O grande chef

Em sua melhor fase profissional, Hugo Rodas, bate um papo bacana com o Blog da Bárbara Fontes.

HugoRodas_fotoMarcosLopes
Foto: Marcos Lopes

 

As aparências podem enganar quando uma pessoa aparece num programa de televisão de grande audiência e demonstra ser simpática, bem-humorada e do bem, mas não é na vida real e vem aquela decepção. No caso do chef de cozinha Hugo Rodas, nascido em Presidente Prudente, interior de São Paulo, e completará 33 anos no dia 23 de junho, a sua performance alegre, descontraída e bem-sucedida no reality show Fecha a Conta, quadro do programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga, na Rede Globo, diz muito da sua pessoa. É uma pessoa acessível e trata todos muito bem. Hugo venceu o desafio culinário que teve como ingrediente principal, o arroz, e trouxe para Cuiabá, sua terra adotiva, o troféu, muitos presentes, amigos novos no coração e uma nova bagagem de experiências.

 

 

 

HugoRodas_acervoFacebook
Acervo Pessoal

Formado em Gastronomia pela Universidade de Cuiabá (UNIC), o chef Hugo Rodas é idealizador do badalado Seu Majó, restaurante de comida contemporânea situado em Cuiabá, capital de Mato Grosso.  Por meio da gastronomia, Hugo pode conhecer o mundo e tirar o melhor proveito dele. No seu país preferido, a Itália, trabalhou em vários restaurantes premiados com muitas estrelas pelo Guia Michelin, onde aprendeu várias técnicas e encontrou referências que podem ser conferidas em seus pratos criativos. Hugo é um profissional que nunca para de estudar e de buscar novidades.

 

Hugo batizou o restaurante de Seu Majó em homenagem ao seu avô Belino. Indicado três vezes como melhor restaurante contemporâneo de Cuiabá, pela revista Veja Comer & Beber. Seu Majó é especializado em cozinha italiana com toques regionais e possui três unidades em Cuiabá: na rua 24 de Outubro, o primeiro restaurante; no Jardim das Américas; e no incrível Taste Lab do Shopping Estação Cuiabá.

 

Fecha a Conta

Um dos reality shows mais assistidos da televisão aberta brasileira, o Fecha a Conta reúne chefs profissionais que são desafiados a preparar pratos de acordo com o tema do programa (já teve sobre churrasco, massas, comida portuguesa, prato feito, pizza, comida mineira, comida de boteco e bolos). Durante seis dias, Hugo Rodas disputou com talentosos chefs de vários lugares do Brasil.

 

O programa dispõe para cada participante um crédito de R$ 20 mil que deve ser usado para comprar ingredientes no supermercado que está cheio de coisas gostosas. O desafio começa aí, porque cada chef precisa comprar de acordo com a tarefa do dia, não esquecer nenhum item que será usado na receita e não deve gastar além do necessário. Quanto mais caro for a conta final no supermercado, menos dinheiro terá. O vencedor do programa levará para casa o valor economizado. Hugo foi inteligente nas suas escolhas, apesar de sentir toda a tensão que o programa promove, na grande final recebeu um cheque de R$ 10.990,00 (dez mil e novecentos e noventa reais), um belo troféu e vários presentes úteis para quem gosta de cozinhar.

 

HugoRodas_FechaaConta_4_Easy-Resize.comHugoRodas_FechaaConta_6_Supermercado_Easy-Resize.comHugoRodas_FechaaConta_8_Easy-Resize.comHugoRodas_FechaaConta_9_Easy-Resize.comHugoRodas_FechaaConta_10_Easy-Resize.comHugoRodas_FechaaConta_5_Easy-Resize.com

Imagens: Reprodução/Rede Globo.

 

 

Conversa com o Blog

HugoRodas e Bárbara Fontes_Easy-Resize.com
Hugo Rodas e Bárbara Fontes.

 

O Blog da Bárbara Fontes bateu um papo com o chef Hugo Rodas durante a festa do Prêmio Veja Comer & Beber Cuiabá 2019:

 

 

 

Blog da Bárbara Fontes: A respeito do reality show Fecha a Conta, como foi a experiência? Achei que vocês estavam confinados.

Hugo Rodas: Na verdade, a gente gravou o programa antes. Só a final é ao vivo. (a grande final aconteceu nesta segunda-feira, 20/05).

 

Blog da Bárbara Fontes: Como é para você que há seis anos está à frente do Seu Majó, em Cuiabá, de repente ganha uma visibilidade nacional e fora do país por meio da Globo Internacional. Como você está assimilando tudo isso?

Hugo Rodas: É muito suor. Você também tem de ter talento, claro! E tem muita gente talentosa em Cuiabá. E também é um pouco de sorte de você está no lugar correto e isso é bem bacana. A questão da Globo Internacional é bem legal porque teve uma pessoa que me marcou (numa rede social) de Nova Iorque, até pensou que eu era cuiabano.  Eu não sou cuiabano, mas praticamente eu sou, eu me casei com uma cuiabana e moro aqui há 16 anos, metade da minha vida aqui. Até um casal amigo meu que mora em Roma, assistiu o programa e postou nas redes sociais.

 

Blog da Bárbara Fontes: Onde você nasceu?

Hugo Rodas: Sou de Presidente Prudente (interior de São Paulo).

 

 

Blog da Bárbara Fontes: Você teve uma participação muito elogiada no programa Fecha Conta, você já sente o feedback do público?

Hugo Rodas: Eu acho bem engraçado isso. Eu estava em outro evento antes de vir pra cá, uma pessoa que não conhecia disse: Oi Hugo, tudo bem? Posso tirar uma foto com você? É engraçado isso porque em dois dias, a pessoa é íntima sua e você não a conhece. É engraçado isso!

 

 

Blog da Bárbara Fontes: Você recebeu muitos elogios de chefs importantes, inclusive, teve um que disse que a sua comida “toca a alma”. E isso me emocionou.

Hugo Rodas: Se você se emocionou, imagine eu lá! Eu sou todo brincalhão e você precisa se segurar. E teve muitos episódios legais. Foi show!

 

 

Blog da Bárbara Fontes: Como era a rotina no programa?

Hugo Rodas: A gente chegava cedo, às seis da manhã para gravar, e eu não costumo acordar cedo e pra mim isso era um problema nas gravações. Mas foi bem legal. Nos primeiros dias foi das 8 da manhã até as 9 da noite. O que acontece: para criar um prato é fácil. Para um chef de cozinha que gosta de criação e tem criatividade é fácil criar um prato, porém, imagina você criar um prato com a Ana Maria falando, o Louro José do lado, câmara na sua nuca, câmera na sua frente e três minutos para fazer compras. Toda vez que eu terminava de gravar, eu falava: puxa, eu deveria ter feito outra coisa! Você tem sempre essa coisa de que poderia ter feito outra coisa. Durante a viagem para o Rio de Janeiro, eu fiz uma lista de tudo o que eu podia fazer de pratos diferentes meus e não fiz nenhum! (risos)

 

 

Blog da Bárbara Fontes: Hugo, você tem uma história com o Prêmio Veja Comer & Beber Cuiabá, que já está na terceira edição.

Hugo Rodas: Sim. Eu comecei com o Seu Majó há seis anos, e é o terceiro ano em que eu sou indicado ao prêmio e concorrendo com a Ariani Malouf, minha primeira chef e o meu primeiro contato que tive com restaurante e a gastronomia. Isso é bem bacana! (o prêmio de Melhor Chef foi para Carol Manhozo).

 

 

Blog da Bárbara Fontes: São três anos de indicações no Prêmio Veja Comer & Beber Cuiabá. Como você vê a sua evolução enquanto chef e também como pessoa nesses três anos?

Hugo Rodas: Eu acho que muda muito, ainda mais na parte de criatividade e nessa parte de estudo. Eu fiz um propósito de viajar todos os anos. Nos últimos dois, eu viajei sozinho. É claro que eu viajo de férias com a minha esposa, mas eu viajei sozinho para a Itália e trabalhei em restaurantes premiados com estrelas Michelin para pegar uma referência minha. Isso é muito importante. Trabalhei num restaurante situado à frente do Coliseu (Roma) e eu aprendi fermentação natural em pizzarias de Nápoles. Quando você viaja sozinho fica mais focado, aprende a língua na marra porque não falam português, você roda lá sozinho e observa as pessoas nas ruas.  Isso é bem legal. Eu fiz isso por dois anos seguidos, este ano não vou conseguir fazer, mas vou viajar de férias e sempre gosto de viajar para países que nunca viajei. O único país que fui nos últimos quatro anos é a Itália.

 

 *Foto de capa: final do Fecha Conta, programa Ana Maria Braga. Reprodução/Rede Globo.

*Esta reportagem tem informações da Pau & Prosa Comunicação.

 

 

Saiba mais no Blog:

3º Prêmio Veja Comer & Beber Cuiabá 2019, acesse aqui.

 

Anúncios

3º Prêmio Veja Comer & Beber Cuiabá

3ºEdição_PrêmioVejaComer&Beber_BárbaraFontes
Foto: Bárbara Fontes

O tempo passou tão depressa e, de repente, um ano havia se passado desde a última edição do Prêmio da revista Veja Comer & Beber Cuiabá. A terceira edição aconteceu no mês de maio (15), no Espaço Stelata, do Buffet Leila Malouf. É o mais importante prêmio de gastronomia do país, e pela segunda vez consecutiva, Cuiabá abre a temporada de premiações dos melhores endereços gastronômicos locais em três categorias: Comidinhas, Bar e Restaurante, além de delivery, voto do leitor e empreendedor Santander. Essas categorias foram definidas pela redação da revista Veja Comer & Beber, com sede na capital de São Paulo.

 

 

“Todo ano a gente procura olhar o que está acontecendo na cidade e mudar um pouco as categorias. A gente observa o movimento da cidade e na hora em que a gente decide quais prêmios a gente vai dar, olhamos para isso. A gente viu que apesar da crise, dos últimos meses difíceis, abriram muitos restaurantes, então a gente lançou a categoria “Novidade do Ano”, para privilegiar quem está se arriscando a investir num momento desses. Outra categoria nova que a gente fez e acho que é uma tendência mundial, “A Melhor Refeição Saudável”, não é necessariamente para um restaurante vegetariano ou vegano, mas para o estabelecimento que tenham opções para quem não quer comer carne ou que queira uma refeição com alimentos orgânicos”, disse Mônica Santos, editora da revista Veja Comer & Beber e coordenadora do prêmio, para o Blog da Bárbara Fontes.

 

 

Foi uma noite de muitas torcidas e emoções que premiou nomes consagrados como o Mahalo e Haru, e estabelecimentos que foram indicados pela primeira vez, como o Serra Grande – A Casa da Cerveja. O Mahalo Cozinha Criativa, que tem à frente a chef Ariani Malouf, venceu pelo terceiro ano consecutivo (já pode pedir música para o Fantástico!) o prêmio Veja Comer & Beber nas categorias “Melhor Restaurante da Cidade” e “Melhor Variado/Contemporâneo’.

 

 

3ºEdição_PrêmioVejaComer&Beber3_BárbaraFontes
Foto: Bárbara Fontes

Cuiabá não deixa nada a desejar em relação aos grandes centros gastronômicos, há estabelecimentos que merecem muitas estrelas Michelin (é considerado o guia mais respeitado do mundo  e premia os melhores restaurantes, classificando-os com estrelas – de 1 a 3.*). A capital de Mato Grosso completou 300 anos em 8 de abril e possui diversidade gastronômica que vai da peixada mais tradicional do São Gonçalo Beira-Rio (onde nasceu Cuiabá) aos restaurantes contemporâneos – aqueles que servem comidas que assistimos no Masterchef e outros reality shows de culinária. Cuiabá tem comida, salgados, bebidas, doces, carnes vermelhas e brancas, frutos do mar, vegetarianos e veganos para todos os gostos e bolsos.

 

Como funciona a premiação

O júri é composto por artistas, esportistas, profissionais da comunicação e do cinema, professores de Gastronomia; servidores públicos e profissionais liberais que moram em Cuiabá, num total de 29 pessoas. Eles elegeram os melhores Bares, Restaurante e Comidinhas. Então, os resultados são tabulados em ordem decrescente: os jurados escolheram os três melhores em cada uma das categorias. Com essas informações, a redação da revista Veja Comer & Beber atribui uma pontuação a cada uma das posições, sendo: 5 pontos para o 1º colocado; 2 pontos para o 2º; e 1 ponto para o 3º colocado. “A soma dos pontos determinou os três primeiros lugares” (revista Veja Comer & Beber Cuiabá 2019, página 8).

 

Para eliminar os empates, a redação teve como critério inicial, o número de menções na tabela do juri, sendo assim, o vencedor é aquele que foi citado por mais pessoas do juri. Se os empates permanecem, a próxima solução é levar em conta a posição na tabela – quantas vezes o estabelecimento ficou em primeiro, segundo ou terceiro lugar. Caso os empates continuam, a última solução é o voto de minerva dado pela equipe da revista Veja, apoiada em avaliações in loco.

 

Como acontece todos os anos, o banco Santander elege o “Empreendedor do Ano”. Este ano foram inseridos mais duas votações: a online (voto do leitor) e a de “Melhores Serviços de Delivery (categorias Comida Brasileira; Pizzaria e Hambúrguer) patrocinado pelo Ifood”.

 

 

 

Novos indicados ao prêmio

Um dos meus locais favoritos em Cuiabá, o Gabinete Antes do Café foi um dos indicados na categoria. O Gabinete é um lugar aconchegante que reúne boa comida, bebidas, sobremesas, música, brechó, sebo e uma decoração linda! É tudo de um bom gosto. Na noite de premiação, o Blog da Bárbara Fontes conversou com as proprietárias Soraia Morão (mãe do querido ator Thyago Mourão) e Juliana Albernaz:

 

 

WhatsApp Image 2019-05-16 at 4.33.11 PM
Foto: Helder Faria

“Foi uma surpresa porque a gente faz as coisas tão sem pretensão de nada e a gente nem sabe da repercussão que a gente tem. Então foi uma surpresa”, disse Soraia. “O fato da gente ser indicado já é um prêmio pra gente. Estamos muito felizes”, afirma Juliana Albernaz que também complementa “A ideia do Gabinete Antes do Café é que a casa é sua”.

 

 

 

O Melhor Bolinho de arroz: “É o Amor!”

Não foi novidade para os convidados que acompanharam a premiação, quando o jornalista e apresentador do SBT, Daniel Adjuto chamou ao palco a dona Eulália para receber o prêmio de “Melhor Bolinho de Arroz de Cuiabá”. É a terceira vez consecutiva que o estabelecimento “Eulália e Família” recebe o prêmio Veja Comer & Beber Cuiabá. Muito emocionada, a mais famosa quituteira de Cuiabá repetiu no palco o que alguns minutos antes ela havia me dito: “É muita Emoção!”. Quando Daniel perguntou sobre o segredo da receita, ela humildemente respondeu “É amor!”. O “Eulália & Família” é um local que deve ser ponto obrigatório para quem for visitar Cuiabá e para quem sai da primeira missa (às 4h30) na Igreja do Rosário e São Benedito.

 

veja-6
Foto: Helder Faria

 

Dona Eulália é uma fofura de senhorinha de 85 anos que dedicou a sua vida aos quitutes tradicionais cuiabanos. Eu frequento o estabelecimento desde quando dona Eulália acordava às 4 da manhã para colocar a mão na massa. Em 2008, eu estive no “Eulália & Família” bem cedinho com uma equipe de filmagem para a gravação de um documentário sobre a Cultura e Turismo de Mato Grosso, e dona Eulália estava à frente do forno quente. Quando terminamos, ela preparou um pacote com pães de queijo, francisquitos (feito de polvilho) e bolinhos de arroz e me entregou. Eu perguntei quanto custava e ela me respondeu que não custava nada e que ficou preocupada com a equipe – que ainda tinha o dia todo para filmar em outras locações – e preparou os quitutes para nós. Ela também nos disse que era uma forma de nos agradecer. A equipe ficou emocionada com carinho e preocupação, e a honra de estar com ela foi toda nossa!

 

 

 

Chef celebridade

Indicado pela terceira vez como “Melhor Chef”, Hugo Rodas experimentou algo diferente nesta terceira edição do prêmio Veja Comer & Beber Cuiabá: a sua chegada e permanência na premiação foi notada por muitos convidados. Alguns se aproximaram para cumprimentá-lo, outros queria conversar e também tirar fotos. O motivo de tanto assédio é que Hugo é participante do reality Show “Fecha a Conta”, do programa Mais Você, da Ana Maria Braga.

 

Muito simpático e acessível, Hugo conversou com o Blog da Bárbara Fontes sobre a sua carreira como chef de cozinha, proprietário do badalado restaurante Seu Majó e também sobre a sua participação no Fecha a Conta, o qual foi vencedor.

 

 

 

Confira os finalistas e os vencedores (em negrito):

 

COMIDINHAS

O Melhor bolinho de Arroz: Chá com Bolo Cuiabano Tia Fran; Eulália e Família; Bolo de Arroz & Companhia

O Melhor Café: Amado Grão; Café & Prosa; Gabinete antes do Café

A Melhor Doceria: Fábula Doces; Magrello; Simone Klauk Pátisserie

O Melhor Háburguer: Cozinha dos Fundos; Jymmy Burguer; Rock Burguer

A Melhor Padaria: Bakehouse 44; Sorella; Studio do Pão

O Melhor Sorvete: Alaska; Matteo Gelato Criativo; Nevaska

 

 

BARES

O Melhor Boteco: Bar do Edgare; Bar do Jarbas; Fundo de Quintal

A Melhor Carta de Cervejas: Hookerz; Serra Grande A Casa da Cerveja; Sumérios Templo Cervejeiro

O Melhor Gastrobar: Mezada Baricoz; Talavera Bar e Restaurante; Varadero Bar e Restô

A Melhor Happy Hour: Armazém Mamur; Bar das Águas; Ditado Popular

O Melhor Bar para Ir a Dois: Porão Parrilla y Tragos; Talavera Bar e Restaurante; Varadero Bar e Restô

 

 

RESTAURANTES

A Melhor Carne: Açougue 154; Grand Toro Steakhouse; Meat’s Grill

O Melhor Japonês: Haru Oriental; Japô Casa; Santô Oriental

A Melhor Pizzaria: Gato Mia Pizzaria; Padrino; Santa Oliva Pizza Restô

A Melhor Receita de Pintado: Lélis Peixaria; Mirante das Águas; Restaurante e Peixaria Okada

A Melhor Refeição Saudável: Arado Natural; Body Chef; Raposa Vegana

O Melhor Variado/ Contemporâneo: Flor Negra; Mahalo; Seu Majó

Novidade do Ano: Arado Natural; Coco Bambu; Outback

O Melhor da Chapada dos Guimarães: Atmã; Bistrô da Mata; Pomodori

 

 

O Melhor dos Melhores!

 

comer e beber-136
Mahalo é eleito “O Melhor Restaurante da Cidade” e Ariani Malouf agradece. Foto: Helder Faria.

 

 

 

veja-17
A editora da revista Veja Comer & Beber, com Carol Manhozo, eleita a chef do Ano. Foto: Helder Faria.

 

 

O Melhor Restaurante da Cidade: Flor Negra; Haru Cozinha Oriental; Mahalo

Chef do Ano: Ariani Malouf (Mahalo); Carol Manhozo (Flor Negra); Hugo Rodas (Seu Majó)

Chef Revelação: Nilvo Salvatori (Santô Oriental); Phellipe Jacob (Roostic); Silvério Cerqueira (Avec)

 

 

 

Informações adicionais

*Guia Michelin via Wikipédia.

**Esta reportagem também tem informações obtidas pela Assessoria de Imprensa Pau & Prosa, que também gentilmente forneceu fotos.

**Foto de capa: os vencedores da 3º edição do Prêmio Veja Comer & Beber Cuiabá. Crédito: Helder Faria/Pau E Prosa Comunicação.

 

 

 

Saiba mais:

Qual é o melhor bolinho de arroz de Cuiabá?, acesse aqui.

Os melhores de Cuiabá (2º edição do prêmio Veja Comer & Beber), acesse aqui.

O Blog experimentou (Outback Cuiabá), acesse aqui.

Site da revista Veja Comer & Beber, acesse aqui.

 

 

O BLOG DA BÁRBARA FONTES é um site independente e se mantém por meio de recursos próprios e doações dos leitores. Saiba mais:

Campanha “AMIGOS DO BLOG”, acesse aqui e colabore

 

 

 

ATENÇÃO

As matérias, reportagens e qualquer outro conteúdo produzido possuem direitos autorais, isto é, exclusivo do Blog da Bárbara Fontes e foi pesquisada, apurada, escrita e publicada por sua editora, Bárbara Fontes. Cada pauta tem um custo e exige muito trabalho para fazer! O plágio é uma atitude covarde e que não deve ser tolerada. Portanto a autora NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em outros sites, blogs e plataformas (qualquer uso na internet). Também NÃO AUTORIZA a reprodução/veiculação em veículos de comunicação (TV, emissoras de rádio e qualquer meio impresso). Plágio é crime!