‘Mãe’

Cia de Teatro Porão volta com o espetáculo que discute o etarismo, no Cine Teatro Cuiabá entre os dias 22, 23 e 24 de fevereiro.

 

Atualizado em 18/02/19:

Desde a criação da MT Escola de Teatro, dezenas de peças foram montadas. Bom para os apreciadores desta arte milenar que vivem distantes do eixo Rio-SP, onde todos os dias tem alguma peça em cartaz. Também é muito importante para a formação de novos públicos. Ano passado eu levei Bibi para ver a peça “Mulheres da Terra”, do grupo Cena Onze, e senti o quanto minha filha adolescente ficou impactada – não só pela história, mas também com o todo: o cenário, o figurino, a iluminação, a sonoplastia entre outros componentes que tornam o Teatro um lugar incrível. Eu recomendo: leve a garotada ao Teatro!

 

 

WhatsApp Image 2019-02-14 at 12.35.24 AM
Espetáculo ‘Mãe’, do grupo Cia Teatro Porão/ Divulgação

 

No tablado do belo Cine Teatro Cuiabá, os formandos da 2º Turma do Curso Superior de Teatro (formação Tecnólogo) também vão impactar a todos que forem assistir a peça ‘Mãe’, do grupo Cia de Teatro Porão. A narrativa contempla um tema tão antigo e ao mesmo tempo contemporâneo: a família. E há uma abordagem interessante: o etarismo nos dias atuais. Etarismo é a discriminação baseada na idade (ex: velha lenta demais, não tem utilidade; adolescente imatura, irresponsável, etc).

 

 

Segundo a sinopse, a peça ‘Mãe’,

fala de uma família ora convencional. Ora nada convencional. Fernanda, uma assistente que está exausta dos vínculos conflituosos entre gerações, se percebe numa caminhada até a assimilação do tempo. Essas relações intergeracionais podem culminar em algo inesperado, ao som de canções criadas para este cenário.

 

psx_20190101_151358_easy-resize.com (1)
Divulgação/Assessoria

A idealização

Quando assistimos a uma peça teatral (quem não é da área) ficamos tão concentrados no que se passa no tablado (palco) que esquecemos que ali está o resultado de  um trabalho árduo de uma equipe: Alguém escreveu a história, alguém montou o cenário, alguém criou o figurino, alguém dirigiu os atores. E sabe aquele som que a gente ouve? Tem um sonoplasta fazendo a mágica acontecer – e que ensaiou muito! E também tem a Produção (também conhecido como o “povo que rala muito”) – sem isso não tem Teatro, não tem nada! (idem no Cinema).

Aqui vai uma dica: assista a peça e depois (ou antes) dê uma conferida na ficha técnica – ali está a galera que tornou a montagem da peça possível!

 

Segundo os idealizadores da peça Mãe,

a composição do roteiro, cenografia e figurinos foram cautelosamente projetados para transmitir ao público uma visão geral das dificuldades do viver antes, durante e após os 60 anos. Uma elaboração intrínseca e avassaladora da realidade e o seu cotidiano.

 

Fotos: Elenco reunido e muitos ensaios para as apresentações do espetáculo “Mãe”. O Blog agradece as fotos dos bastidores!

 

 

Estreia de sucesso

O Cia de Teatro Porão contou com exclusividade para o Blog da Bárbara Fontes sobre a interação do público na estreia:

Sentimos uma identificação do público para com a mensagem que estávamos e estamos passando de que comportamentos são violentos, palavras são violentas e tudo isso acumulado pode gerar algo inesperado. Obviamente, que nem todos lêem o espetáculo como eu, ela, você. Mas a grande maioria se emocionou e agradeceu pelo trabalho que estamos mostrando. Mas é contrário, quem agradece somos nós, sem público não existe troca”.

WhatsApp Image 2019-02-14 at 12.38.38 AM
Divulgação
A respeito do aprendizado que o elenco obteve durante a montagem da peça Mãe e como isso se reverteu para cada um dos integrantes:

Nossa evolução dia pós dia enquanto gente aprendendo sobre gente, tentando ser gente feito bolha de sabão, vivendo por um certo e determinado período de tempo, tentando não estourar. Tentando não secar. Pensando em ser flor e beija-flor. Pensando em ser ave, pra nem sempre ser gente. Para voar e escoar da gente, que não pensa como gente, mas só de ser feito gente dá orgulho pra gente. Para ser ave precisa de esperteza, e ave que é gente, talvez, seja melhor ser só gente. Gente não entende ave-gente que voa numa brisa boa. Não é “atoa”. Só quer ficar na boa com outros tipos de gente, tão gente quanto a gente.

“Mãe” é contemplada em edital

Para celebrar os 300 anos da capital de Mato Grosso, o grupo Cia de Teatro Porão estará com apresentações do espetáculo ‘Mãe’ durante todo o ano de 2019. As montagens acontecerão por meio do Fundo Municipal de Apoio à Cultura, da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, da prefeitura de Cuiabá.

Conheça a galera do espetáculo “Mãe”!

Ficha Técnica:

Direção: Maria Clara Bertúlio e Paulo França

Dramaturgia: Amanda Muller

Atuação: Danielle Souziel, Elisa Carvalho, Júnior Faria, Mariah Ferreira, Maykon Castrovicky e Nadiny Costa

Cenário e figurino: Jane Klitzke e Naiane Gonçalves

Iluminação: Bruno Brun

Sonoplastia: Jone Sayd

Produção: Elis Correia e Juciney Fernandes

 

Serviço

Espetáculo ‘Mãe’
Dias: 22, 23 e 24 de fevereiro
Duração: 1h
Horário: 21h
Ingresso: R$ 20 (inteira) // R$ 10  (meia)
Onde: Cine Teatro Cuiabá (CTC) – sala Anderson Flores
Realização: Formandos da MT Escola de Teatro
Informações: (65) 99926.5860
Saiba mais sobre a MT Escola de Teatro:
*Curso de Teatro forma 1º Turma aqui.

Anúncios

Curso de Teatro forma 1º Turma

A solenidade de colação de grau acontece no dia 10 dezembro, às 19h30, no Cine Teatro Cuiabá.

Que emoção! A MT Escola de Teatro forma a sua primeira turma! Foram quatro semestres de intenso trabalho no Cine Teatro Cuiabá – palco que tornou possível os estudos, as experiências, as amizades e, sobretudo, a formação de 33 profissionais nas áreas de Atuação, Direção, Dramaturgia, Iluminação, Produção Cultural, Cenografia e Figurino, e Sonoplastia. Desde a sua criação, eu tenho acompanhado a trajetória dos alunos, professores (in memorian ao saudoso ator Luis Carlos Ribeiro!) e coordenadores, onde pude escrever algumas matérias ao longo desses dois anos. Bravo, bravíssimo!!!

Mostra de Cenas
Mostra de Cenas/Divulgação
Ariana Carla
Minha querida amiga, Ariana Carla!

O Blog da Bárbara Fontes bateu um papo com uma das formandas do curso, Ariana Carla – minha amiga de longa data. Eu a vi entrar para o mundo do Teatro por meio de um curso realizado pelo ator e diretor (e amigo querido) André D’Lucca:

Blog da Bárbara Fontes:  Ariana, conta para o Blog como foram esses anos de estudos.

Ariana Carla: Foram dois anos em 4 semestres, divididos em módulos nomeados por cores, verde, amarelo, azul e este último, o vermelho.

Blog da Bárbara Fontes: Uma jornada termina, e como está a Ariana depois dessa experiência?

Ariana Carla: Está sendo muito gratificante, pela ampliação do meu conhecimento, prática, técnica e repertório. A minha compreensão do ‘meu eu artístico’, e saber que consigo ir além de tudo que imaginei. Eu me sinto uma pessoa melhor, isso digo da minha vida, perante ao ‘meu interior’, família, sociedade e profissional.

Blog da Bárbara Fontes: Qual é a sua expectativa para 2019?

Ariana Carla: Seguir carreira de atriz e educadora do teatro, almejo não só aos palcos, como também a vida pedagógica porque a arte e o teatro devem fazer parte da vida de todos os cidadãos. Tenho um projeto em uma faculdade privada, onde atuo como atriz nas aulas de medicina. Continuarei em 2019, e espero que as oportunidades aumentem.

BBF∼ 

MT Escola de Teatro

IIMostraCenasMTEscolaTeatro_Porta_BarbaraFontes
II Mostra de Cenas. Crédito: Bárbara Fontes

A MT Escola de Teatro é uma iniciativa da Associação Cultural Cena Onze e Associação dos Artistas Amigos da Praça (ADAAP), em conjunto com Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC/MT). Em 2018, tornou-se curso de graduação por meio de uma parceria com a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). Os formandos serão diplomados, pela magnífica reitora Ana Maria Di Renzo, com o título de Tecnólogo em Artes Cênicas. São 33 formandos, sendo 15 da área de Atuação; 4 de Dramaturgia; 3 de Direção; 3 de Produção Cultural; 3 de Cenário e Figurino; 3 de Iluminação; e 2 de Sonoplastia.

 

Piano Gente

WhatsApp Image 2018-12-05 at 5.08.54 PM

 

Acontece no foyer do Cine Teatro Cuiabá, a partir das 18h45, o projeto Piano Gente, sob a direção de Dario Scherner; e no piano, Valter Demberck Jr.  Eu conheci Dario no curso de Cinema Documentário, realizado na UFMT (ministrado por mim). Foi numa aula que ele deu a ideia de realizar o documentário SAYONARA (a lendária boate de Cuiabá!), onde o seu pai tocou por anos.  Recentemente, vi uma apresentação musical dele e foi incrível!

 

Serviço

O que é: Solenidade de Colação de Grau do curso superior em Teatro

Data: 10/12/2018 (segunda-feira)

Horário: 19h30

Local: Cine Teatro Cuiabá