Centenário do IHGMT

A instituição que guarda a memória de Mato Grosso completa 100 anos hoje.

O Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso tem em seu acervo de valor incalculável, documentos que registram os passos da região do Centro-Oeste mais bem documentada do país.

Quando os bandeirantes adentraram na selva já possuíam informações sobre os bravos e fortes guerreiros indígenas que reinavam essas paragens que hoje abriga o celeiro do Brasil – eles eram mercadoria de grande valor na época.

E o ouro? As monções paulistanas não vieram atrás de ouro – Mato Grosso jamais seria descoberto se os bandeirantes não tivessem a certeza de que a região fosse ‘rica’ em…índios!

Depois da fundação do primeiro povoado de São Gonçalo – aí sim por causa do ouro -, os bandeirantes lutavam contra os índios (a dizimação continuou) para a ocupação de novos territórios auríferos. Assim sugiram os povoados do Coxipó do Ouro, do Sutil, a ocupação do que é hoje o Centro Histórico de Cuiabá, entre outros locais importantes para a lenta urbanização da cidade.

Em 17 de agosto de 1818, Cuiabá recebeu o status de cidade. Em 28 de agosto de 1835, Cuiabá “passa a perna” em Vila Bela da Santíssima Trindade (que foi arquitetada em Lisboa para ser o centro do poder), e se torna a capital do estado de Mato Grosso.

Muitas “águas rolaram” e uma Guerra terrível marcou a vida dos moradores de Mato Grosso: A Guerra da Tríplice Aliança ou a Guerra do Paraguai. Tudo sobre essa carnificina surgida da loucura do presidente paraguaio Solano Lópes está documentada (inclusive há fotografias!!). Atualmente, essa parte da história do Brasil passa por uma revisão por um grupo de historiadores.

Os registros históricos acima são uma pequena parcela da magnitude do acervo do IHGMT, criado em 01 de janeiro de 1920, porém, as atividades de seus primeiros membros começaram em 8 de abril, quando Cuiabá completou 200 anos. A instituição é presidida pela historiadora e professora, Elizabeth Madureira Siqueira.

O IHGMT tem importante papel também nas pesquisas relacionadas à História, Geografia, Literatura e Cultura Popular. Por meio de sua revista, tudo o que era descoberto – seja um documento antigo encontrado ou o resultado de uma viagem científica ao interior do estado – era publicado na íntegra. É maravilhoso ler essas publicações até hoje!

 

Cuiabá 300 anos

Segundo informações obtidas no site do IHGMT:

Para comemorar condignamente o centenário da Instituição, o IHGMT projetou diversas ações, como a confecção de um Álbum Histórico, de uma Cápsula do Tempo, na qual será depositada uma amostragem da instituição nos seus primeiros 100 anos, a outorga de um Troféu para agraciar os colaboradores, organização da um Curso de História e Geografia de Mato Grosso, a ser desenvolvido no primeiro semestre de 2019, e a instituição de um Colar Centenário.”

Site novo

Qualquer pessoa pode ter acesso às revistas e tomar conhecimento das atividades do IHGMT. Não precisa se deslocar até à sua sede, na Casa Barão de Melgaço, no Centro Histórico de Cuiabá, basta acessar o site e se preparar para uma viagem incrível!

 

Saiba mais:

Acesse o site IHGMT aqui.

Anúncios

IHGMT está com novo site

Fundado em 01 de janeiro de 1919 – ano do bicentenário de Cuiabá – numa solenidade no Palácio da Instrução, o Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso (IHGMT) guarda relíquias da memória do Estado.

A instituição que completa 100 anos é presidida pela historiadora e professora, Elizabeth Madureira Siqueira, e possui um acervo de valor incalculável que está disponível para pesquisas na sede ou em qualquer lugar do mundo. Documentos, registros, atas, livros, fotos vídeos podem ser acessados pelo novo site do IHGMT, lançado na manhã do dia 19 de novembro, na Casa Barão de Melgaço, no Centro Histórico de Cuiabá.

O site possui um layout bonito e de fácil acesso. É uma ferramenta preciosa para historiadores, pesquisadores, alunos e interessados na história de Mato Grosso – que desde a sua descoberta pelos bandeirantes foi toda documentada. Muitas famílias de intelectuais falecidos têm doado acervos para o IHGMT.

 

IHGMT_site2

IHGMT recebe novos sócios

O Instituto conta agora com mais seis Sócios Efetivos, selecionados por Edital em dois certames: avaliação curricular e entrevista. A solenidade de posse ocorreu no dia 16 de dezembro, na Casa Barão de Melgaço.

novos_socios_01_IHGMT
O Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso recebe os novos sócios efetivos. Reprodução/site IHGMT

Os selecionados são referências importantes nas áreas em que atuam. Também possuem uma rica produção literária, e muitos contribuem no jornalismo por meio de artigos. Confira abaixo os novos Sócios Efetivos:

 

Área da Geografia:

Flávio Gatti – doutor em Geografia Humana, professor universitário e escritor.

 

Área da História:

Neila Maria de Souza Barreto – Mestre em História, jornalista e escritora.

Renilson Rosa Ribeiro – Doutor em História, escritor.

Francisco Ildefondo da Silva Campos – Mestre em Agricultura Tropical e escritor.

 

Área da Cultural e Literária:

Eduardo Mahon – advogado e escritor.

 

Área do Turismo e Meio Ambiente:

Oriana Paes de Barros – Procuradora Federal aposentada e escreve artigos para a imprensa de Cuiabá.

 

Saiba mais:

Conheça o site IHGMT aqui.