precisa da sua ajuda. Seja um apoiador do blog! Saiba mais aqui.

CAMPANHA AMIGOS DO BLOG DA BÁRBARA FONTES

Blog da Bárbara Fontes propõe a pesquisa, elaboração e difusão de produção de conteúdo sobre diferentes temas.

 

Blog_estatisticasWP

As matérias, artigos e textos informativos são pautados e passam por pesquisas, apurações, checagens e revisões antes de serem publicados. As matérias do Blog batem recordes de acessos! Os leitores são de todas as partes do Brasil e também é acessado em vários países!

Blog Reconhecido!

ListaWP

O Blog da Bárbara Fontes utiliza recursos próprios para a produção de todo o conteúdo e manutenção do site. Além de exigir muito trabalho, há um custo mensal para que o blog continue no ar. Tendo em vista esta realidade, surgiu o AMIGOS DO BLOG!

 

Como fazer parte dos AMIGOS DO BLOG?

Basta colaborar nas campanhas do blog.

 

Receba uma FOTO-ART!

Ao colaborar com o blog, você receberá uma (01) FOTO-ART (tamanho 10×15), edição limitada “AMIGOS DO BLOG DA BÁRBARA FONTES”, numerada e assinada por Bárbara Fontes. É uma forma de agradecer o SEU APOIO! Com a sua ajuda será possível a manutenção do site e a produção de conteúdo do Blog.

CampanhaSetembroBlog1_Sino_bosque do alemão p&b
Foto-Art 01

 

CampanhaSetembroBlog2_bosque do alemão
Foto-Art 02

 

CampanhaSetembroBlog3_PordoSol
Foto-Art 03

 

CampanhaSetembroBlog4_VG
Foto-Art 04

 

CampanhaSetembroBlog5_Panamá
Foto-Art 05

 

Como colaborar com o BLOG DA BÁRBARA FONTES?

Você pode contribuir com R$ 50,00 (cinquenta reais), por meio de depósito ou transferência para:

 

Banco do Brasil

Agência: 2764-2

C/C: 72561-7

(Bianca de Aguiar Fontes)

 

Após o pagamento, envie um e-mail para: blogdabarbarafontes@gmail.com , anexando cópia do comprovante da transferência/depósito. Também envie os seguintes dados:

Nome Completo:

FOTO-ART que escolheu: ( )01; ( )02; ( )03; ( )04; ( )05

Endereço completo para o recebimento da FOTO ART, edição exclusiva.

OBS: o comprovante e os dados pessoais também podem ser enviados via WhatsApp:

(65) 99237.4762

O BLOG DA BÁRBARA agradece o apoio!

 

Bárbara Fontes

Cineasta/Jornalista

Editora do Blog da Bárbara Fontes

Aquiete, meu bem!

Tudo bem, meu bem
Aquiete seu coração
Amanhã, lindo dia será
O mal não há de perdurar
 
Coisas nascem, vivem e morrem
O céu nem sempre está azul
O sol, às vezes, não quer aparecer
Tempestades chegam e somem
 
Todo túnel tem um fim
A noite não é pra sempre
Aurora há de vir
Passarinhos passarão
 
Tudo bem, meu bem
Aquiete seu coração
Amanhã, um amor poderá chegar
A desilusão não há de perdurar
 
(Bárbara Fontes in Projeto de Poetisa – 02/09/2016)

Boas Vindas ao Blog!

Mesa_babi
Da minha mesa, eu vejo o mundo!

Que alegria! Um novo desafio se apresentou para mim num momento bem interessante: o desejo de continuar no jornalismo, porém, de uma forma independente. Assim, nasceu o Blog da Bárbara Fontes, que, além da produção de matérias e artigos, também, contempla outros segmentos profissionais onde eu atuo há décadas como o audiovisual/cinema e a fotografia. No campo da Literatura, aguardo a publicação do meu livro Projeto de Poetisa e, há alguns anos, trabalho numa obra ficcional. Nas artes plásticas, ainda sou aprendiz na técnica de Aquarela – um dia eu chego lá. O blog é um ótimo meio para unir todos essas áreas de interesse e, também, divulgar coisas bacanas que acontecem por aí, e noticiar, por meio de matérias jornalísticas, o que acontece no Brasil e no mundo.

O que é o bom jornalismo?

pexels-photo-877695.jpeg

É muito frustrante chegar a um certo tempo de carreira profissional e perceber que o trabalho do jornalista, que sempre foi árduo e com grande carga de responsabilidade, tem se tornado um “control C- control V” de matérias alheias (às vezes, mudando uma vírgula, uma palavrinha aqui e ali… affss!). Eu vivenciei isso recentemente e afirmo: É frustrante, é “broxante”! Absorver (ou plagiar) o trabalho que outro jornalista se dedicou em fazer, conseguiu o “furo jornalístico”, e publicou no veículo onde é pago para trabalhar – é injusto! Se o furo publicado for realmente de interesse coletivo, a fonte precisa ser creditada. E o jornalista da concorrência que corra atrás do seu furo ou dos desdobramentos que a notícia possa levar.

Atuar no Jornalismo nesses tempos onde a busca insana é por acessos à notícia (cliques, likes, etc) – custe o que custar – é um desafio enorme porque não compete apenas ao jornalista, envolve, também, o veículo de comunicação! Fazer o bom jornalismo é escrever os fatos sem a intenção de prejudicar algo ou alguém. A boa notícia não vê o “bem” ou o “mal” – o fato existe e precisa ser relatado. O bom jornalista não perde tempo “colando” a matéria da concorrência, porque vai apurar, pesquisar, ouvir as partes envolvidas e produzir um texto com sustentação (e isso não é vício jornalístico!! É trabalho correto e ético!). Se o jornalista não é autor matéria (ou do furo) do qual assina, isso precisa estar bem claro. O leitor não pode ser enganado.

Babi_SelfieNesses meus 20 e poucos anos de carreira, eu vi de quase tudo (quase, porque eu sei que ainda verei muita coisa nesta vida!), que me trouxeram experiências, senso crítico, reflexões e, sobretudo, o que não fazer na minha profissão (e na vida cotidiana). A cada decepção vivenciada é mais combustível para continuar a fazer o que eu penso ser o correto. Não sou conivente com aquilo que está errado ou que eu considero antiético ou desonesto.

Fazer o bom jornalismo dá trabalho. Não nasce pronto. Cada matéria é um “parto”. Cada notícia publicada gera responsabilidade com a sociedade. Quando eu escrevo sobre alguém, é um ser humano que está ali, que tem família e uma história de vida! Precisamos ser responsáveis quando decidimos escrever sobre pessoas. Precisamos ter segurança ao escrever sobre fatos. O factual é importante, mas quando é feito com base em especulações e plágios de trabalho de outros jornalistas (que apuraram e foram atrás da notícia) é muito perigoso e um passe livre para a decadência e descrédito.

Eu desejo que Blog da Bárbara Fontes seja um meio para as pessoas buscarem informações, se divertirem e sentirem bem para prosseguir na labuta do dia-a-dia. E , também, tem a missão de fazer o bom jornalismo. E para mim, missão dada é missão cumprida!

Namastê!

Bárbara