Edital “Mais Médicos” – Atualizado

Chamada para médicos brasileiros formados no exterior.

 

Mais uma tentativa do Ministério da Saúde para mobilizar médicos a atuarem nos rincões do país por meio do Programa Mais Médicos acontece entre os dias 23 e 24 de janeiro.

 

As vagas que não forem preenchidas serão disponibilizadas para médicos estrangeiros, entre os dias 30 e 31 de janeiro.

 

 

Ministério da Saúde divulga Balanço

Mais de 10 mil médicos se inscreveram em dezembro de 2018, no programa que visa o atendimento na Saúde Básica para cerca de 63 milhões de brasileiros, em 4 mil municípios e 34 DSEIs, porém, a totalidade das vagas (18.240) não foram preenchidas até hoje.

Segundo Balanço apresentado pelo Ministério da Saúde na terça-feira passada (15), 82% das vagas do Programa Mais Médicos foram preenchidas. Na última chamada, realizada em janeiro, dos 1.707 profissionais inscritos, 1.089 compareceram aos locais escolhidos e estão validados pelos gestores municipais.

 

 

Distribuição de vagas por Estado:

maismedicos_balanço_15janeiro

maismedicos_balanço_15janeiro_2
Reprodução/Balanço do Programa Mais Médicos-Ministério da Saúde

 

Cronograma das Próximas Etapas

maismedicos_cronograma_15janeiro

 

Resumo da saga do Programa Mais Médicos

 

MaisMedicos_MinisteriodaSaude

Cadê os médicos?

Mais uma chamada do edital do Programa Mais Médicos (encerrada no dia 10/01) foi realizada e, mais uma vez, poucos profissionais com registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) se apresentaram nos municípios.  Segundo informações do Ministério da Saúde, a exigência da permanência dos médicos no locais mais distantes do país pode ter desestimulado o interesse.O governo federal estuda formas mais flexíveis para incentivar a ida de médicos para os rincões do Brasil, onde há populações carentes de assistência médica.

O programa de saúde básica oferece 8.517 vagas em 2.824 municípios e 34 distritos sanitários especiais indígenas. O salário bruto é de R$ 11.865,60 (e há muitos benefícios).

Em Mato Grosso, segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde (SES), 65 vagas foram disponibilizadas, e somente 10 foram preenchidas, isto é homologadas pelo Ministério da Saúde. Confira abaixo, a relação dos municípios que receberam médicos do programa federal:

*Água Boa
*Nova Brasilândia
*Nortelandia
*Pontes e Lacerda
*Canarana
*DSEI (Distritos Sanitários Especiais Indígenas) Cuiabá                                                      *DSEI Xingu
*Nova Canãa do Norte
*Vila Bela da Santíssima Trindade
*Tangará da Serra

Próxima chamada 

Está previsto uma nova chamada para profissionais brasileiros formados no exterior, entre os dias 23 e 24 de janeiro. Para o ingresso de médicos estrangeiros, entre os dias 30 e 31 de janeiro, o sistema estará disponível para optarem pelas localidades com vagas em aberto.

O Mais Médicos, por meio do Ministério da Saúde, recebeu 10.205 inscrições de profissionais brasileiros e estrangeiros formados no exterior (sem registro no Brasil) que desejam entrar para o Programa. O prazo para o envio da documentação dos profissionais encerrou em dezembro de 2018 e estão em análise pela pasta.

 

O edital

O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES/MS) realizou um chamamento público de médicos formados no Brasil ou com diploma revalidado no país para adesão ao Programa de Provisão de Médicos do Ministério da Saúde – Projeto Mais Médicos para o Brasil. O objetivo é suprir as vagas no Sistema de Saúde Único (SUS) que ficaram ociosas por conta da saída do governo cubano do convênio (via Opas).

Programa Mais Médicos

O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES/MS) realizou um chamamento público de médicos formados no Brasil ou com diploma revalidado no país para adesão ao Programa de Provisão de Médicos do Ministério da Saúde – Projeto Mais Médicos para o Brasil. O objetivo é suprir as vagas no Sistema de Saúde Único (SUS) que ficaram ociosas por conta da saída do governo cubano do convênio (via Opas). São oferecidas 8.517 vagas em 2.824 municípios e 34 distritos sanitários especiais indígenas. O salário bruto é de R$ 11.865,60.

 

Janeiro de 2019 – Chamada para Médicos com CRM

Desde o dia 07/01, médicos com registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) no Brasil que se inscreveram na segunda chamada do edital do Programa Mais Médicos, devem se apresentar até o dia 10 de janeiro, nos municípios e ocuparem os seus novos postos.

Segundo o Ministério da Saúde, a etapa contou com 2.549 vagas em 1.197 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). Ao todo, 1.707 profissionais com registro brasileiro escolheram localidades. Os médicos que não comparecerem nos municípios até esta data limite, perderão as vagas.

Dezembro de 2018 – Ataque cibernético

Infelizmente a maldade e a covardia andam soltas neste país! O Ministério da Saúde (MS) comunicou que houve ataques cibernéticos desde o momento da abertura do sistema para inscrições dos médicos. Mesmo sob ataques, o sistema conseguiu contabilizar 3.336 inscrições nas primeiras três horas da abertura do sistema. O Departamento de Informática do SUS (DATASUS/SE/MS) realiza uma série de ações para isolar a aplicação dos ataques, manter a estabilidade e perfomance do site do MS. A orientação é para que os interessados que não conseguem acessar o site (ou o sistema de inscrição) devem insistir na tentativa de acesso. Para produzir esta matéria, o Blog da Bárbara Fontes também teve dificuldades em acessar o site e ao sistema, e foram várias tentativas até conseguir.  Dias depois, o sistema se normalizou.

 

 

Novembro – Valeu médicos cubanos!

No final de novembro de 2018, os médicos cubanos do “Programa Mais Médicos” foram obrigados a se retirarem do país por ordem do governo de Cuba. Eles chegaram ao Brasil em 2013, e foram atuar em localidades onde médicos brasileiros se recusaram a ir. É inegável a contribuição que os médicos cubanos realizaram em nosso país, deixando em Cuba os seus entes queridos, e enfrentando dificuldades em um país de língua diferente, imenso e diversificado como o Brasil. A todos os médicos cubanos que atuaram no Brasil, a nossa gratidão!

É de se esperar que os médicos brasileiros aptos para substituir os médicos cubanos, façam jus ao bom salário que vão receber, a confiança que a população mais carente (e longínqua) do país vai depositar neles, e que se mantenham firme e forte na missão de salvar vidas.

Saiba mais:

Edital aqui.

Anúncios

Saúde Pública

Recém-empossado, Ministro da Saúde anuncia mudanças na pasta.

O novo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, tomou posse no dia 02/01 (quarta) e anunciou algumas medidas que serão prioridades em sua gestão, como a criação da Secretaria Nacional de Atenção Básica (para a promoção da saúde e prevenção de doenças); reforço das taxas vacinais e informatização de toda a rede de saúde pública.

 

Secretarias mantidas

Mandetta manteve sete Secretarias temáticas do governo Temer:

Secretaria Executiva (Secretário Executivo: o médico João Gabbardo dos Reis);

Secretaria Vigilância em Saúde: (o doutor em epidemiologia, Wanderson Kleber de Oliveira);

Secretaria de Atenção à Saúde (SAS): (o administrador Francisco de Assis Figueiredo);

Secretaria de Atenção Indígena (Sesai): (Marco Antonio Toccolini);

Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos: (o cardiologista, professor e pesquisador, Denizar Vianna de Araújo);

Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde: (a pediatra Mayra Isabel Pinheiro);

Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa: (o médico da família, professor e pesquisador, Erno Harzheim).

 

O Ministro da Saúde

mandetta_posse_ministeriosaude
Divulgação/MS

 

Médico ortopedista, Mandetta atuou no Hospital Geral do Exército e implementou o ambulatório de ortopedia pediátrica na Santa Casa de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul. Também foi secretário estadual de Saúde e exerceu dois mandatos como deputado federal.

 

 

 

Saiba mais:

Conheça os novos Secretários do Ministério da Saúde aqui.

Ouvidoria do SUS aqui.

Campanha Nacional de Vacinação (atualizado)

Vamos vacinar as nossas crianças contra a pólio e o sarampo!

ATENÇÃO pais e responsáveis: Ainda dá tempo de vacinar as crianças contra os vírus que causam a poliomielite e o sarampo. Segundo o Ministério da Saúde, 11 milhões  de crianças precisam ser vacinadas até o fim da Campanha Nacional de Vacinação , 31 de agosto.

 

vacinacao5
Crédito: Amanda Mendes. Agência Saúde/Ministério da Saúde.

Sábado, 18 de agosto, foi o Dia D de vacinação, com mais de 36 mil postos de saúde abertos.  Em todo país, a campanha atingiu mais de 9 milhões de doses das vacinas contra a pólio já haviam sido aplicadas. Em relação ao sarampo foram 4,5 milhões de aplicações. O Ministério da Saúde informou que foram 40% de vacinados.

Quem deve receber as vacinas?

Crianças de 1 a menores de 5 anos de idade – independente da situação vacinal – isto é, esse grupo de crianças devem ser vacinadas mesmo com a carteira de vacina em dia.

Por que vacinar?

Não há ato maior de maior por uma criança do que protegê-la contra qualquer mal! Vacinar também é um ato de amor e não custa nada, basta levá-la, ainda bebezinha, a um posto de saúde. Após a vacina, os pais e responsáveis recebem uma caderneta de vacinação que contém todas as informações sobre as vacinas tomadas e as futuras. Cuide desta caderneta porque é um documento importante para a criança até a uma certa idade.  E fique sempre de olho nas Campanhas de Vacinação do Ministério da Saúde, mesmo com a caderneta em dia é necessário vacinar novamente. A vacinação é para imunizar um determinado grupo (nesse caso as crianças de 1 a 5 anos) contra vírus perigosos. Mesmo o Brasil tendo erradicado a pólio e o sarampo há décadas, as fronteiras do país são acessos fáceis para esses vírus (e outros) que vem de outros países endêmicos (as doenças já atingiram a população). O Brasil imunizado, não haverá espaço para a disseminação de doenças.

Como é a vacinação?

Crianças que NUNCA foram vacinadas contra a pólio receberão a VIP (Vacina Inativa Poliomielite); as que já tiverem tomado uma ou mais doses receberão a VOP (a gotinha). Contra o sarampo, todas as crianças receberão uma dose da Vacina Tríplice Viral.

IMPORTANTE: As crianças que foram vacinadas nos últimos 30 dias, NÃO necessitam de uma nova dose.

Recado Importante!

img-sarampo
Sarampo Mata!! Divulgação/Ministério da Saúde

Infelizmente há muitos casos comprovados de sarampo no Brasil. Em alguns estados, a campanha de vacinação começou meses antes. Só há uma única forma de acabar, de uma vez por todas, contra o sarampo e a pólio que é uma triste doença que destruiu a infância de milhares de crianças pelo mundo: VACINAÇÃO!

 

Vamos dar um fim ao risco de termos novamente doenças antigas e cruéis. As nossas crianças, futuro do país, agradecem!

 

Se você não tem filhos (ou já estão maiores), compartilhe esta matéria para os seus familiares, amigos e vizinhos que possuem crianças menores de 1 a 5 anos! Vamos fazer a corrente do bem!